segunda-feira, 30 de março de 2009

A BALANÇA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.


A balança está equilibrada?
A balança está bem aferida?
Não está não minha vida.
Como toda balança,
Procura o equilíbrio
Mas está tão difícil.
Tem medo de sentimentos,
Tem medo de se entregar.
E eu aqui tentando
Aferir o equilíbrio,
Da balança que balança,
Para lá e para cá.

MENSAGEM TRUNCADA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.


Mensagem truncada.


Não sei se você entendeu
Não sei seu pensamento
No momento em que atendeu.
Não sei em quê você pensava.
Mas gostei do que você disse.
Do jeito que você deu!
E como sempre,rimos muito,
Pois você fez
Uma confusão danada.
Mas no fim tudo se resolveu!

Libertando-te - Betânia Uchoa


.
Libertando-te
.
Vai, se tens que ir.
Busca por teus sonhos,
Por outro amor,
Outro sentir.
Busca novas aventuras,
Novos desejos.
Busque esse novo prazer,
Com quem quiseres.
Estás livre para seguir,
Como quiseres,
Busque o infinito de teu ser,
Outra filosofia para viver,
Até mesmo,
Aquele alguém do passado,
Que naquele passado, era presente,
Era o teu amor intitulado.
E, se por acaso te cansares ,
Das voltas que a vida dá,
E por ventura, teu pensamento
Me buscar,
Se desejares, volta.
Ainda me encontrarás,
Serei o teu amor,
Que era o teu passado.
Mas que era o teu presente,
E venceu a saudade,
As lágrimas sentidas,
A dor da perda,
Olhos cansados da procura,
Das horas olhando o vazio,
E toda forma de sentimento
Que tua longa ausência causou.
Mas ainda assim,
Estarei aqui.
.
Betânia Uchôa
.

AMOR DE FOGO - Poetisa das Marés.


AMOR DE FOGO

Se um dia tu me amares
com o fogo do amor-paixão
queimando nos altares
quero que me olhes e me beijes e me sacies
a fome de também querer amar-te tanto assim
com a volúpia dos mares...
E nas madrugadas quentes de verão
tu haverás de me deitar em teus braços,
nua, à luz da lua,
e sorver com a tua boca cada gota do suor
que sentires escorrer do meu corpo retesado
pela loucura insana de tanto te amar
e do meu jeito te buscar...
Sueli Andrade (Poetisa das Marés)

AMAR SEMPRE - Poetisa das Marés.


AMAR SEMPRE

Vou amar sempre,
mesmo com dor no peito
queimando em explosão,
mesmo em lágrimas
que escorrem no coração,
mesmo soluçando
o choro das estrelas cadentes
que caem devagarinho, sob meu colo, como sementes.
Vou amar sem medo de amar
porque a vida só faz sentido,
só vale a pena,
só tem valor,
se vivida com um grande, intenso e
enlouquecedor amor.

Me olho no espelho,
seco as lágrimas,
ponho meus pés na estrada
e caminho até meu radar esbarrar no teu,
homem pra mim.
Sei que meu coração vai saber
quando te encontrar no caminho da vida.
Saberei que eu serei tua e tu serás meu,
e não haverá nada nem ninguém a nos separar
porque nosso amor será mais infinito e profundo
que o céu e o mar.
Sueli Andrade (Poetisa das Marés)

domingo, 29 de março de 2009

EU NÃO SEI QUASE NADA DO MAR.Música.

http://www.youtube.com/watch?v=Jr8c23UdpLc


Ana Carolina
Composição: Ana Carolina e Jorge Vercilo

Garimpeira da beleza
Te achei na beira de você me achar
Me agarra na cintura, me segura e jura que não vai soltar
E vem me bebendo toda, me deixando tonta de tanto prazer
Navegando nos meios seios, mar partindo ao meio
Não vou esquecer

Eu que não sei quase nada do mar
Descobri que não sei nada de mim

Clara, noite rara, nos levando além
da arrebentação
Já não tenho medo de saber quem somos
na escuridão

Me agarrei nos seus cabelos
Sua boca quente pra não me afogar
Tua língua correnteza lambe minhas pernas
Como faz o mar
E vem me bebendo toda, me deixando tonta de tanto prazer
Navegando nos meus seios, mar partindo ao meio
Não vou esquecer

