domingo, 12 de outubro de 2014

CARTA Á MINHA MÃE -. Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Hoje é dia da Senhora Aparecida e foi nesse dia há 15 anos atrás que minha mãe se foi para o outro lado da vida!
Ás vezes esqueço que ainda não há telefone entre lá e cá e só posso matar as saudades nos meus sonhos!
Mamãe , você foi uma das minhas almas gêmeas! Ainda amo você muito.
Lembro de você todos os dias .Seus sábios conselhos estão em minha memória!
Quando você se foi, senti raiva pois você me disse que não desejava mais viver! Confesso que achei covardia! E me senti traída mais uma vez. Hoje,eu entendo melhor o seu ponto de vista pois não é fácil viver neste mundo!
Duas perdas importantes em um mesmo ano não é fácil.Primeiro sua separação após 53 anos de casada, depois a morte de sua irmã em 29 de agosto. Foi demais para você!
Mamãe antes de você partir disse-me que sentia muita pena de mim porque eu sofreria muito em minha vida pessoal,pois meu marido era uma pessoa muito egoísta  e ainda não tinha cortado o cordão umbilical com sua família de nascimento! Tenho certeza que você sabe que eu me desfiz de tudo que me traria tristeza !
Tudo que eu prometi a você fazer,eu fiz! Guardo muito bem seus conselhos!
Não acredito que a gente durma nesse plano!

Também não acredito que tudo aí é igual ao nosso mundo com hospitais ,enfermarias,ônibus e trem!
Acho mesmo que isso é algo que nunca saberemos pois é um segredo de Deus!
A saudade é infinita.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Sobre a novela das oito -Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Sobre a novela das oito da Globo.Eu acho essa mãe muito mal resolvida!Como ela acha que o Laerte está beijando a filha pensando nela
.Como esse marido dela pode ser tão banana e ficar com ela sabendo que ela gosta do Laerte?Que não o esqueceu?
Como o Laerte vai para a casa da Shirley sabendo que ela está a fim dele?Está tudo errado!
E a louca da irmã da Helena que tem uma fixação na filha do marido?
E o ex-marido dela que foi morar na casa da irmã dela e a qualquer espirro ele vai oferecer seus préstimos?
A filha da Helena é a mais coerente para mim pois na verdade ela não viveu a história da mãe dela e pelo que entendi o assunto era tabu na familia.Não foi digerido.
E o pai dela quebrando a cara do Laerte porque ele vai casar?
Deveria quebrar a cara se ele não assumisse!
Façam-me o favor!
Quanto ao Gabriel Braga Nunes  eu sempre o achei lindo com aqueles olhos azuis e sempre desejei que ele fosse contratado pela Globo e estrelasse uma novela global.
Só que infelizmente ele está horrível nessa novela.
O cabelo desgrenhado,a pele horrivel e a Globo nunca conseguiu ninguem fazer que está tocando se a pessoa não sabe nem segurar o instrumento, no caso uma flauta?
Ele assopra e a boca nem mexe!
Ele é um ator experiente!Não sei o que acontece!
A Bruna Marquezine está se saindo muito bem .

quarta-feira, 26 de março de 2014

Música de Vitor e Léo

Eu te dei o ouro do sol, a prata da lua
Te dei as estrelas pra desenhar o teu céu
Na linha do tempo, o destino escreveu
Com letras douradas
Você e eu

Há quanto tempo eu esperava
Encontrar alguém assim
Que se encaixasse bem nos planos
Que um dia fiz pra mim
Você e eu

Vou dizer
Que nessas frases tem um pouco de nós dois
E não deixamos o agora pra depois
Quando te vejo eu me sinto tão completo
Por onde vou
E nesses traços vou tentando descrever
Que mil palavras é tão pouco pra dizer
Que o sentimento muda tudo, muda o mundo
Isso é o amor

Na linha do tempo, o destino escreveu
Com letras douradas
Você e eu

Há quanto tempo eu esperava
Encontrar alguém assim
Que se encaixasse bem nos planos
Que um dia fiz pra mim
Você e eu

Vou dizer
Que nessas frases tem um pouco de nós dois
E não deixamos o agora pra depois
Quando te vejo eu me sinto tão completo
Por onde vou
E nesses traços vou tentando descrever
Que mil palavras é tão pouco pra dizer
Que o sentimento muda tudo, muda o mundo
Isso é o amor

Que nessas frases tem um pouco de nós dois
E não deixamos o agora pra depois
Quando te vejo eu me sinto tão completo
Por onde vou
E nesses traços vou tentando descrever
Que mil palavras é tão pouco pra dizer
Que o sentimento muda tudo, muda o mundo
Isso é o amor

