quarta-feira, 30 de setembro de 2009

SOS RIO DO PEIXE - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


SOS RIO DO PEIXE
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Minha nascente está a 1560 metros de altitude na Serra da Mantiqueira nas proximidades de Bueno Brandão e Munhoz em Minas Gerais.
Passo por Socorro, Lindóia e Itapira e deságuo na margem esquerda do rio Mogi-Guaçu.
Meu primeiro nome é Ribeirão Fundo, quando me uno ao rio Corrente até a divisa de Socorro – SP. Nessa cidade sou conhecido como Rio do Peixe.
Essa distância é repleta de cachoeiras e nas minhas águas, muitos peixes enormes já foram pescados.
Ao longo das minhas margens foram construídas cidades e a fauna e a flora é exuberante.
Minhas águas são utilizadas pelos fazendeiros e sitiantes para molhar suas lavouras.
Em Socorro, os visitantes fazem programas de aventuras nas minhas águas.
Já fiz muita travessura em Socorro,quando no período das chuvas invadia a cidade, alagando-a.
Nessas enchentes os moradores tinham muito prejuízo, pois eu levava tudo de roldão.
Hoje, estou mais tranqüilo quanto ás enchentes, pois os moradores ajudados por ONGs estão reconhecendo a necessidade de restaurar a mata ciliar para preservar o rio para os seus netos e bisnetos.
Mas nada na vida é perfeito e agora querem acabar comigo, deixar-me igual á tantos outros rios, pois pretendem construir usinas hidroelétricas no meu leito, acabando com minha beleza natural, minhas cachoeiras, inundando tudo o que foi consertado pela mão do homem.
Estou muito triste, pois gosto de ver as crianças correndo nos parques construídos ás minhas margens, gosto de ver as capivaras entrando nas minhas águas, os pescadores pescando nas minhas margens, gosto de sentir as amoreiras farfalhando suas folhas e deixando cair seus frutos nas minhas águas.
Ainda bem que criaram um Movimento Frente Ampla do Sul de Minas e Leste Paulista. Estão passando um abaixo assinado dizendo não á criação dessas hidrelétricas.
E eu fico pensando que estão destruindo muitos rios e ,muitas quedas d’água desapareceram do mapa, matando a fauna e a flora desses lugares.
Espero que isso não ocorra comigo.
Me ajudem por favor.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O ENCONTRO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.


O ENCONTRO
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Ela seguia apressada pela rua,
Com medo da chuva que ameaçava
Cair.
O céu estava cinzento
E as nuvens carregadas
Lembrando flocos de algodão
Não branco,
mas pardacento,
Céu triste,
Como seu coração!

Ela atravessou a esquina
Quase correndo
Em direção á ponte
Andava com a cabeça baixa
Se protegendo do vento
Que soprava.

Quando chegou à metade
Do caminho que tomava
Olhou para atravessar
Com segurança a rua.

E ao erguer a cabeça,
Seu corpo estremeceu,
Era ele que passava
Junto com um amigo seu.

Estremeceu por quê?
Perguntou ao seu coração
E ele não respondeu.

E no meio da ponte se encontraram
Como dois amigos se cumprimentaram.
O amigo foi apresentado
E tinha o nome dele
E do santo da sua devoção.

Olharam-se e quase passaram.
Porém ele não resistiu,
Lembrou tudo o que vive
No segredo do seu quarto
E timidamente,passou
Suas enormes e suaves
Mãos no seu ombro
Se olharam,sorriram
E ela novamente estremeceu.

domingo, 27 de setembro de 2009

MEU EU EM VOCÊ -Victor Chaves


Meu Eu em Você

Composição: Victor Chaves

Eu sou o brilho dos teus olhos ao me olhar
Sou o teu sorriso ao ganhar um beijo meu
Eu sou teu corpo inteiro a se arrepiar
Quando em meus braços você se acolheu

Eu sou o teu segredo mais oculto
Teu desejo mais profundo, o teu querer
Tua fome de prazer sem disfarçar
Sou a fonte de alegria, sou o teu sonhar

Eu sou a tua sombra, eu sou teu guia
Sou o teu luar em plena luz do dia
Sou tua pele, proteção, sou o teu calor
Eu sou teu cheiro a perfumar o nosso amor