Eu que não sei quase nada do mar
Descobri que não sei nada de mim

AMADA AMANTE - ROBERTO CARLOS

http://www.youtube.com/watch?v=GjoeiC-6DDA

"QUI SERA DE TI"- ROBERTO CARLOS.

http://www.youtube.com/watch?v=iAnClbc6cK8

AQUELE BEIJO QUE TE DEI - ROBERTO CARLOS.

http://www.youtube.com/watch?v=jBdTJaGkPUU

MEU DEPOIMENTO - Betânia Uchoa


Meu depoimento
.
Eu escrevo não só para falar de mim,
Dos meus sentimentos e pensamentos,
Que compartilho com prazer...
.
Eu escrevo o que você me diz,
Quando o meu olhar esbarra sem querer,
Com o seu olhar...
.
Eu escrevo quando noto o seu corpo
Curvado e cansado pela vida,
Esperando instantes mais felizes...
.
Eu escrevo
Suas alegrias,
Seus momentos de puro êxtase,
Sua dores e agonias...
.
Eu escrevo suas aspirações e esperanças,
Suas lutas e seus amores,
Sua vontade de apenas viver...
.
Eu escrevo seus sentimentos mais profundos,
E que minhas palavras lhe tragam conforto e alento,
Pois acima de tudo...
.
Eu escrevo sobre você,
Eu escrevo para você,
Eu escrevo por você...
.
Por você.
.
Betânia Uchôa

quarta-feira, 25 de março de 2009

AMO-TE - Jenário de Fátima.

http://www.youtube.com/watch?v=ArQnlM9rwJ4

GENTE FINA - Martha Medeiros


Gente fina é outra coisa.
Gente fina é aquela que é tão especial que a gente nem percebe se é gorda, magra, velha, moça, loira, morena, alta ou baixa. Ela é gente fina, ou seja, está acima de qual
quer classificação. Todos a querem por perto. Tem um astral leve, mas sabe aprofundar as questões quando necessário. É simpática, mas não bobalhona. É uma pessoa direita, mas não escravizada pelos certos e errados: sabe transgredir sem agredir. Gente fina é aquela que é generosa, mas não banana. Te ajuda, mas permite que você cresça sozinho. Gente fina diz mais sim do que não, e faz isso naturalmente, não é para agradar. Gente fina se sente confortável em qualquer ambiente: num boteco de beira de estrada e num castelo no interior da Escócia. Gente fina não julga ninguém – tem opinião, apenas. Um novo começo de era, com gente fina, elegante e sincera. O que mais se pode querer? Gente fina não esnoba, não humilha, não trapaceia, não compete e, como o próprio nome diz, não engrossa. Não veio ao mundo pra colocar areia
no projeto dos outros. Ela não pesa, mesmo sendo gorda, e não é leviana, mesmo sendo magra. Gente fina é que tinha que virar tendência. Porque, colocando na balança, é quem faz a diferença. "
{Martha Medeiros}

sábado, 21 de março de 2009

SAUDADES DO MAR - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

http://www.youtube.com/watch?v=6EhVRC_suNE


Hoje amanheci com saudades do mar.
Lembrei daquelas areias
Onde á tarde, acendiamos fogueiras
E ficavamos vendo o pôr do sol.

Onde os meninos tocavam violão
E as meninas cantavam a canção
Que fazia sucesso no momento.

E era tudo tão inocente,
Não que não fizessemos
Coisas proibidas.
Mas eram coisas bobas,
Que não prejudicavam
Nada nem ninguém,
Só a gente!

Eram risadas apenas,
Um copo de piper mint,
Que passava de mão em mão.
Os mais ousados tomavam cuba.
Quando a fogueira apagava,
Era hora de ir embora.

No outro dia,os meninos surfavam,
Nas suas pranchas coloridas.
Passavam muita parafina
Em suas vastas cabeleiras.
Seus cabelos eram duros,amarelos,
Compridos,lisos... a custa de touca
De meia.
E assim viviamos a vida.
Tudo simples, descomplicado.

sexta-feira, 20 de março de 2009

A VOZ - Maria Lúcia Inocencio Camargo.


