quarta-feira, 31 de outubro de 2012

LONG LIVE


Ofereço aos noivos Carol e Bruno ,minha filha e meu genro e á todos os apaixonados do mundo.

Long Live
I say remember this moment
In the back of my mind
The time we stood with our shaking hands
The crowds in stands went wild
We were the kings and the queens
And they read off our names
The night you danced like you knew our lives
Would never be the same
You held your head like a hero
On a history book page
It was the end of a decade
But the start of an age

Long live the walls we crashed through
All the kingdom lights shined just for me and you
I was screaming, "long live all the magic we made"
And bring on all the pretenders
One day we will be remembered

I said remember this feeling
I passed the pictures around
Of all the years that we stood there on the sidelines
Wishing for right now
We are the kings and the queens
You traded your baseball cap for a crown
When they gave us our trophies
And we held them up for our town
And the cynics were outraged
Screaming, "this is absurd"
'Cause for a moment a band of thieves
In ripped up jeans got to rule the world

Long live the walls we crashed through
All the kingdom lights shined just for me and you
I was screaming, "long live all the magic we made"
And bring on all the pretenders
I'm not afraid

Long live all the mountains we moved
I had the time of my life
Fighting dragons with you
I was screaming, "long live the look on your face"
And bring on all the pretenders
One day we will be remembered

Hold on to spinning around
Confetti falls to the ground
May these memories break or fall

Can you take a moment
Promise me this:
That you'll stand by me forever
But if God forbid fate should step in
And force us into a goodbye
If you have children someday
When they point to the pictures
Please tell them my name
Tell them how the crowds went wild
Tell them how I hope they shine

Long live the walls we crashed through
I had the time of my life with you

Long, long live the walls we crashed through
All the candlelight shined just for me and you
And I was screaming, "long live all the magic we made"
And bring on all the pretenders
I'm not afraid

Singing long live all the mountains we moved
I had the time of my life
Fighting dragons with you

And long, long live the look on your face
And bring on all the pretenders
One day we will be remembered

Crédito: Amiga_Secreta
Vida Longa
Eu digo lembre-se desse momento
No fundo da minha mente
O tempo que passamos com as mãos tremendo
A multidão de plantão foi à loucura
Nós éramos os reis e as rainhas
E eles leram os nossos nomes
A noite em que você dançou como se soubesse que nossas vidas
Nunca mais seriam as mesmas
Você segurou sua cabeça como um herói
Em uma página de livro de história
Era o fim de uma década
Mas o início de uma era

Vida longa aos muros que invadimos
Todas as luzes do reino brilharam só para mim e você
Eu estava gritando: "Vida longa a toda a magia que fizemos"
E tragam todos os fingidores
Um dia seremos lembrados

Eu disse: lembre-se desse sentimento
Eu passei as fotos ao redor
De todos os anos que ficamos ali nos bastidores
Desejando pelo momento de agora
Nós somos os reis e as rainhas
Você trocou seu boné de beisebol por uma coroa
Quando eles nos deram os nossos troféus
E nós o seguramos no alto pela nossa cidade
E os cínicos estavam indignados
Gritando, "isso é um absurdo"
Porque por um momento, um bando de ladrões
De jeans rasgados têm que dominar o mundo

Vida longa aos muros que invadimos
Todas as luzes do reino brilharam só para mim e você
Eu estava gritando: "Vida longa a toda a magia que fizemos"
E tragam todos os fingidores
Eu não estou com medo

Vida longa a todas as montanhas que nos movemos
Eu tive o melhor momento da minha vida
Lutando contra dragões com você
Eu estava gritando "Vida longa àquele olhar no seu rosto"
E trazer a todos os pretendentes
Um dia seremos lembrados