Eu sou tua saudade reprimida
Sou o teu sangrar ao ver minha partida
Sou o teu peito a apelar, gritar de dor
Ao se ver ainda mais distante do meu amor

(Refrão)
Sou teu ego, tua alma
Sou teu céu, o teu inferno a tua calma
Eu sou teu tudo, sou teu nada
Minha pequena, és minha amada
Eu sou o teu mundo, sou teu poder
Sou tua vida, sou meu eu em você

Nada Normal -Victor Chaves


Nada Normal
Composição: Victor Chaves

Lareira pra acender,
Um céu pra se olhar
E tudo está tranquilo por aqui
Você vai me vencer,
Eu vou me apaixonar.
Não há mais o que decidir

Dos nossos lábios todas as palavras
Nada dizem
Aos nossos olhos tudo que já vimos
Foi vertigem
E é tudo tão real
Mas nada normal

Te lembro e já me sinto ao seu lado,
No seu mundo
Me identifico com você de um jeito
Tão profundo
E é tudo tão real
Mas nada normal

Você vai me vencer,
Eu vou me apaixonar.
Não há mais o que decidir

Dos nossos lábios todas as palavras
Nada dizem
Aos nossos olhos tudo que já vimos
Foi vertigem
E é tudo tão real
Mas nada normal

Te lembro e já me sinto ao seu lado,
No seu mundo
Me identifico com você de um jeito
Tão profundo
E é tudo tão real
Mas nada normal

Borboletas -Victor Chaves



Borboletas
Victor e Leo

Composição: Victor Chaves

Percebo que o tempo já não passa
Você diz que não tem graça amar assim
Foi tudo tão bonito, mas voou pro infinito
Parecido com borboletas de um jardim

Agora você volta
E balança o que eu sentia por outro alguém
Dividido entre dois mundos
Sei que estou amando, mas ainda não sei quem

[refrão]
Não sei dizer o que mudou
Mas, nada está igual
Numa noite estranha a gente se estranha e fica mal
Você tenta provar que tudo em nós morreu
Borboletas sempre voltam
E o seu jardim sou eu

Percebo que o tempo já não passa
Você diz que não tem graça amar assim
Foi tudo tão bonito, mas voou pro infinito
Parecido com borboletas de um jardim

Agora você volta
E balança o que eu sentia por outro alguém
Dividido entre dois mundos,
Sei que estou amando, mas ainda não sei quem

[refrão]
Não sei dizer o que mudou
Mas, nada está igual
Numa noite estranha a gente se estranha e fica mal
Você tenta provar que tudo em nós morreu
Borboletas sempre voltam
E o seu jardim sou eu

[refrão]
Não sei dizer o que mudou
Mas nada está igual
Numa noite estranha a gente se estranha e fica mal
Você tenta provar que tudo em nós morreu
Borboletas sempre voltam
E o seu jardim sou eu

Sempre voltam
E o seu jardim sou eu

sábado, 26 de setembro de 2009

Herrera.


MIGUEL_COSTA ॐ:

Galgar alguns degraus
Na sua espiritualidade,
Exige alguns sacrifícios terrenos.
Esquecer a vaidade,
Cultivar a humildade,
Perder o orgulho,
Não ver diferenças.
Precisamos compreender
Que a felicidade
Não está na riqueza.
Está nos pequenos atos
De nobreza,
Com o nosso irmão,
Com a humanidade,
Com a natureza.
Pode estar longe
Mas também perto
O dia em que todo
O nosso ato
Será de puro afeto.
(Herrera)

Miguel Costa - Ensinamentos


A mais longa caminhada só é possível passo a passo...
O mais belo livro do mundo foi escrito letra por letra...
Os milênios se sucedem, segundo a segundo...
As mais violentas cachoeiras se formam de pequenas fontes...
A imponência do pinheiro e a beleza do ipê,
Começaram ambas na simplicidade das sementes...
Não fosse a gota não haveria chuvas...
O mais singelo ninho se fez de pequenos gravetos...
E a mais bela construção não se teria efetuado
Senão a partir do primeiro tijolo...
As imensas dunas se compõem de minúsculos grãos de areia...
Como já refere o adágio popular,