A Voz
Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Aquela voz inconfundível,
Grave, profunda,macia,
Que veio através das ondas
Do celular,
Com simples palavras
breves:-Tudo bem?
Foram um refrigério na alma
De quem estava aflita,
Em dúvida.

Então, tudo se esclareceu,
A dúvida não existia mais,
A aflição desvaneceu.

E aquele homem que estava longe,
Mas bem perto do seu coração,
Com toda sua experiência,
Com uma simples pergunta,
E uma breve explicação,
Fez o mundo ficar lindo
Como nunca fora então.

quinta-feira, 19 de março de 2009

O QUE SERÁ DE MIM ?- Maria Lúcia Inocencio Camargo.


O que será de mim,
Quando enfim ,
Eu me entregar nos
Seus braços?

O que será de mim,
Quando saciado
O meu desejo
Eu tiver que voltar
Prá minha cama
Vazia de você?

O BEIJO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.


O BEIJO

Aquele beijo ficou marcado em mim
Como tatuagem feita a fogo e ferro.
E eu me esqueci naquele beijo
Que não foi roubado.


E hoje tantos anos passados,
Procuro em outras bocas
Aquele beijo da juventude.
Aquele beijo repleto de inocência,
Aquele beijo dado na escada,
De um prédio á beira-mar.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Canzione - Antonio Fernando de Franceschi.


Nel fero loco ove ten corte Amore
(Guido Cavalcanti)

De nada vale amor que mero
Ocupa verso e rima :se vero
Não poupa:se raro preocupa
amor que vale arde e machuca.
Se é chama volteia como
Quero
Se dura se trai in natura:erro
Sei que não sei:amor mor se matura
E da propria substância se satura
Requer já outro amor que cumpra
Prometa mais que ventura:pois nunca
Mesmo a cumprirá:falho em candura
De amor se cai de suma altura.

AMOR-Maria Lúcia Inocencio Camargo


Amor,
Sentimento que faz delirar,
Que nos traz paz,
Que nos ajuda á viver!

Amor, de todas as cores,
De todas as raças.

Amor, que nos torna
Mais felizes,
Que é tudo enfim.

Amor, que nos mostra a verdade
Que tudo entende, que tudo suporta,
Amor, que não fecha,
Abre a porta da percepção.


E quando é correspondido,
É o sentimento mais lindo,
Pois nos leva até Deus.

terça-feira, 17 de março de 2009

TUDO É AMOR - Desconheço o autor.


TUDO É AMOR

Vida-É o Amor existencial.
Razão-É o Amor que pondera.
Estudo-É o Amor que analisa.
Ciência-É o Amor que investiga.
Filosofia-É o Amor que pensa.
Religião-É o amor que busca Deus.
Verdade-É o Amor que se eterniza.
Ideal-É o Amor que se eleva.
Fé-É o Amor que se transcende.
Esperança-É o Amor que sonha.
Caridade-É o Amor que auxilia.
Fraternidade-É o Amor que se expande.
Sacrifício-É o Amor que se esforça.
Renúncia-É o Amor que se depura.
Simpatia-É o Amor que sorri.
Altruísmo-É o Amor que se engrandece.
Trabalho-É o Amor que constrói.
Indiferença-É o Amor que se esconde.
Desespero-É o Amor que se desgoverna.
Paixão-É o Amor que se desequilibra.
Ciúme-É o Amor que se desvaira.
Egoísmo-É o Amor que se animaliza.
Orgulho-É o Amor que enlouquece.
Sensualismo-É o Amor que se envenena.
Vaidade-É o Amor que se embriaga.
Finalmente, o ódio que julgas ser a
antítese do Amor, não é senão o
próprio Amor que adoeceu gravemente.

AMIZADE FRATERNA - Autor Desconhecido.


Amizade Fraterna

Nossa amizade fraterna é eterna.
Não se corrói, não se corrompe, não se destrói.
Alimenta-se de falar, de ouvir, de amar.
Com gestos, com sonhos, com afectos.

Não importa onde estamos.
Vivos, mortos, aos prantos.
Felizes nos encontros.
Exilados nos desencontros.

Nossa amizade sincera se fortalece a cada era.
Com brio de esplendor de uma fera.
Compactando a união.
Desbravando nossa esfera.
Para si com carinho.