Continue a girar
Confetis caem no chão
Podem essas memórias quebrarem ou caírem

E você pode me dar um momento
Prometa-me isso:
Que você ficará comigo para sempre
Mas se Deus proibir o destino intervir
E nos forçar a uma despedida
Se vocês tiverem filhos um dia
Quando eles apontarem para as fotos
Por favor, diga-lhes o meu nome
Digam-lhes como a multidão foi à loucura
Digam-lhes como eu espero que eles brilhem

Vida longa aos muros que invadimos
Eu tive o momento de minha vida com você

Viva, viva os muros que invadimos
Todas as luzes brilharam só para mim e você
Eu estava gritando: "Vida longa a toda a magia que fizemos"
E tragam todos os fingidores
Eu não estou com medo

Cantando vida longa à todas as montanhas que nós movemos
Eu tive o momento da minha vida
Lutando contra dragões com você

E vida, vida longa àquele olhar no seu rosto
E tragam todos os fingidores
Um dia seremos lembrados

Tradução: Rebecca/Luli


http://www.vagalume.com.br/taylor-swift/long-live-traducao.html#ixzz2Asv6rfdp

O CASAMENTO DE MINHA FILHA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Como mãe,desejo que o casamento de minha filha Carol com o Bruno, seja abençoado por Deus e que eles sejam ótimos pais para meu neto e neta , sem esquecer o pai do Pedro que é muito importante para meu neto.
Hoje em dia as famílias não são mais tradicionais com apenas um pai e uma mãe.
Os casamentos não são únicos e é preciso uma grande boa vontade entre as pessoas envolvidas.
Admiro a coragem do Bruno em escolher uma mulher que já tinha uma família anterior de outro casamento.
Ele me disse estar muito feliz em ter uma esposa para compartilhar a vida.
Quanto á minha filha, nem é preciso ela dizer nada pois a alegria está estampada no brilho do seu olhar.
Desejo aos dois e principalmente aos meus netos que eles tenham uma família que os apoiem em todos os sentidos.

sábado, 18 de agosto de 2012

O INVERNO SE TRANSFORMA EM PRIMAVERA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo

 

O INVERNO SE TRANSFORMA EM PRIMAVERA
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Da minha janela vejo que lentamente
O inverno está se transformando em primavera.
Uma leve brisa balança as folhas
E os pássaros voam em liberdade.
Algumas andorinhas sozinhas parecem perdidas.
As maritacas ainda estão escondidas...
Os corvos pretos com sua cauda branca,
Voam e revoam e se escondem nas copas das árvores!
Meu vaso de boca de leão na varanda
Já está florido me alegrando.
É mais um pouco e a primavera chega!

 

Visitem meu blog:http://injusticanao.blogspot.com

sábado, 28 de julho de 2012

QUEM SOU EU - Maria Lúcia Inocêncio Camargo



QUEM SOU EU

alterar

Sou mãe,avó e ainda guardo sonhos.
Não  aqueles impossíveis,
Mas sonhos que nos ajudam a viver!
Sonhos simples como mudar as cortinas,
Trocar o tapete da sala,
Ajeitar meu atelie,
Plantar flores coloridas,
Enfeitar a sacada e ver os pássaros
Que em bandos ou sozinhos
Revoam o local.

Maria Lúcia inocêncio Camargo.

terça-feira, 17 de julho de 2012

TRUQUE DE VIDA: Sonhos, não são sonhos. São desejos guardados

TRUQUE DE VIDA: Sonhos, não são sonhos. São desejos guardados: Calado e olhando as árvores douradas senti as suas folhas reluz entrelaçarem sobre a luz do sol. Caminhei sobre o gramado imenso e azu...
Visitem este blog .O autor inclusive tem vários livros publicados.Sei que vocês gostarão.
Maria Lúcia.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

LYA LUFT - A IDADE E A MUDANÇA.

Lya Luft : A idade e a mudança.

