sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

PÁGINA VIRADA - Fátima Irene Pinto.







PÁGINA VIRADA
Fátima Irene Pinto

Olha, já o esqueci. Página virada, entendeu! Não insista!
Por que pergunto de você para nossos amigos em comum?
Ora! Mera delicadeza ou boa educação.
Você nada mais significa para mim.

Por que você vive me encontrando nos lugares
que frequentávamos juntos?
Não tem nada a ver. São lugares bonitos.
Não há razão para eu deixar de frequentá-los!

Por que ainda eu não tirei sua foto da minha cabeceira?
A moldura é cara e combina com os móveis.
Uma questão de não mexer na decoração.
Não se iluda, você está descartado da minha vida.

Por que ainda ouço "Detalhes" do Roberto Carlos?
Porque é bonita, ora!
Me cite um único brasileiro que não adora esta música?
Não é pelo fato de eu ter esquecido você,
que vou deixar de gostar do RC.

Por que ainda leio seu horóscopo? Mania!
Mulher é cheia de manias.
Além do mais, só leio a parte do horóscopo que fala de finanças
porque a que fala de amor, decididamente não me interessa.

Disseram a você que outro dia me viram chorando?
Mas quem foi o abestalhado que lhe disse isto?
Você esqueceu que uso lentes de contato e que volta e meia
entra cisco e faz meus olhos lacrimejarem?
Imagine se eu choraria em público...
ainda mais por sua causa!

A empregada falou que eu ainda abraço o velho roupão
que você esqueceu em casa porque ele ainda tem
o cheiro do seu perfume?
Mas que empregada equivocada. Vou demití-la.
Já fiz trapos daquele roupão.
Trapos que uso para tirar pó o do chão.
Que posso fazer para convencê-lo de que já o esqueci???

Mas ... só por precaução, não me olhe nos olhos daquele jeito,
jamais pense em tomar a minha mão, jamais me abrace,
nem mesmo como irmão.
Posso ter uma recaída e não controlar as lavas deste vulcão.

Mas se eu ainda gosto de você?
Imagine que pretensão! Eu não gosto, não!
E que ninguém veja o cruzar dos dedos
escondidos da minha mão!



www.fatimairene.com
www.fatimairene.prosaeverso.net
http://www.fatimairene.com/poesias_em_pps.htm
http://www.fatimairene.com/relicario/relicario.htm
http://www.fatimairene.prosaeverso.net/blog.php



Imagem
http://almasdouradas.blogspot.com/


Fátima Irene Pinto
Publicado no Recanto das Letras em 27/02/2009
Código do texto: T1460471



Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você

OPOSTOS-HINATA.


Opostos


D o
I nterior
A o exterior
L entamente a
E ssência
T ernamente
I ndica as
C ontradições necessárias
A existência do cosmos.


Hinata

Publicado no Recanto das Letras em 27/02/2009
Código do texto: T1460280


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

AMIGO, MUITO OBRIGADA- Maria Lúcia Inocêncio Camargo.



AMIGO, MUITO OBRIGADA.

Amigo é aquele que recebe o seu chamado
E mesmo ocupado se preocupa e atende.
Amigo é aquele que conversa,
Ouve,te dá o que é preciso
prá você seguir sua vida,
sair das enrascadas.

Amigo é aquele que mesmo longe,
você pode contar, dar a mão.
Amigo é aquele que mesmo
rouco, cansado,te ajuda.
Canta prá você, pede opinião.

Amigo, é aquele que muda
sua agenda,prá te incluir.

Amigo é aquele que te dá o ombro,
Pra você chorar suas mágoas.
Amigo é aquele que procura
entender o que você quer.

Amigo é aquele que vem de longe,
Depois de um trabalho estafante.
Amigo, é aquele que te ajuda.
Amigo,é um prazer tê-lo.

Amigo é o que vem á pé,
Não reclama da lonjura.
Vem debaixo de chuva.
De sol,ou neblina rasteira.

Amigos, poucos podem ser
assim chamados.

Amigo, é aquele que partilha suas dores,
seus amores, toma seu partido.

Amigo,é aquele porto seguro,
Que nas tormentas da vida,
você pode contar sempre.

VISITEM O RECANTO DAS LETRAS, TEM MUITA POESIA.


