domingo, 28 de março de 2010

MENSAGEM

"Em algum lugar destas terras, há um doce olhar só para você...

Um olhar especial, de alguém especial de distantes origens...

Um olhar de um justo coração que pulsa só a vida,

que sorri porque ama plenamente sem julgamentos,

preconceitos, nem distinções.

Hoje, como ontem, longe desses céus,

há um encantado olhar só para você...

e nesse olhar vai para você a magia da luz,

a simplicidade do perdão,

a força para comungar uma vida.

Hoje, de algum lugar dentro de você,

alguém que já o amou muito,e ainda o ama,

diz para você que valeu a pena ter estado nestas terras,

sob estes céus, falando de paz, união, amor, perdão.

Poder sentir a força que faz você sorrir

e continuar o caminho...

que um dia aquele doce olhar iniciou para você.

Tudo isso, só para você saber que a vida continua...

E que a morte, é uma viagem."

sexta-feira, 26 de março de 2010

SENTIDOS - Betânia Uchôa




Sentidos
.
Fiz-me lágrima
E deixei-me correr,
sinuosa, acariciante
pelo rosto amado...
.
Fiz-me sorriso,
sou o próprio riso
e da boca provei o amor
em um beijo em flor...
.
Fiz-me perfume,
perfumando a pele
inalando eu mesmo
o teu cheiro...
que misturado ao meu...
.
Fiz-me amor,
sendo o próprio amor,
embalando como
uma canção,
fazendo tremer de
pura emoção....
.
Fiz-me Desejo
na sua proximidade,
pele a pele,
corpo no corpo.
.
Fiz-me adeus
na temida hora de lhe deixar,
no sentimento de perda
na breve partida,
no encontro de despedida.
.
Betânia Uchôa

quarta-feira, 24 de março de 2010

ALMA DE FLORES - Cavaleiro Tarso





Alma de flores...

é a mulher que doce perfume exala no ar...
que levado pelo vento me faz sonhar
Mulher que vagueia nos meus sonhos...nutre
meu dia...que alimenta a fantasia
Meus versos são inspirações, rascunhos de
esperanças vivas em ti

Não posso falar de seus defeitos se minha sina
é exaltar suas qualidades !
Sois criação da costela de adão e o que
mais toca em nós é seu sensível coração !

Alma de flores...

envolvente...cativante...sonhos nossos
Me faz extrair suas paisagens divina de sua
alma e desenha-las em letras assim docemente
flores multicoloridas que dá nuance de
beleza profunda na vida de quem me lê...

Alma de flores...

que insegura e fragil se torna forte
que no Universo feminino encanta...
que despe nossa sensibilidade num bailado sem
pressa
que sempre está na expectativa de ser nosso
tesouro
Somos apenas seus espinhos que, no silêncio
as protegem...

Mulheres tem alma de flores...são flores !

Cavaleiro Tarso

SINAIS - Jenário de Fátima


Sinais
.
.
Jenario de Fátima
.
.
Passaste como a gota da neblina.
Que no bater do Sol some, evapora.
Ou qual um arco-iris que ilumina
Tinge a tarde em luz, mas descolora.
.
Passaste como o galo da campina.
Que canta alegremente e vai-se embora,
Ou feito aquela estrêla matutina
Que some na vermelhidão da aurora.
.
Passaste sim meu Deus, e foi tão grande
O que de tí ficou que me entrelaça.
Que embora eu por tantas trilhas ande
.
Querendo que esta herança se desfaça.
A marca da saudade só se expande
Grudada em meu amor que nunca passa...
.

terça-feira, 23 de março de 2010

POESIA DE ANA MARGARIDA AMORIM





Argumentos desconhecidos devoram-me,
numa ausência igualmente repetida,
finjo espantada mas aguardo o que se me afigura,
desvaneço numa recusa que se evapora,
mas tenho a certeza nas voltas a dar,
plano sobre o sublime que me atinge,
caminho a teu lado sem que o saibas,
desiste de te ausentares,
o teu mundo interior está desorganizado,
não existem mistérios, confronta-os e verás,
eu apenas encontro o caminho através de ti,
quero voar contigo, avançar caminhos,
entrego-te o meu sorriso, o meu corpo,
a fim que organizes o nosso castelo,
que o coração nos leve pelas dunas,
acende a luz e recupera o teu eu,
devias estar aqui e não estás...
a falta de coragem destroi pontes,
evita engolir-te a ti próprio,
entrego-me à evidência do teu ser.