Osho my love.:
Nos menores frascos se guardam as melhores fragrâncias...
É quase incrível imaginar que apenas sete notas musicais
Tenham dado vida à "Ave Maria", de Bach, e à "Aleluia", de Hendel...
O brilhantismo de Einstein e a ternura de Tereza de Calcutá
Tiveram que estagiar no período fetal...
Nem mesmo Jesus, expressão maior de Amor,
Dispensou a fragilidade do berço...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

VOCE TEM MEDO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Que pena que eu te amo.
Te amo profundamente
E não consigo guardar raiva
De você infelizmente.

E o pior é que você me ama
Mas tem medo desse amor.
E me olha tão perdido.

Mas não posso demonstrar
O meu coração partido
Sangrando por esse amor!

Você também está calado
E me olha com tanta insistência!
Mas eu não posso te tratar do mesmo jeito.

As escolhas fazem parte da vida
E eu escolhi não sofrer
Diferentemente de você.

TALISMÃ - Leonardo.


Talismã
Leonardo

Sabe, quanto tempo eu não te vejo.
Cada vez você distante, mais eu gosto de você.
Porque sabe, eu pensei que fosse fácil
Esquecer seu jeito frágil
De se dar sem receber
Só você
Só você que me ilumina, meu pequeno talismã
Como é doce essa rotina de te amar toda manhã
Nos momentos mais difíceis você é o meu divã
Nosso amor não tem segredo, sabe tudo de nós dois
E joga fora os nossos medos
Vai saudade diz pra ela, diz pra ela aparecer
Vai saudade vê se troca
A minha solidão por ela pra valer o meu viver

NÃO APRENDI DIZER ADEUS - Joel Marques.


Não Aprendi Dizer Adeus

Composição: Joel Marques

Não aprendi dizer adeus
Não sei se vou me acostumar
Olhando assim nos olhos teus
Sei que vai ficar nos meus
A marca desse olhar

Não tenho nada pra dizer
Só o silêncio vai falar por mim
Eu sei guardar a minha dor
Apesar de tanto amor vai ser
Melhor assim
Não aprendi dizer adeus mas
Tenho que aceitar que amores
Vem e vão são aves de Verão
Se tens que me deixar que seja
Então feliz
Não aprendi dizer adeus
Mas deixo você ir sem lágrimas
No olhar, se adeus me machucar
O inverno vai passar, e apaga a cicatriz.(bis)

terça-feira, 22 de setembro de 2009

DESABAFO TARDIO,PORÉM NECESSÁRIO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


DESABAFO TARDIO ,PORÉM NECESSÁRIO.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Deixe de ser astucioso,
Ninguém agüenta uma raposa.
Prá mim você perdeu o encanto
E por você não derramarei
Meu pranto.
Seguirei a minha vida
Como se nada tivesse
Acontecido.
Não que o sentimento
Tenha morrido
Ele ficará adormecido
Dentro do meu coração.
Você foi muito canalha
E não suporto mentira!
E você mente
Como quem troca de roupa.
E o pior é que mente
E acaba acreditando
Nas mentiras que fala!
Até quando?
Vi você, e tive dó
Dó do seu arrependimento!
Você não sabe o que fazer
Mas o cristal está quebrado
E ainda não descobriram cura
Nem cola para um coração
Partido.
Você sofre mais do que eu
Pois tenho amigos sinceros,
Que me afagam com carinho,
Já você, pobre coitado,
Não pode falar com ninguém!
Só pode afogar suas mágoas
Na comida e na bebida.
E o seu corpo
Que você preza tanto,
Tem muitos quilos na barriga
Que você dizia ser:-Tanquinho!
Você está parecendo um Buda,
Mas sem aquela ternura
Que envolve o Iluminado
Ou aquele que está recebendo carinho
Ou está sendo muito amado!
Vai voltar ao que você era.
Um pobre coitado que tem tudo
O que o dinheiro pode comprar,
Mas o amor, meu querido,
Que você recebia de graça,
Nunca mais vai encontrar!
E o seu final até estou vendo,
Será deitado num sofá da sala,
Assistindo a um programa,
Qualquer da televisão!
Sózinho na solidão!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A OPÇÃO DE CADA UM- Maria Lúcia Inocêncio Camargo.