Recanto das Letras
Visitem este lugar, tem muita poesia.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

CINZAS.(Vou pesquisar o nome do autor).


CINZAS
Você chorou depois, nas cinzas...
Sem fantasias,
despido das alegrias...
O coração partido em mil!
Você fugiu do mundo,
mudo,
sem ter amor,
só dor...
Você chorou, depois, nas cinzas...
Sem alegorias
desnudo das orgias...
Seu coração nas mãos
você partiu sem rumo,
nulo,
sem seu amor.
Oh! Dor!
A vida vai passar,
as lágrimas vão secar...
Noutro carnaval,
você vai se fantasiar,
pra depois chorar
nas cinzas.

ANGUSTIA DA ALMA-Poetisa das Marés.


ANGÚSTIA DA ALMA

Noite escura e solitária,
Tão solitária quanto a solidão
Que sinto,
Sofrendo
Angústias por não saber de ti.
Sumiste com o vento
Sem me dizer onde ias,
Em que destino iria parar
E tua cabeça repousar.
Minha alma está aflita...
Morre lentamente,
Queimada pelas incertezas
Da tua partida tresloucada e dolorida.

Poetisa das Marés, Sueli Amália

Poesia de Marcia.





Gostoso é viver assim
Apaixonada por você
Bem amada. Encantada...
Ninguém vai tirar de mim
Essa vontade de viver assim
Sempre perto de você
Muito prazer...meu bem-querer!
Minha doce loucura
Com sabor de aventura
Você me faz sonhar
Faz eu sair de mim
Sem ter hora pra voltar
Na penumbra deste quarto
Eu te espero. E como te quero!
Numa ternura envolvente
Deliciosamente aflita...
Nosso poema escrevemos
Até acho que nos conhecemos
De outros tempos, de outra vida.
Assim viver, assim sonhar
Minha vida pra te amar...
(Márcia Pereira S Pellegatti) 20/02/2009.

GRITE COMIGO SE PRECISAR.







GRITE COMIGO SE PRECISAR
(Flávio Leite)

Sou apenas um garoto tentando entender
Como apenas um coração pode amar tanto outro alguém,
Como nem a luz do sol pode brilhar tanto quanto você,
Como um simples olhar pode se transformar em um querer tão bem!

Grite comigo se precisar. Grite!
Mas me ame como nunca amou na vida,
Pois o que carrego comigo e que guardo para te oferecer
É tão grande e tão forte quanto todas as palavras que não podem ser medidas.

Sou apenas um poeta procurando forças para escrever
A poesia capaz de sair do papel e estacionar em seu coração
Como uma simples semente que da árvore cai e brota
Logo após tocar o chão.

Sou apenas um homem me perdendo nos líquidos de sua presença,
Delirando nos gozos desses lábios enfurecidos,
No ventre que é fruto e mulher amada,
Nos ares atormentados desse amor completamente em vício.

Grite comigo, grite!
Mas me ame como nunca amou,
Pois o que carrego comigo e que guardo para você
É maior do que todas as gotas que a chuva chorou.

OBJETO DE DESEJO
(Victtoria Rossini)
.
Te observo de longe
E meu sangue borbulha
.
Sigo tua silhueta
E vejo elas te cheirando
Te cercando
Como cadelas no cio
.
E meu desejo inflama
.
Te olho do alto da minha torre
E meu corpo clama
Pelas delicias
Que tua boca oferece
Minha voz te chama
Baixinho
Implorando pra que não venhas
.
Porque não te quero como dama
Te quero como ralé
Quero saltar em cima de ti
E te fazer meu
Em meio a palavrões, suores e saliva
.
Fecho os olhos
E me toco lasciva
Implorando
Para que não me vejas
Pela janela entreaberta
De onde te espiono
E te vejo
Satisfazendo os delírios
De outras
Que como eu
Se mantém presa a você
Meu objeto de desejo

AMOR PLATÔNICO.