Ana Margarida Amorim

AUSENCIA -Vinícius de Moraes

Ausência

Eu deixarei que morra em mim o desejo
de amar os teus olhos que são doces
Porque nada te poderei dar senão a mágoa
de me veres eternamente exausto
No entanto a tua presença é qualquer coisa
como a luz e a vida

E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto
e em minha voz a tua voz
Não te quero ter porque
em meu ser está tudo terminado.
Quero só que surjas em mim
como a fé nos desesperados.

Ausência - Carlos Drumond de Andrade


AUSÊNCIA

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade

domingo, 21 de março de 2010

UM DIA, UM ADEUS! Guilherme Arantes.




Um Dia, Um Adeus


Composição: Guilherme Arantes

Só você pra dar a minha vida direção
O tom, a cor
Me fez voltar a ver
A luz, estrela no deserto a me guiar
Farol do mar da incerteza
Um dia um adeus, eu indo embora
Quanta loucura
Por tão pouca aventura
Agora entendo
Que andei perdido
O que que eu faço
Pra você me perdoar
Ah que bom
Seria se eu pudesse te abraçar
Beijar, sentir
Como a primeira vez
Te dar o carinho que você merece te r
Eu sei te amar
Como ninguém mais
Ninguém mais
Como ninguém jamais te amou
Ninguém jamais te amou
Te amou, te amou
Ninguem mais
Como ninguém jamais te amou
Ninguém jamais te amou
Como eu, como eu
Ah que bom
Seria se eu pudesse te abraçar
Beijar, sentir
Como a primeira vez
Te dar o carinho que você merece ter
Eu sei te amar
Como ninguém mais
Ninguém mais
Como ninguém jamais te amou
Ninguém jamais te amou
Te amou
Ninguem mais
Como ninguém jamais te amou
Ninguém jamais te amou
Como eu, como eu
Como eu...

AMIGOS!VALEU!MUITO! Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Meus queridos amigos seguidores do meu Blog.


Ontem dia 20/03/2o10 apresentei pela primeira vez minhas poesias (duas) no Sarau Cultural de Socorro que realizou-se no Palácio das Águias em comemoração ao Dia da Água.

Fiquei muito emocionada quando li a primeira poesia que fiz. As pessoas me cumprimentaram e a organizadora me convidou para no próximo evento apresentar novas poesias.

Adorei pois muitas pessoas eu não conhecia e alguns amigos queridos estavam presentes.

Foi um evento de jovens e eles me incentivaram bastante.

As mulheres me procuraram e disseram que elas se viam em casa mexendo nas panelas e limpando a casa.

Faltou apenas um amigo muito querido que não compareceu por estar internado em Campinas.

Tenho certeza que se ele estivesse na cidade teria ido para me incentivar.

Qual não foi minha surpresa quando vi meu colega de trabalho o Daniel participando também.

sexta-feira, 19 de março de 2010


O QUE TE DOU

Te dou o melhor de mim ...

te dou o meu mais lindo sorriso

a minha intensa alegria

a minha garra de viver com plenitude

a minha saudade ao estar longe de ti

a liberdade de ser eu mesma e, com inteireza, te amar

Os meus sonhos tecidos com fios de luzes das estrelas

Todas as minhas esperanças

Que se renovam com as manhãs

O meu perdão que é sempre desmedido

O meu colo que é teu refúgio garantido

O meu abraço - teu aconchego de carinho aquecido

o meu coração, com meu passado,

O PRESENTE sem medo do futuro, ainda ausente

uma dor minha, se tu sofreres

O meu querer por ti até morrer a minha alma ... minha alma?

Só esta não posso te dar ... tu terás que descobri-la

Por si só

De mãos dadas comigo,

Fazendo o caminho,

Sendo Caminhante ao meu lado e caminhar ...


pra me descobrires inteira

sentires e veres e perceberes,

nos pequenos detalhes, com olhos da tua alma,

Como eu te amo com um amor do tamanho do mar!


Sueli Andrade


(Poetisa das Marés)

Samba da Ressurreição



Eu me encontro em ti, de forma total.

No teu olhar ... é surreal,

Me penetra fundo, me toca lá dentro,

Vasculha o escuro do meu centro

E ilumina o desencontro do meu ser,

Fazendo-me reencontrar, me refazer,

Com a essência do que sou,

Que a dor dos descaminhos,

Nas andanças da vida, me usurpou.