(Autoria: Desconhecida)

PEDAÇOS DE MIM- Desconheço o autor.


PEDAÇOS DE MIM

Eu sou feita de
Sonhos interrompidos
detalhes despercebidos
amores mal resolvidos

Sou feita de
Choros sem ter razão
pessoas no coração
atos por impulsão

Sinto falta de
Lugares que não conheci
experiências que não vivi
momentos que já esqueci

Eu sou
Amor e carinho constante
distraída até o bastante
não paro por instante


Tive noites mal dormidas
perdi pessoas muito queridas
cumpri coisas não-prometidas

Muitas vezes eu
Desisti sem mesmo tentar
pensei em fugir,para não enfrentar
sorri para não chorar

Eu sinto pelas
Coisas que não mudei
amizades que não cultivei
aqueles que eu julguei
coisas que eu falei

Tenho saudade
De pessoas que fui conhecendo
lembranças que fui esquecendo
amigos que acabei perdendo
Mas continuo vivendo e aprendendo.

sábado, 14 de março de 2009

AMOR E PAIXÃO


Amor e Paixão!

Como é lindo o teu Amor! – é vida...
Como é quente a tua Paixão! – é chama;
É o alimento da minh’alma que derrama...
É meu sangue que escorre... sem saída.

É o meu jardim e minha alva florida;
É o ardor, o fogo que me inflama...
Quando aos ouvidos diz que me Ama,
Em voz rouca, baixinha e estremecida:

O suor de teu corpo é o meu vinho,
É a minha fonte de água iluminada...
E a tu'alma, é a luz do meu caminho...

Sem o langor do teu colo não sou nada.
A tua alcova cheirosa é o meu ninho...
E o meu ardente coração, é a tua morada!

(Dolandmay)

sexta-feira, 13 de março de 2009

Visitem este blog.

UOL BLOG
http://blog.uol.com.br
Visitem este blog;
http://blog.uol.com.br
é muito bonito e tem belas poesias de ANDRADE JORGE.

O RECOMEÇO - BASILINA PEREIRA


O RECOMEÇO

É difícil recomeçar.
Quantas vezes projetamos um esboço
e o esquecemos no subterrâneo da alma
feito um estilhaço sem horizonte.
Por vezes deixamos a estrada de chão firme
e nos aventuramos em meandros, atalhos,
na pressa do clímax e da hora.
Mas nem sempre se ouve o badalar de sinos...
O futuro é uma escuridão
e o passado um pântano
pra onde não se quer voltar.
Há palavras que não irradiam certeza
e a luz vai além da visão.
Não quero me esquivar do hoje
porque sei que o instante é o ápice:
é a síntese de uma densidade amorfa,
fluida em sua sofreguidão de incógnita,
mas absoluto como uma onda,
exemplo máximo do recomeço.

Basilina Pereira

Hoje eu vou finjir que sou feliz -Flávio Leite


HOJE EU VOU FINGIR QUE SOU FELIZ!
(Flávio Leite)
.
Mesmo que agora eu não possa sorrir
O meu corpo quer voar, sair por aí
Pra qualquer lugar, sem pressa de chegar
E também sem data definida pra partir.
.
Venho tentando me livrar dos falsos amigos,
Mas tem sido impossível não viver de fingimento:
Eles fingem que me enganam, eu finjo que acredito
E, assim, a gente vai vivendo.
.
Nem que seja de mentira, nem que seja por um triz,
Hoje eu vou brincar de ser feliz!
Nem que os meus planos pra essa noite não dêem certo,
Hoje eu vou fingir que sou feliz!
.
Acendo um cigarro, lavo o rosto e tento sorrir,
Se há lágrimas em meus olhos eu as guardo
Para quando não houver ninguém aqui
Que finja comigo estar preocupado.
.
Nem que eu tenha que usar máscara e me vestir de atriz,
Hoje eu vou brincar de ser feliz!
Nem que os meus planos todos não dêem certo,
Hoje eu vou fingir que sou feliz!