AMOR PLATÔNICO

Este amor sonhado
envolvendo o astral
de um ser ciente
do Espírito imortal.
Espaços Construídos
de um momento único
de almas se encontrando
inteiramente se entregando.
Teu corpo apreciar
minhas mãos a acariciar
as curvas que se fazem
no contorno a dedilhar.
Amar, sonhar, não existe idade
nos renova e faz viver
pois sei que não é daqui
o amor que te concedi.
Amor platônico
em sonhos reais
sem dia, sem hora
de encontros fenomenais.
Daqui nada levamos
só o que desejamos
mas no físico almejamos
o que no infinito encontramos.
Autoria: Amarílis Pazini Aires
RESPOSTA AO AMOR PLATÔNICO
Ao astral voltaremos
Pois nós dois sabemos
Que o espírito é imortal.
Lá, juntos, o nosso sonho de amor se realizará.
Será um momento único
Em que nossas almas se entregarão
E o sonho tão idealizado
Com paixão desfrutarão
Nossas mãos
Nossos corpos percorrerão
Nas curvas se deterão
E dedilhando nossas partes tocarão.
Nossos espíritos não envelhecem
Pois eles não são daqui
Nosso sonho de amor se renova
E com ele um novo porvir.
Amor puro de sentimento
Que nos envolve todo momento
Só Platão para explicar
Nosso sonho de amor a realizar.
Para o infinito,
Do mundo físico nada será levado,
Mas nossos desejos que são do espírito
Para o astral será carregado.
Autor – GUERREIRO DA LUZ-SOL
Eduardo A. Soares – 16/02/2009

PALAVRAS...FLÀVIO LEITE.


PALAVRAS...

(Flávio Leite)

Por você não quero ser lido,
Quero ser devorado, nu, assim com vim ao mundo.
De você quero os beijos mais quentes e os abraços mais desesperados,
Pois só em você curo os meus absurdos.
Em ti encontro a fé que nunca tive,
A disposição para me levantar depois de um tombo,
Encontro todos os sonhos que tive antes mesmo de dormir,
Em ti consigo até rever os meus modos.
Devore-me e leve consigo tudo o que carrego no peito,
Leve consigo a sensualidade que lanço em meus versos,
Mas deixe para me ler, leia minhas tristezas apenas no final,
Pois quando estou a escrever me sinto fora do meu normal.
Se quiseres me achar me procure nas estrelas
Ou em qualquer lugar onde os loucos são maioria!
Podem roubar de mim o que escrevo,
Mas não podem me tomar o dom das palavras do dia-a-dia.

CORAÇÃO EM RETALHOS.


CORAÇÃO EM RETALHOS

A colcha de retalhos
que trabalho com cuidado,
junto todos os pedaços
aqui, ali, num emaranhado.

Aos poucos surge um espaço,
mas preciso completá-lo
encaixo, dobro , arremato,
e coloco um cadarço.

Assim vou transformando
tudo que era velho e surrado,
recompondo cada retalho,
como se fôsse um bordado.

Mas como juntar os pedaços
de um grande amor acabado,
bate o coração em descompasso,
pois vai estar sempre remendado.

AMARILIS PAZINI AIRES

PUBLICO POIS PARTICIPEI DE UM SEMINARIO XAMANICO QUE MUDOU POSITIVAMENTE MINHA VIDA.

Depois de participar no seminário, com toda clareza eu compreendi a falsidade de todas essas cartas sujas sobre a nossa Escola e sobre o Mestre.
Nos 5 dias de seminário, eu estava num ambiente especial de amor elevado e incondicional, ambiente de aceitação, minha energia sempre permanecia num nível elevado.
Eu viajei para lá com sentimento de plena confiança e de aceitação de tudo que ia acontecer. Agora eu posso afirmar com certeza, que neste seminário eu recebi tudo que esperava ou até mais.
Na minha própria pele, senti todo beneficio da alimentação correta, de respiração correta, das corridas matinais, da ginástica, de banho em água gelada na cachoeira, das práticas de yoga, da dança, do riso, da alegria, das meditações de transe e das orações.
Agora voltando para casa, tenho a sensação que perdi muitos quilos, que eu me purifiquei de tudo que é desnecessário, que meu corpo está leve e imponderável. A minha alma esta sentindo amor e benevolência. Agora, passando um dia no mundo social, infelizmente estou percebendo que estou perdendo essas sensações. Eu decidi cultivar essas sensações cada dia através da oração e fazendo as práticas.
Aprender a orar de maneira correta para mim foi uma das lições mais importantes desse seminário. Nunca em minha vida eu orei assim, com tanta bem aventurança na alma. Isso é inesquecível e maravilhoso - orar com consciência, com toda sua alma, com todo seu coração. Quando eu rezava por aquelas pessoas e segurava as mãos em frente do peito, eu sentia na realidade como a energia se expandia entre as minhas mãos.
Vocês sabiam que eu parei de ter medo que algo ruim poderia acontecer comigo? Por que eu entendi que devo fazer tantas coisas nesta vida e ainda devo ajudar tantas pessoas.
Eu conheci muitas pessoas maravilhosas no seminário, algumas ficaram meus amigos e eu espero manter esse contato no futuro.
As pessoas, que me encontraram depois do seminário, ... http://www.sinergiauniversal.com/ler.php?id=113

