sábado, 25 de fevereiro de 2012

O MENINO DA FAZENDA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


O MENINO DA FAZENDA.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Ele era apenas um menino
Que carregava seus sonhos.
A máquina fotográfica o assustava
Muito mais que os bois
Que ele com seu pedaço de pau
Dominava e conduzia.
Nos seus oito anos de vida,
Só conhecia a fazenda
Onde seus pais trabalhavam
E ele sem maiores cuidados vivia.
Pegava os ovos que as galinhas espalhavam pelo terreiro,
Ajudava a mãe a limpar o chão de terra
Que reluzia de limpeza!
Conduzia os bois e os cavalos ao estábulo.
Seu olhar era determinado
E previa um grande futuro
De um menino que sabia o que faria!
Como gostaria de encontrar esse menino
Que conheci lá pelas Gerais
Numa época que eu era feliz!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

CABELOS GRISALHOS - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


CABELOS GRISALHOS
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Depois de visitar alergologista,
Conversar com cabelereiras,
Tentar várias maneiras
De resolver meu problema
Procurar o dermatologista
Fazer luzes, usar outras tinturas,
Tentar várias marcas
Sem resultado
Resolvi assumir meus cabelos grisalhos.
Simplesmente meu corpo
E principalmente minha cabeça
Não consegue absorver tanta química!
E entre me coçar como louca
E entrar em total desespero
Ou ser uma avozinha doce
Com cabelos grisalhos
E serena sem coceira
Deixo meus cabelos ao sabor da natureza.
É melhor cabelo grisalho
Do que ficar careca!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

A IMAGINADA - Guerreiro da Luz


A IMAGINADA 

Sem que eu percebesse
Lentamente se envolve em minha vida
Uma pessoa doce que se torna muito querida.
Seu nome! Desconheço! 
Queem. É assim que se apresenta! 
Creio ser um Anjo!
Pois, suas palavras são encantamento,
Que me invadem e afastam o desalento.
Como ela é! Não sei! Nunca a vi!
Mas, de uma coisa tenho certeza.
É uma amiga muito carinhosa
De lindos sentimentos e graciosa sutileza.
Com a beleza da rosa
E palavras carinhosas,
Enfeitiçou a minha vida
Trazendo uma motivação nova!
Em suas mãos o meu coração
Minha amizade sem restrição.
Mas, se de mim se afastar!
Peregrinarei em solidão!


GUERREIRO DA LUZ:

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

FALTA ABSOLUTA DE VOCÊ - Ana Elisa.

Falta Absoluta de Você

Hoje eu queria sentar na varanda...
Quietinha, em silencio absoluto de alma
Ouvir o som da chuva caindo...
Das folhas em movimentos...
Do vento forte no céu vazio. 

Hoje eu queria escutar meus medos...
Descobrir que apenas meus desejos estão ocultos
Os segredos expostos em minha mente...
Em indecifráveis contornos para esconder-se. 

Hoje eu só precisava de uma palavra
Um som vindo de longe...
Escondido quem sabe, nas gotas da chuva...
Ou no colorido do arco-íris. 

Hoje, hoje e hoje...
Só queria ouvir o silêncio do meu coração
Cansado, e também aflito...
Entristecido...
Frio...
Dolorido.

Hoje, e talvez, só hoje
Eu queria sentar no chão de pedra...
Olhar para o infinito...
E sentir você.

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...