Mês passado participei de um evento sobre o Dia da Mulher.
Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades.
E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi.
Foi um momento inesquecível...
A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito.
Aí fiquei pensando: 'pô, estou neste auditório há quase uma hora exibindo minha inteligência, e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho? Onde é que nós estamos?'
Onde não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado 'juventude eterna'. Estão todos em busca da reversão do tempo.
Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas.
Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas mesmo em idade avançada.
A fonte da juventude chama-se "mudança".
De fato, quem é escravo da repetição está condenado a virar cadáver antes da hora.
A única maneira de ser idoso sem envelhecer é não se opor a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas.
Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos.
Mudança, o que vem a ser tal coisa?
Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme em que morou a vida toda para um bem menorzinho.
Teve que vender e doar mais da metade dos móveis e tranqueiras, que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.
Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos.
Rejuvenesceu.
Uma outra cansou da pauleira urbana e trocou um baita emprego por um não tão bom, só que em Florianópolis, onde ela vai à praia sempre que tem sol.
Rejuvenesceu.
Toda mudança cobra um alto preço emocional.
Antes de se tomar uma decisão difícil, e durante a tomada, chora-se muito, os questionamentos são inúmeros, a vida se desestabiliza.
Mas então chega o depois, a coisa feita, e aí a recompensa fica escancarada na face.
Mudanças fazem milagres por nossos olhos, e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna.
Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem, só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho.
Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente optou por levar.
Olhe-se no espelho...

Adorei esse artigo da Lya Luft que recebi por e-mail por isso publico.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

DEVIL - Maria Lúcia Inocêncio Camargo

DEVIL
Maria Lucia Inocêncio Camargo

Você passou por mim dentro de um carro
Olhei para você e vi os seus olhos escuros
Que ao me verem tentou disfarçar.
Não foi possível!
Sua roupa estava amassada e sebosa,
Não condizia nem um pouco com a imagem que você quer passar
De uma pessoa importante e limpa!
Você está envelhecido!
Não aparenta a idade que tem!
Suas maldades estão estampadas no seu rosto!
Seus ombros não são mais altivos,
Estão encarquilhados como os de um velho!
Seus passos trôpegos não o levam á lugar algum!
E a vergonha é tão grande que seu rosto está voltado para o chão!
Você não respeita donzelas
Não respeita senhoras,
Não respeita ninguém!
Passa como um trator derrubando tudo!
Derrubando todos sem se importar.
Mas as marcas dos seus pecados estão se incrustando em você!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Ex My Love - Gaby Amarantos - Tema de Abertura - TRILHA SONORA de CHEIAS...


Essa novela é muito engraçada, colorida ,alegre e verdadeira.É uma comédia de costumes e neste mundo conturbado em que vivemos nos dá uma horinha de grandes risadas.
A musica" Ex My Love " é hilária!
Valeu!

domingo, 20 de maio de 2012

CASA COMIGO? Maria Lúcia Inocêncio Camargo


CASA COMIGO?
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Casa comigo?
Ela perguntou duas vezes.
E o pedido saiu tão doído,
Tão involuntário.
Tão inesperado.
Ele ficou mudo, calado.
E as imagens vieram á sua mente.
Um passado não muito recente.
Os erros que cometera na juventude.
Ela se assustou com a pergunta
Pois sabe que o amor nem está com ela
E que é impossível voltar novamente.
E ele não pode responder!

O DESEJO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


O DESEJO

Maria Lúcia Inocêncio Camargo

 Ela queria ter um filho

Pediu para um, 

Pediu para outro.

Mas ninguém queria lhe dar.

Na verdade ela não podia ter!

Ela era seca como dizem no nordeste!

Jamais seu útero iria florescer!

Um dia, um homem resolveu realizar seu sonho.

E eles fizeram a adoção!

Não foi legal, foi á brasileira!

Ela, porém não tinha o instinto maternal.

Ela era fêmea! 

E aquela cria ficou abandonada!

Todos percebiam, todos viam menos ela.

E o resultado disso não foi bom.

Pobre mulher, pobre filho!