O AMOR ACABOU.


O AMOR ACABOU...
É do mesmo jeito que começa, termina
vem de mansinho como brisa da manhã e
vai virando chuva de fim de tarde e as tempestades
de verão...Te dei meu coração, pedi para cuidar
por um tempo minha vida foi sua e agora percebo
Que assim como a chuva vem e vai embora, assim foi
O nosso amor...Uma mentira o envenenou...
Ele veio regou as terras férteis do nosso coração,muitas
sementes germinaram, cresceram deram frutos...
mas ele se foi...Se perdeu num tempo...
Se tornou um raio de sol,nasce sem saber quando
e vai sem deixar rastros,mas do nosso amor
sobrou lembranças boas e ruins, não te condeno
por isso,tive uma parcela de culpa também,pode ser
que eu tenha pensado que amei mais do que você,
Quando na verdade talvez nem se comparava,
mas isso agora é uma gota de dor,que vai cair
na terra do meu coração e vai nascer um pé de saudade
que vai gerar um fruto da experiência...
Meu coração estará fechado ao amor, mas estará
sempre aberto para amizade...
Foi um sonho que sonhei sozinha, pelo menos
boa parte dele,enfim te agradeço por você e por mim.
Deixo-lhe um beijo na face, essa que tanto desejei
e nunca foi minha, a vida me espera...
vou curar na chuva as minhas feridas,não me esquecerei
De você...Mas também não te amarei mais...
(Fernanda Maia)

Esta mensagem foi enviada por MAIA™ QUER SE PERDER? ME ENCONTRE. Para ver o perfil de MAIA™, clique aqui
OLHARES
(Victtoria Rossini)
.
Cada um
Olha a vida
Com os olhos que tem
.
Tenho olhos de mar
Gosto de brincar
Com as ondas que vem
.
Uns tem olhos de chama
No corpo que clama
Pelo toque de alguém
.
Se tens olhos de céu
Que vivem ao léu
Continue a sonhar
.
Se teu olho emperra
Nas engrenagens da terra...
Alguém tem que cuidar também!
.
Mas mantenhas voltado
Teu olho sagrado
Para o lado do bem
.

O TREMOR DA FORÇA.


O TREMOR DA FORÇA
(Victtoria Rossini)
.
Ouça o tremor
Da força feminina
Sapateando no chão
.
Sinta o furor
Das fêmeas inconstantes
Se entregando ao seu sentir
.
Toque o calor
Que brota das entranhas
Da terra mãe
E agita todas as fêmeas
Com seus ciclos de amor
.
Sinta o aconchego
Que preenche nosso coração
-Vem!
Deite-se aqui!
Repouse
Seja meu
Eu te amarei
E te protegerei!
.
Até que minha língua afiada te fira
Que minhas unhas te rasguem
E meus pés te sapateiem....
.
Ah... Mas quando tudo isso passa
Você descobre onde é o céu
Quando a poeira baixa
E meus ânimos serenam
Estás novamente em casa
Em mim
O teu paraíso
.
Até o próximo temporal
.