Criei Coragem - Victtoria Rossini


CRIEI CORAGEM
(Victtoria Rossini)
.
Criei coragem
Resolvi fechar os olhos
E saltar no precipício que é você
.
Vem!
Pegue minha mão
Me sugue
Me deixarei cair
Na paixão absurda
Que une nosso ser
.

Poesia -Maria Lúcia Inocencio Camargo


Poesia é o que vem da alma
É o que vivemos,
Que se derrama em versos.

Poesia é a prosa rimada
É aquilo que nosso coração
Sente quando estamos apaixonadas.

Poesia é a tristeza do abandono
Quando o amor não é correspondido.

Poesia traduz também esperanças
E nos torna quase crianças
Mesmo quando somos adultos.

Poesia pode ser em versos soltos,
Pode ser sem rima,
Pode vir num piscar de olhos.

Poesia pode demorar,pode ser longa,
Pode ser curta, pode falar
de amor e dor.

Poesia é linda,
Porque demonstra
O que vai no coração.

domingo, 8 de março de 2009

Obrigada Mulheres de Socorro!Maria Lúcia Inocêncio Camargo.


Amigas,
Estou muito feliz com a receptividade das mulheres da minha cidade ao pedido,que fiz para que participassem do Dia Internacional da Mulher na Luta.
Os trabalhos apresentados foram lindos.
Obrigada especialmente á Elza, esposa do artista plástico Ulysses Faria que prontamente trouxe o trabalho belíssimo de suas alunas.
Obrigada á Alice, minha aluna do CAPS e voluntária como eu.Trabalhos belos de croche.
Obrigada á Nice, cuja mãe era muito amiga da minha e que hoje já não nos acompanham na vida aqui na Terra.Ela é uma artista com belos quadros.
Obrigada á minha nova amiga Sueli, que trouxe seus trabalhos maravilhosos e á sua irmã .
Obrigada á Vera Lúcia, que trouxe seus trabalhos de pintura em tecido.
Obrigada á Lurdes, que trouxe seu trabalho.
Obrigada á Geralda que trouxe seus trabalhos de pintura em gesso.
Obrigada á Cleyde Santi com seus trabalhos de patchwork e bordado em ponto cruz, trabalho finíssimo.
Obrigada á Roseli Mayorino com sua pintura em tela.
Obrigada á Dilce que trouxe seu trabalho.
Obrigada á Lourença, que trouxe seus trabalhos em jornal.
Obrigada á Claudia que trouxe seus chocolates, hummmmm...
Obrigada ás mulheres e seus companheiros que prestigiaram a exposição visitando-a.
Obrigada á toda a diretoria do Sindicato dos APOSENTADOS de Socorro e Região que me apoiaram incondicionalmente.
Foi muito bom e com esse evento surgiram novas idéias muito proveitosas.
Este foi o primeiro de muitos que virão.

sexta-feira, 6 de março de 2009

MULHER - Maria Lúcia inocêncio Camargo.





Minha homenagem ás mulheres lutadoras amorosas e valorosas.

MULHER -Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Mulher, branca, morena,negra,
Que trabalha todo dia,
Que cuida dos filhos, do marido da casa,
Que lava cozinha se arruma.
Passa batom, rímel,
Chega á casa cansada do trabalho,
Mas tem um sorriso bonito
Mesmo sendo maltratada.
Atende cada filho,cada neto,
Ajuda a fazer lição, vai levar buscar na escola.
Fica doente mas esquece,
De si mesma.Não tem tempo
Prá essas bobagens da vida.
Ouve muito desaforo,
Pega o ônibus que vem de longe.
Ás vezes anda á pé,
Gasta a sola do sapato,
Vê uma roupa bonita,
Pensa em comprar ´rá si mesma,
Mas muda de idéia na hora,
Precisa comprar a comida,
Que a panela está vazia.
Mulher que não é compreendida,
Que ganha menos que o homem,
Mas mesmo assim é feliz,
Mulher que cuida dos filhos dos outros,
Enquanto o seu está jogado.
Mulher que sonha que acredita,
Que um dia tudo vai mudar.
Que ela será reconhecida
Que terá um bom emprego,
Que o seu salário será justo,
Tão justo quanto ela é.
Mulher que antes de sair
Pro trabalho que é duro,
Mas que enche a barriga dos filhos,
Deixa tudo arrumado em casa.
Mulher que quer um amor, mas não tem
Tempo de namorar,pois trabalha dia e noite,
Para os filhos poder criar.
Mulher receba o meu respeito,
Hoje é seu dia de luta.
Como são todos os dias!
Prá você ,Mulher,
PÃO E ROSA
Que é um simbolo
De LUTA!

segunda-feira, 2 de março de 2009

EU SOU SEU ESCRAVO.