As grades agora os separam.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

VOCÊ NÃO QUER COMPROMISSO E EU NÃO QUERO MAIS VOCÊ Maria Lúcia Inocêncio

Você não quer compromisso e eu não quero mais você.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

O telefone tocou era você.
Eu já sabia que estava me procurando
E que logo iria telefonar.
Você está chateada comigo?
Não. Porque deveria?
Porque você disse que me procuraria
Mas não o fez!
Estive muito ocupada, o que é verdade.
Tenho tantas coisas a fazer!
Viagens, estudos, repaginar a casa...
Tive vontade de dizer:- Não tenho tempo pra você.
Mas não disse! Guardei para mim.
Por que dizer?
Porém fui direta e perguntei você teve um caso com ela?
Ao invés de responder você perguntou por que você quer saber?
E eu disse a verdade:- “para testar sua sinceridade!”
Você disse:-sim, mas não foi bem assim!
Como se em um relacionamento não houvesse sentimento.
Como se só contasse a vontade de um
E não dos dois.
Como se um homem de sessenta e dois pudesse agir como menino!
Eu sabia em que terreno pisava
Mas não quero mais viver na corda bamba,
Esperando a sua boa vontade em me ver.
Ela foi a gota d’água!
Eu não quero mais você!

domingo, 8 de abril de 2012

EMOÇÕES - Maria Lucia Inocêncio Camargo


EMOÇÕES
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

E pensar que durante anos você povoou meus sonhos,
Que chorei muito por não entender seu desamor...
Que vi você se afastar dia a dia,
Que fiz tudo, tudo mesmo para você ficar.
E a cada gesto meu de amor,
Um seu de rejeição recebia.
Eu amadurecia dia a dia,
Lutava para criar os filhos
E sofria! Como sofria!
Corri todos os lugares que podia
Acreditei em Deus, desacreditei também!
Ajoelhei muitas vezes no chão da cozinha
E supliquei, gritei pedindo ajuda aos céus,
Enquanto você de mim ria!
Recebia telefonema de suas amantes
Que ousadamente diziam ser sua namorada!
Você nem para casa voltava
E eu cansada de tanta humilhação
Retirei-me de sua vida.
Durante anos segui desorientada
Perguntando o porquê!
E você rindo,
Sua família rindo,
A minha se afastando,
Com medo de precisar dar ajuda!
Afundei-me no trabalho,
Estudei, aprendi várias artes.
Cresci como mulher,
Dei o melhor de mim como mãe!
Vi meus filhos se formarem,
Constituírem família!
Serem homem e mulher de bem!
E eu compreendi depois de vários anos
Que o melhor que aconteceu enfim,
Foi você se afastar de mim!








domingo, 18 de março de 2012

SOBRE O DIA INTERNACIONAL DA MULHER - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

Infelizmente as pessoas criam movimentos para mostrar como a mulher ainda é discriminada , para lembrar das mulheres que deram sua vida para conquistar o direito de receber um salário digno e o que se vê nesse dia são mulheres recebendo flores e parabéns.
Nenhuma palavra é dita sobre o real motivo de tal fato.
Quantas mulheres e crianças ainda hoje vivem trancadas em lugares sem nenhuma higiene ,trabalhando dia e noite aprisionadas em quartos onde mal daria para ficarem duas pessoas? Quantos ainda são enganados com
promessas de casa,comida salário ? Quase todos os dias vemos isso na televisão!
Vivemos no maior e melhor estado da federação e vemos tais fatos imagine nos sertões do país qual a realidade!
Não! Realmente não temos motivos para comemorar!Não desse jeito!