"O Rei do Rádio”
@
Esse rouxinol de Santana do Livramento
que encantou e encanta tanta gente,
deixou em seu legado...linda canções,
sentimentos... que só quem ama sente.
@
Foi jornaleiro, mecânico, lutador,
engraxate, polidor e tamanqueiro,
até chegar a ser esse cantor perfeito,
lutou pela vida ...foi um grande guerreiro.
@
Suas musicas embalaram gerações,
A volta do boêmio, Escultura, Manias,
Marina, Meu vício é você,Lábos que beijei,
Quantos admiradores ele conquistou,
Boneca de Trapo,Deusa do Asfalto,Negue,
Violão, Carlos Gardel..
Uma página da vida que passou...mas ficou.
@
A frase que marcou
"Este país não tem memória.
Alguém sabe quando morreu Chico Alves?
É por isso que quero ser cremado:
pra ninguém fazer xixi na minha campa"
Nelson Gonçalves
Pérolas que o tempo imortalizou.
@
(amaropereira)

PAIXÃO PERDIÇÃO


PAIXÃO PERDIÇÃO
(Victtoria Rossini)
.
A paixão
É minha perdição
Me faz sair do prumo
Perder o rumo
Sem direção
Desenfreada
Pela estrada
Da luz e trevas...
Quando me levas
Eu sigo cega
Não vejo nada
A razão se apaga
E me entrego toda
Nua e despudorada
Gritando aos prantos
Ou rindo ousada
A esta doida
Que me possui...
A paixão ...
È minha perdição!!!
------------------------------------------------------------------------------------------------

A PALAVRA-BASILINA PEREIRA

A PALAVRA

A palavra é meu desafio,
o substrato de reconstrução da incógnita
que ainda não foi decifrada.
No emaranhado de perguntas
sem respostas, o impasse:
como captar a força do sentimento,
a medida do querer,
a ansiedade da busca
escondida no oco do tempo?
Tenho que escandir o que pulsa em mim,
esse nimboso eco que não sei versar
e que procura a isenção absoluta do instante.
Liberdade, serás tu a placenta do mundo
que acalenta com olhos velozes
a noite que se fecha sobre os sonhos?
Sei que estou viva e ...amo.

Desilusão-Soneto.

Soneto -Desilusão

Pra que sentir, pra que Amar?
Teu desejo, não está em mim...
Tudo que eu queria era o fim
Da angústia e do meu pensar!...

Por teu Amor, não mais chorar...
Não aguento mais viver assim
Tú não diz -nem fala um sim...
Para o coração sem alma nem ar.

A afiada lâmina a pele corta...
Perdição, nada me tem valor
Sem ti, o mundo não importa!...

Quero ficar na ilusão, e na dor...
Se teu coração não tem porta
Não tenho a chave do Amor!

( Dolandmay )

Somente Amor

SOMENTE AMOR

TEU AFETO
QUE ME AFETA
INFUNDI EM MIM
O AMOR POR TE.
SE EM MIM ROÇA
O FOGO SE ACENDE
DERRETENDO MEU ENTENDIMENTO
SOU SÓ EMOÇÃO.
SORVO A LEVEZA
DA SIMPLICIDADE
DE UM AMOR.

CONCEIÇÃO PEARCE

Arte de Amor...

ARTE DE AMOR....


Se o seu amor acabar...não será culpa sua nem minha
não se martirize procurando respostas...
Se deixar de me amar...seja apenas minha amiga no final
seja o melhor que tentamos ser...
Se o nosso amor acabar...não chore por mim...nem sinta pena
conte comigo nas piores situações...converse comigo...
Dos mistérios que a vida dá talvez eu seja
apenas mais um em seu destino...

De alguma forma o amor deixa o ser amado vulnerável...
fique atento !!

Muitos amores eu tive...muitos sonhos sonhei...
já chorei pensando que era a dor mais doída...logo vinha outra
Já senti saudades apertadas...desejos intensos
falei bobeiras e as cometi também...
já disse que amava a quem era apaixonado...
e errei feio...pensava conhecer esse sentimento

O amor é uma arte...mas ele faz você comete-las...

Só conseguiria dominar o amor se conseguisse
segurar o vento com as mãos
Estou tentando...
posso pedir ?
Não deixe de me amar...mas...

Vem para meus braços.

Vem para meus braços”
@
Quero sentir o seu cheiro,
Te agasalhar no meu peito,
Amaciar os teus cabelos,
Te acariciar do meu jeito.
@
Vem ao meu encontro
Exalar o fluido do amor...da paixão,
Nos envolver no prazer...aquecer,
Viver uma grande emoção.
@
Vamos nos abraçar...amar
Juntinhos adormecer,
Molhado,cansado...suado,
Lado a lado amanhecer.
@
Vem para meus braços
Ocupar os espaços do universo
Vamos ousar, delirar ...murmurar,
Nas rimas do meu verso.
@
(amaropereira)

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Joguei fora o que não serve- Maria Lúcia Inocêncio Camargo.