Em pleno século XXI,quando o homem já está pensando em ir á Marte,quando existe a pílula anticoncepcional,preservativo para homens e mulheres, a pílula do dia seguinte e quando as mulheres apesar de ainda ganharem menos do que os homens
são donas do seu nariz e criam sozinhas, filhos,netos com o suor do seu rosto, porque a opinião dos outros é importante?
Homens e mulheres tem o direito de viver a vida com pessoas do mesmo gênero que o seu ou não.
E para ter um relacionamento,não há necessidade de viver juntos na mesma casa e nem assinar papel.
O que é isso!Podemos muito bem sermos leais ao outro por opção sem a necessidade de partilhar a mesma casa, o mesmo banheiro,a mesma toalha,juntar as escovas de dente como se diz por aí.
Há casais que vivem na mesma casa há muitos anos e não há respeito nenhum entre eles .
Casais há que vivem há trinta anos uma relação onde há respeito,sem nunca dormirem na mesma casa.Cada um fica na sua e são felizes.
Criam os filhos sem problema algum se os tem .
Há muitas pessoas que tem esse tipo de relacionamento há mais de vinte anos.
Quantos casais existem que vivem um na cidade, outro na fazenda.
É a opção de cada um que vale.
Precisamos deixar de hipocrisia!
Depois de 1977, só continua casado quem quer.
E sexo ajuda a emagrecer,ajuda a ter saúde,ajuda a acabar com a depressão,faz as pessoas serem mais alegres e felizes quando é bom!
O importante é as pessoas manterem sua individualidade sem o compromisso formal de morarem sobre o mesmo teto quando elas assim decidirem.
Lí outro dia uma reportagem que dizia que antigamente os casais preservavam sua intimidade com dois aposentos separados para o casal mas um ao lado do outro com uma porta que comunicava esses aposentos.
Depois de algum tempo,por falta de espaço,criou-se o hábito de haver um quarto só para o casal.Um espaço único para os dois.
Hoje,alguns apartamentos luxuosos já estão trazendo novamente esse costume antigo.
Devemos respeitar a opção de cada um!

CAMPANHA DOS 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa)


Campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.
Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.
Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso, só ele resolve.
Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.
A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.
A vírgula pode condenar ou salvar.
Não tenha clemência!
Não, tenha clemência!
Uma vírgula muda tudo.
Detalhes Adicionais:
SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.
Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER !!!!!!!
Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM ....................

E mesmo com 100 anos da ABI,o jornal de maior credibilidade nO Estado de S.Paulo,foi censurado e não pode veicular nenhuma noticia sobre assunto que interessa ao Brasil e aos brasileiros.Nós não temos memória curta não.Estamos bem informados e queremos continuar assim.Vivemos em uma democracia e na democracia os meios de divulgação são livres:imprensa escrita,falada,tele visada,ouvida e lida.

Maria Lúcia Inocêncio Camargo.

sábado, 19 de setembro de 2009

SOBRE CASAIS QUE SEPARAM E LOGO ARRUMAM OUTRO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


O ser humano é estranho, quer tudo que aparece, mas quando tem que decidir e decide a coisa errada quer que tudo continue como antes.
Quando fazemos escolhas, é claro que tudo muda. E quando somos enganados e percebemos á tempo,temos uma nova postura.
E a pessoa que estava acostumada a ter tudo de bandeja, pois a situação estava acomodada, sente falta disso tudo.
E eu tenho algo comigo, a maturidade não depende da idade, pois conheço muitos jovens que são maduros apesar da pouca idade e homens que são moleques quando não tem mais idade pra isso.
Homens que tem 50, e até mais de 70 e não sabem o que querem, estão sempre em dúvida.
Nessas pessoas quem investe, está pregando no deserto, pois ele tem medo, medo de sair daquela vidinha chata, mas que estão acostumados.
Viver é bastante perigoso e é só pra pessoas fortes.
Posso ser um tanto maldoso, mas eu gosto da situação, de ver um fazendo o outro de bobo, criando mal estar nos lugares onde estão.
Quem vê um casal junto pensa que tudo é maravilhoso, não está dentro da casa e nem conhece os humores.
E quando a gente foi preterida e conhece todos os lados, fica um pouco vingada,pois sabe o que já passou, sabe coisas que o outro não sabe, pois só viu o lado bom, o mal, o outro não contou.
E um conselho de amiga,quando estou no mesmo lugar que a ex está,eu nunca falo nem mostro a mulher que ele deixou!Prá que mostrar, prá que falar? Prá ele comparar e lembrar?E isso, foi um homem que me ensinou!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