A vontade de ser sujeito da minha própria história,
Morta há tempos, antes que eu perca a memória
Volta junto com o vento ...

Rebrota com a força de um furacão,

Dilacerando as minhas entranhas,

Explodindo minha carne,

Tornando-me viva, pulsante, dona de mim,

Sou eu buscando caminhos,

Fazendo escolhas, decidindo meu destino,

Mistérios sem fim ...

Teu olhar ressuscita-me e me trás de volta

Eu sem nada temer.

É a minha vida de novo em minhas mãos.

Retomei-a. ela é minha.

Pertence-me outra vez.

Começar de Novo é a minha nova canção

Cantada no dedilhar das cordas do coração

No samba da Roda da Vida

Com a mais pura e legítima emoção.


Autora: Sueli Andrade (poetisa das Marés) -

quinta-feira, 18 de março de 2010

EU TE AMO * Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Pela primeira vez toquei você por querer,
Por necessitar sentir sua pele e seu calor.
Foi um momento mágico, único, indescritível!
Espero que você tenha me ouvido dizer:- Eu te amo!
Preciso de você, da sua alegria, da sua jovialidade,
Do seu desejo de não se deixar abater!
Tantas lutas você travou na vida!
Venceu muitas batalhas!
E é esse sentimento que levo:-
“Você foi Homem, pois
Passou pela vida e viveu”

ESPERA * Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Estou aqui esperando,
Aguardando como sempre fiz.
Não demore, pois meu coração está vazio,
E os pássaros cantando não me alegram mais.
O dia está amanhecendo e meu coração está triste.
Mas meu rosto, minha risada não demonstram nada.
Estou de alma limpa e tenho certeza do dever cumprido!
Estou apenas aguardando e mais nada!
Você está lindo, mais lindo do que sempre foi!
E o seu rosto está sereno, pois você está dormindo
E sonhando com tudo que o alegra e talvez... Comigo!

O QUE FAZER -Maria Lúcia Inocencio Camargo.


Estou sem saber o que fazer!
Minha casa foi limpa mil vezes,
As roupas estão jogadas na cama,
Minha cozinha quer em ordem ficar,
As panelas estão a me esperar,
Porém estou no limbo!
Minha gata me rodeia e me lambe
Como se eu fosse uma criança!
Os animais e principalmente ela,
Sabe que estou perdida...
Sentida... Desnorteada...
Navegando no mar da vida
Sem farol, sem rumo, sem nada!
E você sozinho... sem ninguém pra conversar
Sem ouvir nenhuma voz a lhe dizer:-
Eu te amo!Fica comigo!Preciso de você!

quarta-feira, 17 de março de 2010

CUIDA DE MIM -ANINHA


Borboletas


Gostou do recado? Clique aqui!


ღღღANINHAღღღ:

Cuida de mim?
Vem...
Abraça a minha alma,
Ampara-me,
Seca meu pranto,
Deixa-me calma...
Vem...
Tira de mim essa ferida,
Essa dor...
Fala-me de amor,
Preciso tanto ouvir!
Vem...
Ajuda-me a seguir nesse caminho,
Dei-me um pouco de carinho...
Cuida de mim!
Faz-me sorrir,
Um sorriso que a vida limitou,
Diz que já passou?
Que seu amor não terá um fim...
Cuida de mim?

HORAS - MARISA BARRIONUEVO




"Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a
situação não for muito alegre...

E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu
redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém... e poder ter a absoluta
certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que
faço falta quando não estou por perto...
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder
dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim.
Sem ter de me preocupar com terceiros...
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento
Quero, um dia ,poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
Que o amor existe ,que vale a pena se doar às amizades, as pessoas
Que a vida é dela sim ,e que a vida é bela sim,
E que eu sempre dei o melhor de mim ...
E que vale a Pena! "

(Mário Quintana)


HORAS
Marisa Barrionuevo

A chuva é triste sem você aqui.
Os dias de sol
São apenas horas acumuladas.
As noites escuras
São apenas tormentos.
Eu te desejo aqui todos os dias.
Pouco me importa
Se são apenas algumas horas
Longe de você,
Só me sacia a tua presença.
Nada me é mais original
Que o teu cheiro em minha pele.