JOGUEI FORA O QUE NÃO SERVE

Sou um homem simples
Você me disse isso.
Se nós que temos idade,
Continuamos a usar
roupas de tergal,
sapato social,
não nos renovamos,
envelhecemos!

Então, uso bermudas,
camisetas,sandálias
ou tênis.
Assim, nos mantemos
antenados,jovens
e não aparentamos
a idade que temos.

Eu olhei pras minhas
roupas,minhas bolsas,
meus sapatos,
minhas peças intimas
e pensei,vou mudar também.

Estou me sentindo mais jovem.
Minhas peças que eram pretas,
troquei por outras coloridas.

Joguei fora os bordados,
minhas bolsas de couro,
os sapatos apertados,
que eram desconfortáveis!
Passei a usar tênis,
Não com meias,
pois acho feio.

Comprei várias tanguinhas,
coloridas, pequeninas.
Estou me sentindo viva,
Vibrante,irradiante!

Passei a tesoura nas roupas,
customizei todas elas,
a roupa velha, já era !

Aquele ranço de outrora,
Deixei lá atrás,esqueci.
Mudei meu " visu"
Como se diz por ai.
Joguei tudo no baú.

Maquiagem não uso mais,
A não ser batom e rímel.
Meus cremes,não esqueço nunca.
Preciso acompanhar certo pique!

Troquei meus brincos de ouro,
meus anéis de brilhante não uso.
Esqueci o relógio na gaveta.

A alimentação também mudei.
Ele ama camarão,
Eu também gosto muito.
Fiz um certo escondidinho,
Que ele comeu com vontade!

Estou aprendendo com ele,
Mas ele aprende comigo.
E assim vamos vivendo
Esse amor tão diferente
Que está mexendo com a gente!

domingo, 15 de fevereiro de 2009

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Um presente da Sintonia Saint Germain- Ave Maria!

MAMÃE, EU TE AMO MUITO! Maria Lúcia Inocêncio Camargo.



 
Posted by Picasa

Essa música, mamãe, é um presente do Amado prá você.Ele prefere a Ave Maria de Gounod.

Mamãe,

Eu ainda lembro o dia que você já separada do papai, recebeu o meu abraço e ficou muda!Naquele dia, Mamãe, eu queria que você soubesse o quanto você era importante para mim.Queria demonstrar todo o meu amor , eu estava ao seu lado para o que desse e viesse.Então, pedi que você se levantasse e eu te abracei com todo o sentimento e disse:- Eu te amo muito Mamãe!
Naquela hora você não disse nada, pois não esperava aquilo, você , cujo pai, mandou que a vovó te jogasse no lixo quando nascesse.
Dois dias depois, já refeita do susto, você me abraçou e agradeceu por eu ter abraçado você e dito que eu te amava muito.Ficamos abraçadas juntas e o Júnior e a Carol vieram se abraçar á nós.Choramos muito, mamãe, nós quatro!
Mamãe, quero te contar, mas acho que você já sabe, que o seu pai ,meu avô,ainda está num lugar onde ele se encontra perdido completamente.
Ele nunca aceitou você e quando chamado numa Constelação, disse que não sabia porque estava ali, pois ele nem conhecia aquela família. Ele pediu uma cadeira, pois tremia muito.Coitado, Mamãe,perdoe ele!Eu já perdoei!
Quem perdeu foi ele em não conhecer uma mulher tão maravilhosa quanto você.
Mamãe, logo que você partiu, pessoas que eu não conhecia, vieram chorando, dizer que elas tinham perdido seu Anjo protetor, pois você ajudava todo mundo que precisava.
Você não tem ideia de quantas Missas foram rezadas pra você, Mamãe, mas acho que agora sabe, pois essas Missas se transformaram em Luz para mostrar á você o caminho dos Justos.
Mamãe, outro dia contei para o meu namorado o bolo que você fez para mim no meu aniversário de sete anos. Contei como éramos pobres, e quão doente você estava.
Contei que o bolo era uma casinha de boneca e que tinha telhado de biscoito marron, janelinha, flores no jardim, biscoitos imitando pedras e que você e a tia Luzia deram um duro danado para contentar-me, pois eu tinha visto esse bolo numa festinha de aniversário de uma menina no Colégio São José da Vila Matilde.
Lembro que você me abraçou muito,chorou, pois tinha certeza que morreria por causa de uma gestação problemática.Você já tinha até distribuido os filhos,dizendo quem ficaria com quem.
A tia Luzia, vendo aquela tristeza toda, me chamou de lado na hora de cortar o bolo e disse:-"Minha filha,peça pra Jesus o que você mais deseja no mundo que ele vai atender.Peça com Fé! E eu pedi com muita Fé, que você ficasse comigo sete vezes sete, pois para mim era um número tão grande,que você sempre ficaria comigo, nunca me deixaria.No dia seguinte, você começou a melhorar e ficou boa, Mamãe e viveu comigo, quarenta e nove anos, cravados no relógio.
Tenho muitas saudades de você, mamãe, e contando pro meu namorado, ele me disse que sempre pensou nisso, quando era criança!Que ele não queria ficar sem mãe, já que tinha perdido o pai aos sete anos de idade.Vê porque eu digo que são muitas coincidências?
Aí, nós dois derramamos lágrimas de saudades,ele do pai, eu de você!
Mas hoje,Mamãe eu quero lembrar só coisas alegres,como você contando histórias, costurando nossas roupas,batendo máquina á noite, quando você pensava que eu estava dormindo.E eu ouço a máquina batendo:plac,plac,plac,plac.
Mamãe, eu sei que você já veio saber de quem ele se trata,mas agora,sinto que tenho um companheiro.Ah, a mãe dele também é aquariana como você!
Todas as noites, eu vejo a sua estrêla,, e sei que você está me guardando como sempre fêz.Mamãe, reze por nós,mas use o nome certo dele,tá? Não erre uma letrinha.
FELIZ ANIVERSÁRIO, MAMÃE!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Que susto, seu maluco! Maria Lúcia Inocencio Camargo