JANTAR ROMÂNTICO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Ele disse na brincadeira:
-volto daqui a três meses.
Eu pensei não vou agüentar.
Como ficar longe dos seus abraços,
Como ficar longe dos seus beijos,
Como ficar longe dele.

Então inventei um jeito
Dele querer me ver.
Telefonei logo cedo
E fui logo avisando,
Minhas férias estão acabando,
E terça eu volto a trabalhar.

Ele como sempre ocupado!
Foi muito atencioso,
E disse com sua voz forte:-
Mais tarde eu telefono,
Vou ver como vou fazer!

Depois de algumas horas,
Ele confirmou a vinda
Mas não tinha certeza da hora
Fiquei tão feliz.
Que gritei - Que bom!
E ele ficou assustado,
Pois eu não sou de demonstrar.
E corri para a cozinha,
Fiz muitas coisas gostosas
E o meu prédio exalou
Perfumes, cheiros, variados!
Pois comprei especiarias,
Uns lindos tomates pro molho,
Um vinho bem diferente,
Que achei no supermercado!

Fiz um patê surpresa,
Que aprendi na televisão;
Com azeitonas, pepinos, maionese,
Que ficou na geladeira,
Pra eu servir bem gelado!
Achei um livrinho de receita,
Que ensinava um bolo - prestigio,
Uma bela macarronada,
Que leva manjericão!

Não contente com isso,
Ainda fiz uma empada,
Na minha forma de aro
Ficou uma delícia,
Além de sair inteiro.
Ele é bem diferente,
Leva leite de coco,
Manteiga e um pouco de maionese.
É recheado com frango,
Que precisa ser desfiado!

Não contente com isso,
Fiz sagu e coloquei em taças.
Cozinhei com muito carinho,
Coloquei canela em pauzinho
E alguns cravos-da-índia!
Ficou muito gostoso,
Além de ficar bonito!

Ele chegou antes da hora,
(Quarenta minutos para ser exata)
Encontrou a mesa arrumada.
Trouxe um vinho que bebemos
Aos golinhos, bem devagarzinho!

Perguntou pra quem é isso,
Está esperando um batalhão?
Eu disse não.
Expliquei:- é pra você,
Que sempre me atende
Quando chamo.
Que nunca me deixa na mão,
Que subia aquele morro
E agora que é perto,
Nada mais natural
Do que retribuir a gentileza.

Nem preciso dizer que a noite
Foi maravilhosa,
Mesmo sem perfume de rosa,
Que me esqueci de colher,
Mas foi inesquecível
Pois foi feita com muito amor!

MEDO DE AMAR -Adriana Calcanhotto


Medo de Amar
Adriana Calcanhotto


Você diz que eu te assusto
Você diz que eu te desvio
Também diz que eu sou bruta
E me chama de vadia
Você diz que eu te desprezo
Que eu me comporto muito mal
Também diz que eu nunca rezo
Ainda me chama de animal
Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo é do amor
Que você guarda para mim
Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo de você
Você tem medo de querer...
Você diz que eu sou demente
Que eu não tenho salvação
Você diz que simplesmente
Sou carente de razão
Você diz que eu te envergonho
Também diz que eu sou cruel
Que no teatro do teu sonho
Para mim não tem papel
Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo é do amor
Que você guarda para mim
Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo de você
Você tem medo de já...
...me amar!

MALUCO BELEZA - Raul Seixas.


MALUCO BELEZA
Raul Seixas

Enquanto você
Se esforça pra ser
Um sujeito normal
E fazer tudo igual...

Eu do meu lado
Aprendendo a ser louco
Maluco total
Na loucura real...

Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez...

Vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza...