Quando penso em ti, vem-me à ideia o relógio, uma das mais belas criações de sempre, tal como tu!
Para mim já foste relógio de bolso, pois quando me sentia triste, tirava-te do meu "bolso", imaginava-te, admirava-te e por ti me apaixonava, alegrando-me então. depois tempos houve em que foste um relógio de pulso, andavas sempre agarrada a mim, eramos um só e tudo era perfeito! Velhos tempos aqueles em que com o girar dos teus "ponteiros" me davas a volta à cabeça...
algo se passou e na minha vida tornaste-te um relógio de parede, continuavas a hipnotizar-me com a tua beleza, mas só te podia ver ao longe, sem nunca te poder tocar, pois estavas inalcançável no cimo da parede que nos separava, indecisa para que lado te viravas ( viraste-me costas...).
Hoje és um relógio de Sol, revelas-te nos momentos iluminados em que penso em ti, mas nada me mostras ou dizes na escuridão da triste noite em que vivo!
Diz-me amor se tens tempo para me amar?

Edgar Lopes 18-05-2005

PRA VOCE GUARDEI O AMOR - Nando Reis




Pra voce guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive
E vi sem me deixar
Sentir
Sem conseguir
Provar
Sem entregar
E repartir
Pra voce guardei
O amor que sempre
Quis mostrar
O amor
Que vive
Em mim
Vem visitar
Sorrir

Vem colorir
Solar
Vem esquentar
E permitir
Quem acolher
O que ele
Tem e traz
Quem entender
O que ele diz
No giz do gesto
O jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite
Do silêncio
Exibe
Em cada olhar
Guardei
Sem ter porque
Nem por razão

Ou coisa outra
Qualquer
Além
De não saber
Como fazer
Pra ter
Um jeito
Meu
De me mostrar
Achei
Vendo em você
E explicação nenhuma
Isso requer
Se o coração
Bater forte
E arder
No fogo
O gelo
Vai queimar

Pra você
Guardei
O amor
Que aprendi
Vem dos meus pais
O amor
Que tive
E recebi
E hoje posso dar
Livre e feliz
Céu cheiro e ar
Na cor que
Arco iris
Risca ao levitar
Vou nascer
De novo
Lápis

Edifício
Te ver e
Ponte
Desenhar
No seu quadril
Meus lábios
Beijam
Signo
Feito
Sinos
Trilho
A infância
Teço o berço
Do seu lar

domingo, 14 de março de 2010

NÃO SE ESQUEÇA DE MIM - Roberto e Erasmo Carlos




NÃO SE ESQUEÇA DE MIM




Onde você estiver, não se esqueça de mim
Com quem você estiver, não se esqueça de mim

Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Mesmo que exista outro amor que te faça feliz
Se resta em sua lembrança
Um pouco do muito que eu te quis
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Solo
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Quando você se lembrar não se esqueça que eu
Que eu não consigo apagar você da minha vida
Onde você estiver, não se esqueça de mim

Não se esqueça de mim...! Não se esqueça de mim...!
Traze-me (Cecília Meireles)

Traze-me um pouco das sombras serenas
que as nuvens transportam por cima do dia!
Um pouco de sombra, apenas,
- vê que nem te peço alegria.
Traze-me um pouco da alvura dos luares
que a noite sustenta no teu coração!
A alvura, apenas, dos ares:
- vê que nem te peço ilusão.
Traze-me um pouco da tua lembrança,
aroma perdido, saudade da flor!
-Vê que nem te digo - esperança!
-Vê que nem sequer sonho - amor!

Meu Sonho (Cecília Meireles)

Parei as águas do meu sonho
para teu rosto se mirar.
Mas só a sombra dos meus olhos
ficou por cima, a procurar...
Os pássaros da madrugada
não têm coragem de cantar,
vendo o meu sonho interminável
e a esperança do meu olhar.
Procurei-te em vão pela terra,
perto do céu, por sobre o mar.
Se não chegas nem pelo sonho,
por que insisto em te imaginar?
Quando vierem fechar meus olhos,
talvez não se deixem fechar.
Talvez pensem que o tempo volta,
e que vens, se o tempo voltar.


Cecilia Meireles

Pus o meu sonho num navio
e o navio em cima do mar;
- depois, abri o mar com as mãos,
para o meu sonho naufragar

Minhas mãos ainda estão molhadas
do azul das ondas entreabertas,
e a cor que escorre de meus dedos
colore as areias desertas.

O vento vem vindo de longe,
a noite se curva de frio;
debaixo da água vai morrendo
meu sonho, dentro de um navio...