Sábado, ao sair para conhecer uma nova casa, me deu vontade de ir ver uma cachoeira. Perguntei para um novo amigo se ele conhecia alguma. Ele conhecia.
Fomos até lá, minha filha, meu neto e eu.
Gente, que lugar lindo. Nunca vi uma cachoeira tão linda como aquela. O acesso é difícil, mas vale á pena. Minha cidade é linda! Maravilhosa! Tanta paisagem exuberante!Deus foi generoso com Socorro, Circuito das Águas, aqui em São Paulo.
Chegando lá, não resisti aquela água tão gelada e límpida. Coloquei – me debaixo dela, de cabeça e tudo. Foi refrescante, reconfortante e eu fiquei com a roupa toda molhada.
O local de cachoeiras, tem pedras enormes, que a gente escala feito cabrito segurando em árvores, agarrando nas pedras, pulando feito cabrito. Aqui faço um parêntese, para lembrar o que meu Amado disse, sobre eu ter pulado uma fase da minha vida; a da adolescência, mas eu completo, faço agora.
Pois bem, depois de me refrescar nas águas da cachoeira sob o olhar perplexo de minha filha e meu neto, voltamos para a estrada.
Numa daquelas puladas de pedra em pedra, meu neto que estava de sandálias havaianas, perdeu uma e fez aquele escândalo que toda criança faz, ao perder sua sandália favorita, com a imagem do seu herói favorito.
Nosso preclaro amigo, conhecido como Cláudio , foi atrás da sandália perdida.
E corre mais que o rio, para pegá-la.Ele sumiu na mata.Preocupada, fui atrás, mas claro que ele conhecedor da cidade e das matas muito mais do que eu, foi criado aqui, sumiu da minha vista e eu achei melhor aguardá-lo num lugar seguro.
O rio, em certo trecho forma uma ilha, pois ele se bifurca.Aí pensamos que estávamos com roupas inapropriadas para escalar, estávamos de chinelos e sandálias!
Nós ficamos rezando para nada acontecer ao nosso amigo "maluquinho”. Já estávamos pensando em acionar helicópteros, Policia Civil e COE, quando ele surgiu do nada, atrás de nós.
Estava molhado até a cintura e com uma cara desconsolada!Disse: -"Sinto muito, mas não foi possível recuperar a sandália"!
Naquela hora, só pensávamos em agradecer á Deus, tê-lo trazido de volta são e salvo, pois o que diríamos para dona Ju e seu marido, pais dele, se ele não tivesse voltado. Eu estava me sentindo muito culpada de ter pedido para conhecer a cachoeira.
Fomos até o local onde estava o carro. Qual não foi nossa surpresa, ao encontrarmos a sandália do meu neto, na poltrona do carro!
Caímos na gargalhada!Foi demais! Meu netinho não sabia como agradecer ao mais novo tio!
Foi inesquecível essa manhã. E creia, nossa cidade é assim!Com 32 mil pessoas como o Cláudio, alegres, prestativas e maravilhosas!