E esse caminho
Que eu mesmo escolhi
É tão fácil seguir
Por não ter onde ir...

Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez
Eeeeeeeeuu!...
Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez

Vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com toda certeza
Maluco, maluco beleza...
========================
Quanto mais vivo,menos sei
da vida!Quanto mais procuro entender o ser humano,menos compreendo!Quantas pessoas que se acham lucidas são totalmente malucas!Quantas pessoas "viajam na maionese"e acham que os outros é que estão viajando!?pergunto:-Existe gente normal?Eu respondo:-Não!
Existem aqueles que são loucos controlados,conscientes de sua loucura e existem outros,que nem sabem que são loucos!
Are baba!Mãozinha em concha!Mãozinha em concha!Quer maior loucura do que o Abel ficar com a Norminha e continuar a tomar seu leitinho?Ou a Tônia casar com o Tarso?Ou a Silvia engravidar do Murilo?Ou o Raul ser perdoado pela familia toda?Para mim os menos loucos dessa novela foram o Bahuan que ficou com a Shivani, isto é de remediado ficou bilionário e a Yvone que entrou linda e saiu poderosa.Are Baba.E bem feito prá louca da Surya que vai criar mais uma menininha e ainda ficar servindo tchai prá malvada da avó do marido e morrendo de inveja da Maya que tem mais um menino e da Camila que tem dois.
E que loucura é aquele Raj!Eu gastaria a sola do meu sapato e arrastaria a saia nas pedras do mercado,só prá olhar prá ele.Are baba.
E os doidos do César e Beatriz,e tem muita gente de verdade que faz o que eles fazem com o filho.
Eu ja amava o Bruno Gagliasso,agora então,mais ainda!O personagem convenceu!
Are Baba!E agora vou prá minha caminha,dormir como os anjos,calma,tranquila e muito feliz!Are Baba.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

SE VOCÊ ME PERGUNTASSE-Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Se você me perguntasse
O que eu sinto por você
Eu diria que há muito tempo
Admiro o seu jeito de ser.
Diria que fiquei muito tempo
Pensando como chegar,
Até que resolvi escrever
Prá você e aguardar!

Depois de duas semanas,
Vi você na avenida,
Você me viu também
E sorriu para mim!

Naquele dia eu estava atrevida,
Desci a ruazinha decidida
E esperei você na esquina.
Você ficou surpreso
Com aquele gesto meu!

Você não estava sózinho,
Estava com uns amigos
E isso me arrefeceu!

Fiquei parada ,inibida
Sem saber o que fazer.
Você me salvou porém,
E perguntou,você me viu?
Gostou?E deu aquele sorriso.
E eu disse com muito esforço,
Amei!Adorei!Gosto de tudo que você faz.

Fiquei te olhando feito boba,
Sem coragem de perguntar
O que eu fora saber!
E o olhar dos seus amigos
Iam de mim prá você!

Fiquei numa saia justa!
Mas você me salvou outra vez.
Disse:-eu li e vou responder,
Na quarta-feira de cinzas,
Estou um pouco ocupado,
Pois agora é Carnaval!

Nem sei como saí dalí,
Quando ví já estava na Praça.
Subi como uma fumaça,
Nem sei como cheguei!

E como você falou,
Na quarta você me ligou
E eu que ouvia dizer,
Que amor de Carnaval,
Na quarta de cinzas acaba,
Fiquei feliz da vida,
Pois o meu não acabou,
Começou!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O BEIJO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.




O BEIJO


O beijo tem sabor
de menta e chocolate
E eu me lambuzo nele
Como uma criança
Que descobre um doce!
As mãos percorrendo
o meu corpo,deslizam
Suavemente como uma pena.
Depois do amor,ele me abraça
Outras vezes,percorre
Os meus braços,
Procura os meus dedos
E minhas mãos entrelaça.
Sobe até meu pescoço
E afaga meus cabelos
Com muita doçura e
Sem falar uma palavra,
Mas com toques tão delicados,
Que me entrego a esse momento.
Fecho meus olhos e recordo
Tudo que acontece entre nós dois!
Vou sentindo um arrepio
E aí ele me olha
E pergunta:-Está com frio?
E eu sem graça respondo:-
Não,não é frio não!
Ele não se dá por achado,
Passa as mãos no meu pescoço,
Ergue meus cabelos,como quem
Vai penteá-los,revolta-os
Até minha testa e vai descendo
As mãos e eu me encolho todinha,
Ele diz:-está se espreguiçando?
Tem certeza que não é frio?
E me fita com os seus olhos sorrindo!

sábado, 12 de setembro de 2009

OSCAR QUIROGA.