AMOR PELO SERTÃO


  AMARO PEREIRA E GUERREIRO DA LUZ - Edu Sol

AMOR PELO SERTÃO


Como é lindo o amor do sertanejo pelo sertão. 
Chega devagarzinho, para sempre se instalar. 
Fica cravado e só Deus pode tirar.
Faz morada perpétua no coração!
Supera a seca, a fome e a pobreza.
Diante dos obstáculos é uma fortaleza!
É o amor que não existe traição
Supera até as intempéries da natureza!
Quem nasce lá no sertão
Aprende a conviver com a seca daquele chão
Quando a chuva benfazeja sobre a terra se derrama,
Corre o sertanejo e prepara o chão para a plantação.
A colheita ele se dedica com muita determinação,
Pois ele se prepara para a seca da próxima estação.
Durante esse período, plantar, não poderá mais não!
Pois de seca a terra racha matando gado e a plantação!
Quando a seca o surpreende destruindo toda vegetação
Levando também a morte a toda criação.
O sertanejo não se desespera
Usa de todos os recursos para superar a devastação!
Bebe de todas as sobras de água que encontra pelo chão
Ou armazenou durante a boa estação.
Ah! Palma, se não fossem as suas folhas!
Todo o gado ficaria morto, estirado pelo chão!
Sertanejo homem valente
Que a adversidade não teme não!
Com a falta da água e até do seu pão
Luta bravamente pelo amor ao seu sertão!

domingo, 4 de março de 2012

NÃO SE DEVEM DAR PÉROLAS AOS PORCOS - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Não Se Devem Dar Pérolas aos Porcos.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

Pensei muito se deveria publicar este artigo.
Quantas vezes damos o melhor de nós aos outros sem nos questionarmos se essas pessoas vão entender o gesto.
Quantas vezes nos oferecemos como amigos, entregamos a chave de nossa casa e nosso coração á quem sequer nos valoriza.
Por acreditarmos no ser humano, por sermos bons, consideramos que todos são.
Muitas vezes oferecemos nosso voluntariado e as pessoas julgam que estamos querendo tomar-lhes o lugar ou então aqueles que recebem nossos préstimos julgam que por nos oferecermos temos que ser maltratados ou tratados de qualquer jeito.
Muitas pessoas nos fazem de bobos e trocam nossos horários sem aviso prévio achando que por doarmos horas de nossa vida, não devemos ser respeitados. Inclusive nos sentimentos devemos nos policiar, pois quando dizemos:-" Eu te amo”, o outro se julga no direito de nos explorar.
Não. Definitivamente não devemos dar pérolas aos porcos. Eles as comerão como comem a ração que recebem do tratador.


FINAL DA NOVELA VIDA DA GENTE - Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Gostei muito do final da novela "VIDA DA GENTE" .
A Manuela sempre demonstrou ser forte apesar da mãe dela considerá-la fraca.
O Rodrigo cresceu como ser humano e deve muito á ela ter assumido a filha que teve com a Ana.
Finalmente Ana e Rodrigo descobriram que não se pode voltar ao passado pois eles agora estão muito diferentes do que eram.
Manuela perdoa  Rodrigo e os dois ficam juntos pois se amam de verdade.
Ana e o doutor Lúcio formam um belo casal pois ela é indecisa e ele forte e paciente.
E a linda Julia ficou com os pais e mães que queria.