Serenata

"Permita que eu feche os meus olhos,
pois é muito longe e tão tarde!
Pensei que era apenas demora,
e cantando pus-me a esperar-te.
Permita que agora emudeça:
que me conforme em ser sozinha.
Há uma doce luz no silencio,e a dor é de origem divina.
Permita que eu volte o meu rosto para um céu maior que este mundo,
e aprenda a ser dócil no sonho como as estrelas no seu rumo"
Chorarei quanto for preciso,
para fazer com que o mar cresça,
e o meu navio chegue ao fundo
e o meu sonho desapareça.

Depois, tudo estará perfeito;
praia lisa, águas ordenadas,
meus olhos secos como pedras
e as minhas duas mãos quebradas.

sábado, 13 de março de 2010

TALISMÃ -Michael Sullivan e Paulo Massadas




Sabe
Quanto tempo não te vejo
Cada vez você distante
Mas eu gosto de você
Porque

Sabe
Eu pensei que fosse fácil
Esquecer seu jeito frágil
De se dar sem receber
Só você

Só você que me ilumina
Meu pequeno talismã
Como é doce essa rotina
De te amar toda manhã

Nos momentos mais difíceis
Você é o meu divã
Nosso amor não tem segredos
Sabe tudo de nós dois
E joga fora nossos medos

Vai saudade diz pra ela
Diz pra ela aparecer
Vai saudade vê se troca
A minha solidão por ela
Pra valer o meu viver

Só você que me ilumina
Meu pequeno talismã
Como é doce essa rotina
De te amar toda manhã

Nos momentos mais difíceis
Você é o meu divã
Nosso amor não tem segredos
Sabe tudo de nós dois
E joga fora nossos medos

Vai saudade diz pra ela
Diz pra ela aparecer
Vai saudade vê se troca
A minha solidão por ela
Pra valer o meu viver

FUI EU- JOSE AUGUSTO



É mais um dia sem você, mais uma noite que eu espero.
se alguém no mundo quis você...fui eu
Te dei os sonhos que eu sonhei
te imaginei pra vida inteira
Se alguém fez tudo por você...fui eu
Diz agora o que é que eu faço pra viver
Se a cada dia é mais difícil te esquecer
Tudo isso faz doer demais
Eu queria só voltar atrás, ficar contigo
Diz agora o que é que eu faço pra aceitar
será que existe outra pessoa em meu lugar
Mas o tempo vai te convencer
e um dia vai reconhecer que sem mim não pode mais viver
Sentimento, dói com o tempo
E a solidão não quer parar de machucar
Sentimento, dói com o tempo
Meu coração não quer ninguém no teu lugar.

quarta-feira, 10 de março de 2010

SENTIMENTO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


SENTIMENTO – Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Um dia você me disse
Que sentimento
Pertence á gente
Que ninguém pode tirar.
Os mortos podem se virar nos túmulos,
Podem brigar, podem chorar,
Mas sentimento ninguém tira
No coração ninguém pode mandar!

As caras e bocas podem ser feias,
A cara amarrada pode ficar,
Mas sentimento é só da gente
E ninguém pode tirar.

E o sentimento que é da gente,
Ajuda a gente a vibrar!
Ninguém manda no sentimento.
Sentimento é só da gente
E ninguém pode tirar!

segunda-feira, 8 de março de 2010

Sobre o Dia Internacional da Mulher -Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Sobre o Dia Internacional da Mulher


Apesar de algumas conquistas se compararmos a mulher da primeira década do século XXI ás do século XIX, muito pouco mudou.
Foi na era industrial que a mulher começou a trabalhar em fábricas e não tinha direito nenhum, apenas deveres.
Trabalhava sem descanso, sem salário digno, sem carteira assinada. A qualquer momento ela podia ser substituída por outra mulher.
Nessa época as crianças também eram usadas como mão-de-obra.
No século XX, a mulher começou a se organizar politicamente querendo ter direito ao voto.
Nos anos sessenta, a mulher que já trabalhava engajou-se no Movimento Feminista que queria direitos iguais para homens e mulheres inclusive sexuais, A pílula foi inventada, as mulheres queimavam soutiens em praça pública em repúdio ao que elas chamavam de submissão das mulheres aos homens.
No final do século XX, a mulher conseguiu algumas vitórias e percebeu que homens e mulheres juntos conseguiam melhores resultados, quanto á criação de filhos e trabalho.
O homem que a princípio assustou-se com essa nova mulher, começou a ajudá-la também em casa.
As mulheres conseguiram carteira assinada, creche para as crianças cujas mães trabalham, mas os salários são desiguais entre os gêneros e a carga horária de trabalho é muito árdua para a mulher que além de profissional é dona de casa, portanto tem jornada dupla de trabalho.
Precisamos que as mulheres se interessem pela política, se sindicalizem ,façam parte delas inclusive como direção, para conseguirmos vitórias expressivas.
Neste dia 08 de Março, vamos pensar que a mulher ainda tem muito por que lutar e que as rosas recebidas, representam a luta organizada de várias mulheres!