Esse astrólogo é um grande pensador!
Vejam o que ele disse em 28 de agosto de 2009 no jornal O Estado de S.Paulo.
..."É propicio sustentar alegria e simplicidade no trato cotidiano com os afazeres e relacionamentos,pois é assim que o espirito manifesta e irradia sua luz.
...As circunstâncias difíceis e todos os problemas acumulados não transformam você numa vítima,pois foram seus próprios passos e decisões que trouxeram você até aqui e agora.
...Você não precisa complicar-se nem parecer-se com ninguém.Aja com naturalidade.
...A flexibilidade não é necessária apenas nas juntas do corpo,mas também no coração e na mente...
Seus pensamentos limitam a realidade...
...O segredo do amor se baseia no ato de oferecer o melhor da alma sem restrições...

AMO A PRIMAVERA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


`
A árvore de ipê amarela é a mais comum,porém existem outras e destas a mais rara é a branca.
AMO A PRIMAVERA.
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Sou acordada pelo canto dos pássaros
E chego a ouvir suas asas batendo,
Num vôo lindo para o céu.
E são garças brancas,
Gaviões,andorinhas,
Passarinhos de várias cores
E o insistente canto das cigarras.
Então eu abro a porta-janela,
E fico vendo suas idas e vindas
Com galhos na boca para fazer os ninhos.
Vejo o namoro delas
A côrte entre macho e fêmea.
Os tucanos sempre voando,
acima da minha casa,
Sempre em pares
Dando três batidas de asas
Para planar pelo céu.
As árvores ficam floridas
E as sementes explodem
De seus invólucros
E caem longe no chão.
Criam-se assim novas plantas.
E, os Ipês de várias cores,
Mas principalmente o amarelo,
Encantam os habitantes
E também os visitantes,
Que com suas máquinas fotográficas e digitais,
Guardam pra sempre essa beleza.
As pessoas param na rua,
Para ver as capivaras atravessando o rio
Deixando na água seu rastro
E os cahorros latindo atrás.
E tudo muda,nessa estação,
Principalmente a gente!


Visitem meu blog:

http://injusticanao.blogspot.com

SOBRE UMA POESIA DE MANUEL BANDEIRA - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Ontem eu revi você. E fiquei me perguntando porque me apaixonei por você,porque chorei quando pensei perdê-lo para a morte,porque me dediquei á você de corpo e alma.
A resposta foi: carência!
Você também foi mais meu amigo do que amante, foi o pai, o irmão, o homem que eu pensava e acredito ser mais sábio do que eu, pois a sua bagagem de vida é mais longa do que a minha.
Eu tenho uma coisa comigo que não sei quem pode explicar:- quando me apaixono por um homem, eu o vejo muito grande muito alto e com o tempo, ele vai perdendo tamanho,vai ficando pequenino aos meus olhos.
Talvez eu ponha muita expectativa neles, não sei!
Eu me apaixonei algumas vezes, mas amar mesmo, só uma vez e também não tenho essa certeza.
Talvez, Manuel Bandeira, com sua poesia "Arte de Amar", explique isso, pois queremos unir almas,quando deveríamos unir corpos, entender corpos.
"A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus - ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
“Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.”
Eu me apaixonei algumas vezes e, na primeira que eu pensei amar, eu quis comunicar minha alma com a dele, apesar de nossos corpos se entenderem bem. Não foi possível e acabou.
O tempo foi passando e na segunda vez que eu me apaixonei, eu tentei fazer meu corpo se entender com o dele, mas para ele isso já havia passado e ele queria comunicar a alma dele comigo, porém as almas são incomunicáveis!"Só em Deus-ou fora do mundo".
Hoje, eu acredito que estou aprendendo a "Arte de Amar”, segundo Manuel Bandeira, pois
"estou deixando meu corpo entender-se com outro corpo", sem querer unir nossas almas. Somos livres e isso é muito bom.
Muitas vezes ele me disse que tudo é amor e eu não entendia o que ele queria dizer.
Ele estava falando de amor, eu de alma. Quando passei a entender,o que ele dizia,tudo ficou mais fácil.
Por isso eu gosto de ler, por isso eu amo poesia.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Sobre os personagens de Caminho das Indias- Maria Lúcia Inocêncio Camargo.