Isso é o amor
Isso é o amor
Amor


Link: http://www.vagalume.com.br/victor-leo/na-linha-do-tempo.html#ixzz2x5GTQTaX

domingo, 23 de março de 2014

EU PODERIA AMAR - BARÃO DA MATA

EU PODERIA AMAR


Eu poderia amar,
mas amar tão infinita, tão candentemente,
que o mundo se tornasse uma lira de cálida doçura.
Eu poderia odiar,
mas odiar tão intensa, ardentemente,
que eu me aguerrisse e que matasse com a gana de animal enfurecido.
Eu poderia sorrir,
mas sorrir tão franca, alegremente
como o mais feliz dos homens deste mundo.
Eu poderia chorar,
mas chorar com tamanho sofrimento,
como se a ferida do meu peito fosse o tempo todo revolvida.

Mas o momento é para sentimentos comedidos,
sempre hora de pensar no pão, na agenda e na política.
Sempre tempo de astúcia para firmar posição ou subir algum degrau.
Triste vida onde as paixões devem ser contidas,
as emoções, dosadas e os desejos, reprimidos
em prol de um mundo árido de comoções e sensações,
onde as almas dos homens têm de ser desertas,
nuas de vida e de cores, cinzentas como o concreto dos viadutos que desumanizam as cidades.

Barão da Mata

sábado, 8 de março de 2014

MULHER - Betânia Uchôa

Mulher


Que eu seja sempre mulher,
De muitas ou poucas palavras,
Que busca e chora, mas luta.

Que seja eu sempre mulher...

Que eu ame com paixão,
Mesmo que esse sentimento,
Se acabe amanhã, um fim.
Que seja eu mesmo assim...

Que seja eu sempre mulher,
Uma mãe ou esposa,
Uma filha, uma patroa.
Que seja eu mesma assim...

Que eu chore e ria de alegria,
Que eu console, que tenha empatia,
Mas que sorria, sempre sorria.
Pois que eu seja uma fantasia...

Que seja eu sempre mulher
Para dar vida sempre, eterna alegria.
Que seja eu sempre assim...

Uma mulher, uma poesia.


-Betânia Uchôa-


terça-feira, 4 de março de 2014

A IDADE DE SER FELIZ - Desconhecido.

A IDADE DE SER FELIZ
Desconhecido.(Quem conhecer o autor por favor me informe.)


Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.



domingo, 2 de março de 2014

É CARNAVAL - Claudia De Villar

É Carnaval
É a festa, a folia
A magia, a fantasia
A paixão sem endereço
É o beijo sem preço
Um sorriso aberto
As mãos bem perto
A loucura das aventuras
A descontração nas alturas
As verdades inventadas
As mentiras criadas
O perdão aparecendo
A reconciliação vencendo
É a coragem que vem
As vontades, também
É a festa da carne
A exaltação do charme
O descompromisso com a dor
A união com o amor
A força do sim
A fraqueza do não
O descompasso dos passos
O poder do abraço
O fim de todo mal
É carnaval!

sábado, 22 de fevereiro de 2014

QUE SEJA DOCE - Caio Fernando Abreu.

Que seja doce o dia que eu abrir as janelas e me lembrar de você.
 Que sejam doces os finais de tardes, inclusive os de segunda-feira 
- quando começa a contagem regressiva para o final de semana chegar.
 Que seja doce a espera pelas mensagens, ligações e e-mails bonitinhos.
 Que seja (mais do que) doce a sua voz ao falar no telefone. 
Que seja doce o seu cheiro.
 Que seja doce o seu jeito, seus olhares, seu receio.
 Que seja doce o seu modo de andar, de sentir, de demonstrar afeto.
 Que sejam doces suas expressões faciais, até o levantar de sobrancelha. 
Que seja doce a leveza que eu sentirei ao seu lado. 
Que seja doce a ausência do meu medo. 
Que seja doce o seu abraço. 
Que seja doce o modo como você irá segurar na minha mão.
 Que seja doce esse amor!

Caio Fernando Abreu.

domingo, 16 de fevereiro de 2014

VERSOS ERÓTICOS - Barão da Mata

VERSOS ERÓTICOS

O sexo é a sublimação dos corpos

e dos espíritos,

É a deificação dos humanos.

O teu corpo foi feito para o amor.

Ama com a incandescência do teu ato de amor primeiro,

Ama como se amar fosse teu ato derradeiro.


