terça-feira, 29 de junho de 2010

POESIA - J.G. de Araujo Jorge


Hoje estou triste




Amor... Hoje estou triste... Nesses dias
a vida de repente se reduz
a um punhado de inúteis fantasias...


... Sou uma procissão só de homens nus...
Olho as mãos, minhas pobres mãos vazias
sem esperas, sem dádivas, sem luz,
que hão semear vagas melancolias
que ninguém vai colher, mas que compus...


Amor, estou cansado, e amargo, e só...
Estou triste mais triste e pobre do que Jó,
- por que tentar um gesto? E para quê?
Dê-me, por Deus, um trago de esperança...


Fale-me, como se fala a uma criança
do amor, do mar, das aves... de você!


( Poema de JG de Araujo Jorge


" O Poder da Flor " - 1969 )

segunda-feira, 28 de junho de 2010

PROCURO-TE Maria Lúcia inocêncio Camargo


PROCURO-TE
Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

Procuro-te insistentemente,
Porém a noite está escura
Não há lua no céu.
As estrelas sumiram
Estão escondidas
Em algum lugar que desconheço.
Deito-me em minha cama
Com a janela aberta
E olho fixamente,
Procurando algum sinal
Que sempre mandas para mim.
Porém nada vejo.
O frio penetra minha carne
As cobertas estão geladas
E eu me entrego á verdade!
Não vais voltar.
Levanto-me fecho a janela
Ligo o aquecedor,
Enrolo-me em minhas pernas.
E o sono chega
E com ele o sonho.
Lá estás!

domingo, 13 de junho de 2010

LUA DOS AMANTES - Betânia Uchoa


Lua dos amantes
.
Ó lua que na noite chega com encanto!
Clareia a chegada do meu amor ao abrigo
Conforta meu coração entregue ao pranto
Cuida dele até a hora em que esteja comigo!
.
Lua que pelo céu segue vigilante!
Leva essa amargura, e deixa meu ser brilhante!
Dá-me o conforto e a compaixão
Acalma esse bater ligeiro do meu coração!
.
Segue cheia, nova e minguante
A brilhar nesta noite calma e estrelada!
A prece vai do meu coração contente...
Pela simples visão sua, lua amada!
.
Que guarda aquele que é o meu desejo
Que sonho em roubar-lhe um simples beijo
Ela viu a lágrima que rolou de cima e assim,
Lua, veja meu semblante e o guarde por mim!
.
Betânia Uchôa

SENTE...Betânia Uchoa




Sente...
.
Sente como vibra
Toda essa energia
Contrapondo toda sua resistência
Veja tudo isso que gira entre nós...
.
Sente como a pele sente sua pele
Elas se conhecem
Se reconhecem quando se tocam
Sentem a pressão de sermos um...
.
Sente como suspira, respira
Toda nossa respiração
Cada movimento, subindo e descendo
Até o pensamento nosso, pensando em nós...
.
Sente como a nossa vontade muda
Todo nosso querer
Que é simplesmente,
enlouquecer enlaçados um no outro...
.
Sente como vibra
Tudo isso...
Vibra doidamente entre nós...
Por nós...
.
Betânia Uchôa

ESQUECER-TE - Loivarice


Ah! Passagem penosa...
Quando quero esquecer-te, fazes me lembrar.
Nos lugares mais diferentes deixastes uma lembrança.
Nos momentos mais felizes ou mais tristes fizestes parte.
Lá me lembro de um sorriso, de uma mágoa, de um ciúme...
Pelos quatro cantos a que olho tem sua marca, lembrança que deixastes gravada.
Como esquecer? Impossível...
Sua voz ressoa em cada lembrança que eu tenho em cada marca encontrada...
O tempo passa; o dia vai, a noite cala... Até em sonhos você aparece para trazer, tornar e fazer sorrir, ter esperanças e mais lembranças...
Quanto mais tento esquecer, mais me lembro até dos menores suspiros, sorrisos, agrados e agravos...
Estás em minh’alma e meu coração, como tirar-te sem perder minha existência e força, pois, sem você sou nada... És meu nexo com a vida, meu sol, minha lua, meu ar...
Em você me encontro, vivo, sonho com o futuro ser maravilhoso e completo com você...
Meus passos são: lutas, barras, percursos... Que me levam á você.

CATIVO DO AMOR - Betânia Uchoa.



Cativo do amor

Beijo-te...com este amor torturado
Pela vontade que me acolhe
Da sede que por meu corpo suado
Espera um ato de amor que o olhe!

És o amor escolhido e libertado!
Das paredes de meu ser cativo,
Te espero como a décadas amado,
Traga-me você, minha razão e motivo.

Venha! chame e clame a sua vontade
Seu grito de amor e sua emotividade,
Pelo presente que o descobre;

Imagine a nossa eterna felicidade
Por parar o tempo de nossa saudade
Viver o amor que nosso ser escolhe!

Betânia Uchôa

Dedico á todos os namorados que amam verdadeiramente mesmo que o seu amor esteja ausente.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

SONETO DO MEU AMOR POR TI - Basilina Pereira


SONETO DO MEU AMOR POR TI

Meu amor por ti é madrugada,
com canto de galo e lua cheia
e habita as encostas camufladas
na neblina que percorre minhas veias.

Meu amor por ti é amanhecer,
com aroma de rosas e jasmins,
sempre quer o teu rosto guarnecer
e manter o teu sorriso junto a mim.

Meu amor por ti é tarde calma,
margens de rios serpenteando minha alma,
cumprindo o rito de saudade e da espera.

Meu amor por ti é noite escura
salpicada de estrelas, qual moldura,
e me faz crer que ainda é o que antes era.

Basilina Pereira

Outono com cara de inverno - Maria Lúcia Inocencio Camargo.


Outono com cara de inverno.


Estou meio devagar!
O frio não me deixa pensar
e nem passear!
Estou ao sabor do vento.
Nem cá e nem lá!
Não vejo a hora
da primavera chegar!

Lindas palavras de Fernando Campanella


"Tenta te orientar pelo calendário das flores,
esquece, por um momento os números,
a semana, o dia do teu nascimento.
Se conseguires ser leve, aproveita,
enche tuas malas de sonho e toma carona no vento."


(Fernando Campanella)

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...