@
Você partiu,
não deu explicação...desistiu,
olhou dentro dos meus olhos,
em silêncio...devagarzinho saiu.
@
Recolhi meus sentimentos,
aprisionei as emoções..fechei meu coração,
eu sou seu escravo...não nego,
são coisas que não tem explicação.
@
Tantos anos se passaram,
o tempo não me libertou dessa dor,
se ele tudo na vida apaga...
só não apagou o meu amor.
@
Hoje...em silêncio você chegou,
chorou,me abraçou e me beijou,
só pássaros cantando...liberdade,
venceu o amor...não vou viver só de saudade.
@
(amaropereira)
01/03/09
@

Pegadas na Areia
.
Uma noite eu tive um sonho...
Sonhei que estava andando na praia com o SENHOR e, através do céu, passavam cenas de minha vida.
Para cada cena que se passava,
percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia; um era o meu e o outro do SENHOR.
Quando a última cena de minha vida passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia e notei que muitas vezes no caminho de minha vida
havia apenas um par de pegadas na areia.
.
Notei, também, que isso acontecia nos momentos
mais difíceis da minha vida.
.
Isso aborreceu-me deveras e perguntei, então, ao SENHOR:
.
-"SENHOR, tu me disseste que, uma vez que eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre comigo todo o caminho; mas notei que, durante as maiores atribulações do meu viver, havia na areia dos caminhos da vida apenas um par de pegadas.
Não compreendo por que nas horas em que eu mais
necessitava de Ti, Tu me deixastes".
.
E o Senhor me respondeu:
.
-"Meu precioso filho, eu te amo e jamais te deixaria
nas horas de tua prova e de teu sofrimento.
Quando vistes na areia apenas um par de pegadas, foi, exatamente aí, que Eu te carreguei nos braços".
.

N OITE DE AMOR.


NOITE DE AMOR
A porta se fecha. Estamos sós...
Uma música de amor ecoa no ar.
O teto semi-aberto deixa vazar a lua cheia ,
junto com miríade de estrelas maravilhosas,
inundando nosso bangalô no trapiche sobre o mar
com a luz da madrugada de um tom azulado -
uma beleza incomparável, sem par!
Tuas mãos, ávidas de mim, me puxam pra junto do teu abraço,
com vontade e ternura incontidas,
e solta, num só toque,
minha túnica preta transparente,
exalando meu perfume pessoal – The One -
de forma ardente.
Ela cai a teus pés, me deixando nua pra ti,
só ornada com meu colar de pérolas cultivadas.
Não dizemos nada, nossos olhos falam por si,
piscando em brasas.
Perdemos o fôlego, a respiração,
quando nos aproximamos um do outro,
e nos deixamos ficar juntos, entrelaçados,
feito cipós enrolados.
Nossa pele queima com a ardência do nosso desejo.
Nossas mãos passeiam... Tu, em meus caminhos;
eu, nos teus, ora suavemente, ora vigorosamente.
Aos poucos, vamos nos desvendando,
cheios de sutilezas, segredos e mistérios nossos,
enlouquecidos de carícias sonhadas,
possuídos por este amor terno e impetuoso,
que eclode em labaredas vivas, nos queimando, fogoso.
Somos línguas de fogo,
incendiando cada canto com nosso toque amoroso.
O banho morno,
com pétalas de rosas vermelhas e velas aromatizadas,
nos espera...
Ainda cintilam em nossos corpos gotas do Chandon gelado,
sorvido como brinde de um amor que borbulha,
apaixonado...
Ah, vou reter, no meu âmago, um momento assim divino!
Abandonar-me a este amor tão esperado,
a este amor dos deuses,
tão raro de encontrar, tão desejado!
Poetisa das Marés, Sueli Andrade

Esta mensagem foi enviada por Poetisa dasMarés

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...