sábado, 6 de março de 2010

AMO-TE DE AMARILIS PAZINI AIRES E GUERREIRO DA LUZ-Edu Sol


AMO-TE

Eu amo você!
Muito!
Em todos os meus pensamentos
Encontro tua presença.
Eu não te esqueço!
Preenche o meu vazio
Quando entra em meus momentos!
Acaricia-me!
Faz-me flutuar ao sabor dos ventos!
Temos um lindo romance
Só encontrado nos contos de fadas.
Nossos bosques são floridos,
Seus córregos encantados.
Os pássaros e as borboletas, que beleza!
Têm seus corpos matizados!
É puro lirismo.
Estamos completamente apaixonados!
Como um sussurro ao vento
Declamamos o nosso amor
Valsando nos caminhos da vida
Unimos nossos passos com ardor.
Deslizando pelos bosques floridos,
Desfiamos o nosso segredo
Flutuamos em meio aos sonhos
Voamos como pássaros...livres.
Este amor oculto
É como um conto de fadas,
Em sigilo intimo
Buscamos no passado.
Amo-te!
Só a ti confesso!
Estamos envoltos pela vida
Que se esconde no reverso.

sexta-feira, 5 de março de 2010

INDIFERENÇA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo



INDIFERENÇA
Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

Hoje eu encontrei você
Nunca pensei encontrar.
Você estava desatento.
E eu também desatenta estava.

De repente
Nossos olhares
Cruzaram-se.

Sua boca moveu-se.
Em câmera lenta.
Como tudo em você.
Boa-noite!
Você falou.
Eu respondi
Boa-noite!
Você passou.
Seguiu seu caminho.
E eu segui o meu.

E assim, duas pessoas
Que foram intimas
Cumprimentaram-se e passaram.

Como se fossem dois desconhecidos
Como se não tivessem vivido nada!

terça-feira, 2 de março de 2010

VERDADE - Nelson Rufino, Carlinhos Santana




Zeca Pagodinho
Verdade
Estilo: Samba, Pagode Todas as letras de músicas de Zeca Pagodinho

Compositor(es): Nelson Rufino; Carlinhos Santana


Descobri que te amo demais
Descobri em você minha paz
Descobri sem querer a vida
Verdade
Pra ganhar seu amor fiz mandinga
Fui a ginga de um bom capoeira
Dei rasteira na sua emoção
Com o seu coração fiz zoeira
Fui a beira de um rio e você
Uma ceia com pão,vinho e flor
Uma luz para guiar sua estrada
A entrega perfeita do amor
Verdade
Descobri que te amo demais
Descobri em você minha paz
Descobri sem querer a vida
Verdade
Como negar essa linda emoção
Que tanto bem fez pro meu coração
E a minha paixão adormecida
Teu amor meu amor incendeia
Nossa cama parece uma teia
Teu olhar uma luz que clareia
Meu caminho tal qual lua cheia
Eu nem posso pensar em te perder
Ai de mim se esse amor terminar
Sem você minha felicidade
Morreria de tanto penar
Verdade
Descobri que te amo demais
Descobri em você minha paz
Descobri sem querer a vida
Verdade

Para o homem que tem todas as músicas do Zeca Pagodinho e que disse uma vez que ele é seu ídolo.
Para meu grande amor.
Minha alegria e meu norte.
Para o meu farol...

MEU ÚLTIMO AMOR - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Meu último amor,
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Quando você chega,
Traz a luz traz a paz.
Ilumina minha vida,
Colore meu pensamento,
Transforma tudo.

Você é meu norte,
Faz-me pensar,
Dá-me equilíbrio
Faz-me sonhar.

Por você quero ser melhor,
Pois é isso o que espera de mim.
Vejo o brilho no seu olhar
Quando entrega algo prá mim.

Eu que amava só o vento,
Hoje quero a terra
Que lhe traz firmeza
No que faz!

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...