sábado, 3 de março de 2012

MINHAS PAIXÕES PARTE II - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


MINHAS PAIXÕES PARTE II
Maria Lúcia Inocêncio Camargo



Em Santos, fui estudar no Colégio Dona Luiza Macuco cujo mote era:- “entra bom e sai maluco”.
Tínhamos um professor de matemática muito rígido que nos deixava malucos, pois todo o dia tinha que fazer em casa mais de cem exercícios de equação que ele corrigia e dava nota. Eu sempre acreditei que era por isso o mote porem, não tenho certeza. Hoje vejo que nada do que eu pensava correspondia á verdade!
Pois bem, cismei com um menino que estava no segundo ano do Científico cujo nome era Célio Paiva.
O menino era muito alto, muito magro, tinha as pernas muito compridas, usava cabelo a lá Ronnie Von e usava as camisas do pai que devia ser muito gordo. Foi por esse garoto que eu me apaixonei.
Nem preciso dizer que ele não sabia da minha existência.
Um dia, estava eu com meus pais na esquina da Praça Mauá quando o Celinho passou no seu fusquinha branco e eu larguei meus pais na esquina e saí correndo atrás dele. Meus pais não entenderam nada e saíram correndo também atrás de mim. Quando minha mãe me alcançou e perguntou o que estava acontecendo e eu disse que era o Celinho minha mãe disse “aonde?” e eu:- no fusquinha branco. Meus pais riram e disseram:- “e você acha que você vai alcançar”? “Respondi:- Não”. E caí na gargalhada também.
Nem preciso dizer que com toda essa timidez fui conhecer os prazeres do sexo com meu marido, loiro, altura mediana, barba ruiva , aos vinte e quatro anos de idade.
 A foto é da praia de Santos pois não consegui fotos da Escola Dna,.Luiza Macuco.

E para não perder o costume digo que me apaixonei não por ele, mas pela imagem que eu tinha dele.Do homem que eu idealizei .Vinte anos depois nos separamos e quase dez depois nos divorciamos.
Só hoje, depois de vinte anos de terapia é que tenho a noção real disso.

Minhas paixões.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Minha segunda paixão eu cursava a oitava série do ginásio na Escola Estadual Professora Emília de Paiva Meira em Itaquera.
Descobri que ele era descendente de ucranianos de Kiev e estava mais adiantado do que eu, pois era mais velho.
Era um menino lindo. Moreno, olhos verdes, cabelos negros como as asas da graúna. Minha paixão foi tão intensa que eu estudei todos os mapas-múndi que encontrei e ficava horas e horas fitando o nome KIEV.
E pensava: “como uma cidade que é tão minúscula no mapa pode ter uma pessoa tão linda e tão importante para mim?”.
Com esse eu não tinha chances mesmo, pois todas as meninas eram apaixonadas por ele.
E o danadinho era bom em tudo:- esportes, literatura, matemática... E sabia que era lindo, pois ficava se exibindo todo ou ao menos eu pensava assim.
Nesse ano fui a melhor aluna em Geografia e até pedi ao meu pai alguns livros que falassem sobre a Rússia, pois assim eu me sentia mais perto dele. O final do ano chegou e ele foi embora para cursar faculdade em outra escola.

A minha terceira paixão veio na mesma escola quando eu cursava o primeiro científico.
Tanto minha segunda paixão quanto minha terceira não tem nome. Eu nunca soube. Era muito tímida para sequer perguntar.
Nós pegávamos o mesmo trem de Itaquera. Eu pegava na Patriarca e ele já estava lá.
Naquela época os meninos usavam um topete como o Elvis Presley e ele tinha um pente branco que tirava toda hora do bolso para ajeitar o topete. Eu e minhas amigas o apelidamos de Pentinho Branco.
E nas quermesses era um tal de oferecer musica para o Pentinho Branco e ele nem sabia que era dele que estávamos falando.
Foram dois anos de paixão intensa até que eu mudei para Santos, pois meu pai era da Força Pública e foi transferido para lá.
Foram meses de suspiros profundos, lágrimas no travesseiro, noites de insônia. 

