domingo, 13 de novembro de 2011

ORDEM NATURAL DAS COISAS - Rodrigo Sater


Quando o sol já corre a se esconder
E a noite já se faz sentir
Aparecem os velhos temores
Coração precisa resistir
Não se mata a sede de viver
O futuro nunca vai ter fim
Nem que seja o sonho dos poetas
Tudo aquilo que restou de mim
E que me conduz
De repente vem uma canção qualquer
E logo nos seduz.
E a verdade que ninguém podia ver
Surge a olhos nus
Mas nem tudo é como a gente quer
Esse mundo não foi feito assim
Desprezamos todos os valores
Nem sabemos mais o que é ruim
Então siga logo quem souber
O caminho para ser feliz
É viagem prá quem não tem pressa
O destino de quem sempre quis
Ter alguma luz
De repente vem uma canção qualquer
E logo nos conduz
E a verdade que ninguém podia ver
Surge a olhos nus
Com a ordem natural das coisas
Pelo menos aprendi
Foi a ordem natural das coisas
Que me trouxe até aqui.

Rodrigo Sater

http://www.rodrigosater.com.br

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Loading...