Barão da Mata.






O sexo é a sublimação dos corpos
e dos espíritos,
é a deificação dos humanos.
O teu corpo foi feito para o amor.
Ama com a incandescência do teu ato de amor primeiro,
ama como se amar fosse teu ato derradeiro.

Barão da Mata - Tudo

sábado, 15 de fevereiro de 2014

O VALIOSO TEMPO DOS MADUROS -Mario de Andrade

O Valioso tempo dos maduros

O valioso tempo dos maduros
Mario de Andrade


"Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.

Tenho muito mais passado do que futuro.


Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.

 Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.

 Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.

 Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.

As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana, que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade...

Só há que caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial."

VIZIM DE ZÉ CARDOSO - Barão da Mata

VIZIM DE ZÉ CARDOSO

Vem cá, vizim, desce uma pinga, que eu te conto:
Ninguém no mundo é mais feliz que Zé Cardoso.
É que, cedim, toda manhã, beija a menina
De cabelim assim curtim, sorriso franco,
Bonita assim que nem os campo bem verdim.

Aquele beijo mais parece que alimenta Zé Cardoso,
Que prá labuta sai feliz de inté sartá.
Entra a menina a sorrir por casa a dentro,
E eu fico oiando as coxa grossa, bem clarim,
E sonho vendo o vestidim a balançar.

O dia inteiro aquela potra lava, passa,
Varre, cozinha e canta assim qual passarim.
É tão bonita com zoim assim pretim,
Tão infantis e serenim, cheim de paz.

De tarde chega Zé Cardoso todo prosa,
E ela se agarra, alegre, moça, ao seu pescoço.
Depois, vizim, é um converseiro sem tamanho.
Um tal de "amor", "benzim" pra lá, "benzim" pra cá,
E a casa, assim, meu bom vizim, parece em festa.

Eu imagino, meu amigo, que à noitinha
O meu vizim é mais feliz que um fazendeiro,
Porque a deusinha, se entregando entre sussurros,
É bem capaz de qualquer cristo endoidecer.
E eu te confesso, sou tão só, que sinto inveja
E uma tristeza grande assim de contorcer.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

CUSTÓDIA MARIA DOS SANTOS - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

Custódia Maria dos Santos.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

Foi uma parteira em Mauá.
Durante muitos anos ela ajudou a trazer ao mundo muitas crianças em Mauá.
Seu apelido era Dona Nenê.
Como agradecimento as mulheres que ela ajudava a dar á luz pediam que ela batizasse seus filhos.
Ela era muito boa quando eu e meus irmãos íamos visita-la.
Tomávamos leite que ela tirava.
Comíamos frutas das árvores do seu quintal.
Ela era minha bisavó por parte de pai.
Ela teve três filhos e se casou duas vezes.
Em seu sítio ela criava cabras, galinhas, cavalos e algumas vacas com seus bezerrinhos.
As árvores frutíferas eram deliciosas hoje quase não se vê.
Quando eu nasci Mauá pertencia á Santo André. Ela tornou-se município em 1953.
Eu adorava ir á Mauá, pois sempre amei andar de trem e eu gostava da neblina que baixava na cidade quando menos se esperava.
Minha avó faleceu quando eu ainda era criança e tudo mudou.
Hoje minha bisavó é nome de Rua na Vila América em Mauá.
Custódia Maria dos Santos, dona Nenê!
Foi uma grande mulher.
Era negra com muito orgulho.

sábado, 25 de janeiro de 2014

MINHA FAMÍLIA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Minha família

Somos uma mistura de negros.
Alemães, espanhóis e portugueses.
Nossas crianças são morenas de olhos negros como jabuticabas,
Cabelos reluzentes.
Herança dos mouros!
Loiras de olhos verdes e cabelos encaracolados.
Ruivos de olhos azuis.
Nossas mulheres têm seios fartos.
Cadeiras expressivas.
Os homens são altos!
Somos descendentes de vikings, guerreiros.
Navegadores espanhóis e portugueses.
Gostamos de cantar e temos uma bela voz!
A alegria de nossa família
Vem da África!Vem dos fados!Do Flamenco!
Onde nossos ancestrais até hoje cantam e dançam.
Para quem pensa que nos humilha
Falando de nosso cabelo enrolado
Eu digo não!
Nosso cabelo é motivo de orgulho!
Nossa comida é quindim.
Salsicha.
Bacalhau.
Feijoada.
Ostras, mexilhões e polvo.
Para agradar todos os nossos antepassados.
E viva a diversidade!
.

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...