REMINISCÊNCIAS - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


REMINISCÊNCIAS.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Após assistir á uma entrevista com Danuza Leão á Ana Maria Braga dizendo que todas as pessoas deveriam escrever sobre tudo e todos os dias para que seus descendentes soubessem como era a vida daquele que o antecedera, resolvi colocar no meu blog minhas reminiscências.
Hoje vou escrever sobre as paixões da minha vida.
Esta foi minha primeira.
Aos onze anos de idade estudava no Colégio São José da Vila Matilde em São Paulo no primeiro ano do ginásio. O ano presumidamente era 1961.
Não me lembro de como começou e nem como acabou, mas um menino de minha idade chamado Daniel passou a me esperar no ponto do ônibus e nós trocávamos sorrisos e olhares enquanto o ônibus não vinha. Eu morava no bairro Cidade Patriarca e ele na Vila Esperança.Com o aprofundamento de nosso flerte, ele tirava minha bolsa de material escolar das minhas mãos e carregava. Nós nunca trocamos uma palavra, mas esse ritual durou o ano inteiro.
Anos depois, minha mãe que ignorava esse episódio, contava para uma vizinha que eu nunca tinha namorado.
Eu a desmenti dizendo que tinha sim namorado um menino chamado Daniel e que o namoro fora minha sério, pois ele até carregava minha mala.
Meus pais eram muito rígidos com nosso comportamento, mas depois do susto e eu explicar como era o namoro minha mãe e a vizinha caíram na risada.
Hoje, vejo como as crianças namoram e “ficam” e vejo quão inocentes nós éramos na década de sessenta.




sábado, 25 de fevereiro de 2012

O MENINO DA FAZENDA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


O MENINO DA FAZENDA.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Ele era apenas um menino
Que carregava seus sonhos.
A máquina fotográfica o assustava
Muito mais que os bois
Que ele com seu pedaço de pau
Dominava e conduzia.
Nos seus oito anos de vida,
Só conhecia a fazenda
Onde seus pais trabalhavam
E ele sem maiores cuidados vivia.
Pegava os ovos que as galinhas espalhavam pelo terreiro,
Ajudava a mãe a limpar o chão de terra
Que reluzia de limpeza!
Conduzia os bois e os cavalos ao estábulo.
Seu olhar era determinado
E previa um grande futuro
De um menino que sabia o que faria!
Como gostaria de encontrar esse menino
Que conheci lá pelas Gerais
Numa época que eu era feliz!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

CABELOS GRISALHOS - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


CABELOS GRISALHOS
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Depois de visitar alergologista,
Conversar com cabelereiras,
Tentar várias maneiras
De resolver meu problema
Procurar o dermatologista
Fazer luzes, usar outras tinturas,
Tentar várias marcas
Sem resultado
Resolvi assumir meus cabelos grisalhos.
Simplesmente meu corpo
E principalmente minha cabeça
Não consegue absorver tanta química!
E entre me coçar como louca
E entrar em total desespero
Ou ser uma avozinha doce
Com cabelos grisalhos
E serena sem coceira
Deixo meus cabelos ao sabor da natureza.
É melhor cabelo grisalho
Do que ficar careca!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

A IMAGINADA - Guerreiro da Luz


A IMAGINADA 

Sem que eu percebesse
Lentamente se envolve em minha vida
Uma pessoa doce que se torna muito querida.
Seu nome! Desconheço! 
Queem. É assim que se apresenta! 
Creio ser um Anjo!
Pois, suas palavras são encantamento,
Que me invadem e afastam o desalento.
Como ela é! Não sei! Nunca a vi!
Mas, de uma coisa tenho certeza.
É uma amiga muito carinhosa
De lindos sentimentos e graciosa sutileza.
Com a beleza da rosa
E palavras carinhosas,
Enfeitiçou a minha vida
Trazendo uma motivação nova!
Em suas mãos o meu coração
Minha amizade sem restrição.
Mas, se de mim se afastar!
Peregrinarei em solidão!


GUERREIRO DA LUZ:

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

FALTA ABSOLUTA DE VOCÊ - Ana Elisa.

Falta Absoluta de Você

Hoje eu queria sentar na varanda...
Quietinha, em silencio absoluto de alma
Ouvir o som da chuva caindo...
Das folhas em movimentos...
Do vento forte no céu vazio. 

Hoje eu queria escutar meus medos...
Descobrir que apenas meus desejos estão ocultos
Os segredos expostos em minha mente...
Em indecifráveis contornos para esconder-se. 

Hoje eu só precisava de uma palavra
Um som vindo de longe...
Escondido quem sabe, nas gotas da chuva...
Ou no colorido do arco-íris. 

