quarta-feira, 17 de março de 2010

HORAS - MARISA BARRIONUEVO




"Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a
situação não for muito alegre...

E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu
redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém... e poder ter a absoluta
certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que
faço falta quando não estou por perto...
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder
dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim.
Sem ter de me preocupar com terceiros...
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento
Quero, um dia ,poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
Que o amor existe ,que vale a pena se doar às amizades, as pessoas
Que a vida é dela sim ,e que a vida é bela sim,
E que eu sempre dei o melhor de mim ...
E que vale a Pena! "

(Mário Quintana)


HORAS
Marisa Barrionuevo

A chuva é triste sem você aqui.
Os dias de sol
São apenas horas acumuladas.
As noites escuras
São apenas tormentos.
Eu te desejo aqui todos os dias.
Pouco me importa
Se são apenas algumas horas
Longe de você,
Só me sacia a tua presença.
Nada me é mais original
Que o teu cheiro em minha pele.


Quando penso em ti, vem-me à ideia o relógio, uma das mais belas criações de sempre, tal como tu!
Para mim já foste relógio de bolso, pois quando me sentia triste, tirava-te do meu "bolso", imaginava-te, admirava-te e por ti me apaixonava, alegrando-me então. depois tempos houve em que foste um relógio de pulso, andavas sempre agarrada a mim, eramos um só e tudo era perfeito! Velhos tempos aqueles em que com o girar dos teus "ponteiros" me davas a volta à cabeça...
algo se passou e na minha vida tornaste-te um relógio de parede, continuavas a hipnotizar-me com a tua beleza, mas só te podia ver ao longe, sem nunca te poder tocar, pois estavas inalcançável no cimo da parede que nos separava, indecisa para que lado te viravas ( viraste-me costas...).
Hoje és um relógio de Sol, revelas-te nos momentos iluminados em que penso em ti, mas nada me mostras ou dizes na escuridão da triste noite em que vivo!
Diz-me amor se tens tempo para me amar?

Edgar Lopes 18-05-2005

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...