Minha amiga Terezinha , mãe da Leny, pois tenho duas.


Você é uma pessoa muito positiva.Sempre via você dançando e rindo e não sabia porquê.
Ontem descobri esse seu lado muleca.Me diverti muito.Foi ótimo!
As suas colocações são demais.Olha, que eu tenho pique, mas para acompanhar você tem que ser fera.
Você é ótima dançarina e no forró então, você dança como o meu bem.Dá aquelas viradinhas de corpo que me deixam cada vez mais "molinha", cansada e feliz, pois quando cheguei em casa, desmaiei de tanta canseira.Não vou perguntar sua idade, pois não sou indiscreta.
Quando estou ao seu lado, não paro de gargalhar, e dançar nesses momentos nem pensar, temos que parar para rir.
Não vou contar o que dissemos, mas foi muito apropriado.
Adorei aquele espaço do seu genro.Sábado irei novamente ao UAI e já estamos combinando, depois do desfile de Carnaval, nos encontraremos lá.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

DISFARCE* JENÁRIO DE FÁTIMA.


Disfarce


Jenario de Fátima


Quisera amar!... Amar perdidamente.
De novo sentir o gosto da paixão.
Ver agitar, pulsar meu coração,
Me embriagar de amor completamente.

Quisera ter de novo tal presente.
Não apenas tolas e simples ilusões,
Destas que trazem as vezes emoções,
Mas logo vão-se aos corações da gente.

Eu já soube um dia o que é gostar assim.
Mas este amor se foi e desertou de mim,
Deixando-me um abrigo tão profundo

Que pra escalá-lo alguma coisa invento,
Como isso de ficar todo momento,
Dizendo "te amo" a quase todo mundo!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

DEVASSANDO- POETISA DAS MARES


DEVASSANDO

Debaixo do manto de estrelas,
no jardim deserto,
na calada da noite,
descubro-me pensando em você
com a maciez dos sonhos
que dançam na alma febril
e no coração apaixonado,
neste fugaz instante
em que sinto
meu corpo ser todo seu.
Quisera que devassasse
o meu recôndito mais profundo
e dilacerasse toda a dor
de saber-me sua,
sem poder, no entanto,
entregar-me ao seu aconchego.
Quisera que soltasse as amarras
que te prendem às aparências
e jogasse pra bem longe
os nós dos laços que dizem
ter que serem indissolúveis,
embora o cotidiano da vida mostre
, de forma escancarada,
a fragilidade das celas
em que se tentam
aprisionar os sentimentos.
Sem poder fazer nada
ante a força do destino,
vencida, eu me jogo,
exausta, na grama molhada e,
debaixo do manto de estrelas,
debruço sobre mim mesma e,
convulsivamente, choro.

DESENCONTRO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.




Volta depressa amor,
A ser tão alegre como sempre foi.
Sua tristeza está me deixando triste.
Sua alegria me contagia tanto.
Gosto de ver o seu riso escancarado
Mas você está tão triste!

Seu cabelo está tão molhado
quanto o seu olhar calado.
E essa tristeza que não passa.
Volta a ficar alegre, vai!

Duas vezes nos desencontramos,
Você estava indo e eu vindo
Nessa vida louca que arrumei.

Sei que você telefonou,
Sei que você me buscou,
Porque você me falou.
Mas, você não me achou!
E quando achou, eu parti!

Foi apenas um desencontro.
E é muito bom ser assim,
Pois a saudade que fica,
Faz você lembrar de mim.
Te amo, muito, meu homem-menino
E amei o que você me disse,
Pois pela primeira vez,
Sentí que você me ama!
E adorei o que ouví!
As esperas são plenas,
De esperança!

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...