Hoje, hoje e hoje...
Só queria ouvir o silêncio do meu coração
Cansado, e também aflito...
Entristecido...
Frio...
Dolorido.

Hoje, e talvez, só hoje
Eu queria sentar no chão de pedra...
Olhar para o infinito...
E sentir você.

domingo, 29 de janeiro de 2012

PENSANDO EM DEUS - Basilina Pereira

PENSANDO EM DEUS

Houve um tempo em que DEUS
me espreitava com o chicote.
Meus joelhos eram frágeis 
e dobravam-se a cada escorregão,
independente da luz e da textura do terreno.

Depois Deus vestiu casaca branca,
colocou coroa dourada na cabeça 
e passou a andar com um cetro na mão.
Já não inspirava medo,
mas suscitava reverência, cerimônia,
um tratamento vertical e reverente.

Hoje Deus é meu amigo
e nosso relacionamento é de amor.
Gosto de falar com Ele quando olho o horizonte,
ao admirar e sentir o perfume das flores
e enquanto ouço o canto de algum pássaro
(feliz mesmo sem qualquer motivo).

Também quando me recolho ao silêncio
sinto Sua presença a me dizer com ternura:
“tudo bem, da próxima vez será melhor”.
Então deixo brotar um sorriso e entrego-me:
essa cumplicidade me basta.

Basilina Pereira

domingo, 22 de janeiro de 2012

EU SEI DE DEUS - Elza Fraga

EU SEI DE DEUS
[Você está girando a 1.675 km por hora, sabia?]


'Sei' de Deus
e isso 
é mais que acreditar.
Não há nenhuma negação
em mim

e coloco de joelhos
minha alma em oração
agradecendo,
a maioria 
com poesia.

Não existe hora certa para prece
e nem lugar.

É só lembrar que nos equilibramos 
numa crosta de Terra 
que ainda gira 
todo o tempo
pra impossibilitar mais
nossos passos
e nem notamos
que não há nada para agarrar
senão o vento

pra reconhecer a maravilha
do milagre da vida !

Se alguém acha isso normal
e me vem com teorias mil
lamento informar
conheço todas, 
nem precisa gastar
o seu latim comigo,
amigo

Eu continuo firme 
por mais provas doídas que enfrente
Nada vai arrancar 
a semente que Cristo plantou
fundo no meu coração
com o Seu Amor

E se Deus não tem internet,
nem tampouco Jesus

É porque não precisam disso
pois tem seguidores fiéis
que fazem este papel:

O de espalhar na rede
a nossa sede
de Luz!

[Elza Fraga]

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

PENSAMENTOS - Maria Lúcia Inocêncio Camargo

PENSAMENTOS 
Maria Lúcia Inocêncio Camargo 




Volto ao passado e coisas esquecidas vêm á tona.
 Erros, acertos, amores, tudo! 
Escolhas erradas, 
Dúvidas, 
Infantilidade. 
Teimosia. 
Certeza de que o amor tudo vence 
Quando não temos certeza de nada.
 Inveja! 
Maldade...
 E se foi à mocidade. 
E o tempo continua passando.
 Chega à maturidade 
E ainda não nos damos por contentes. 
Ainda temos sonhos não realizados
 E que talvez nunca se realizem. 
E não podemos voltar para acertar 
Temos que seguir em frente!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

SONETO DA ESPERA - Basilina Pereira




SONETO DA ESPERA

Voo no tempo que não vai nem volta
preso na tarde desses sonhos meus,
sei que a alvorada está para o poente
como os meus dias procurando os teus.

Se permaneço nesse céu sem cores
é pelos timbres que a memória guarda,
num vale longe onde mora o nunca
talvez o sempre prepare a vanguarda.

Assim meus olhos colhem na janela
o canto aflito da ave ferida
pra transformar, quiçá, em aquarela.

E mesmo ali sob nuvens errantes
as horas dormem qual lua esquecida
e eu pesco estrelas qual fossem diamantes.

Basilina Pereira

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...