Outro dia,pela manhã,eu via o programa da Ana Maria e um de seus convidados era o Humberto Martins e a Cristiane Torloni.
A pauta era comentário sobre a novela Caminho das Indias e a traição que o personagem dele vive.E a Ana dizia que em muitas partes do Brasil as mulheres ainda não tem independência financeira e necessitam do companheiro.
Humberto então falou sobre a pior dependência da mulher, a dependência emocional.
Pois muitas mulheres apesar de serem independentes financeiramente,não dão um passo sem estarem penduradas no homem e para não perdê-lo,aceitam toda a traição e como no caso da personagem de Cristiane Tornoli,a Melissa,não brigam com o marido,brigam com a outra como fez com a personagem da amante do marido,quando a esbofeteou e tirou-lhe os brincos dados á ela pelo marido e o usou como um troféu em uma festa onde os dois estavam.De outra vez, ela descobriu o carro do marido,levou embora e ele acionou o seguro pois pensou que fora roubado e durante muitos dias sofreu calado de medo dela.
Apesar de todas essas manobras,o marido continua traindo e ontem,que foi o penúltimo capitulo,ele prometeu casar-se com a funcionária da Cadore.
Ela não aceitou, porque para ela,o personagem está com a mulher ideal para ele,então chegou bem perto e o beijou,isto é, ela quer ser a outra e não a esposa.
Ri muito dessa cena, pois cada um tem seu jeito de agir e pensar.
As novelas principalmente da Gloria Perez,ensinam muito á pessoas que não tem muito acesso á informação,pois ela é muito democrática,entra em todas as casas de todas as familias de A á D.Gosto do cunho social que ela imprime ás suas novelas e gostei demais dessa pois conhecemos uma cultura completamente diferente da nossa!
Vamos ao final hoje!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

ME SEGUE... Betânia Uchôa


Me segue...
.
Para que eu lhe mostre,
pessoas conhecendo pessoas,
pessoas amando pessoas,
pessoas que acolhem pessoas...
.
Para que eu lhe diga,
algo sobre ser feliz,
algo que deixe alguém feliz,
algo que não se contradiz, ser feliz...
.
Para que eu lhe cante,
uma bela canção,
uma pequena oração...
.
Para que eu apenas fale,
daquilo que precisa ser dito,
do meu mais nobre sentimento,
do meu soluço de lamento...
.
Me segue...
.
Me acompanhe o passo,
logo atrás, do meu lado, no compasso,
no meu tempo e no meu espaço...
.
Para que te prenda no laço,
para te apertar no abraço,
para te guardar no coração...
.
Me segue...
.
Betânia Uchôa

QUE ELAS PASSEM ,QUE ELAS VOLTEM - Betânia Uchôa


Que elas passem, que elas voltem
.
Sei que na vida há tristezas e alegrias
e embora lutemos para ser-mos mais felizes
as tristezas também nos acompanham...
.
Sei que colocamos em mente apenas
nossas metas de felicidade...nunca os tropeços...
nunca as dificuldades, as lágrimas caídas, choradas...
.
Sei que mesmo desejando só amor e sucesso,
fracassamos, levantamos...sofremos,
e nesses momentos em que a vida dá suas voltas
acontecem perdas, separações, ... é a vida.
Tanto me dói, e mesmo assim as coisas passam
.
É, mas se pensar-mos que só damos valor,
ao que batalhamos com as quedas, os altos e baixos...
ao descobrir o verdadeiro amor, se amou errado...
porque cada instante foi vivido, como tinha que ser....
.
E quando isso acontece, descobrimos
o que realmente faz sentido, e que os fracassos,
os amores fracassados, as quedas, o sofrimento,
tendem a passar...a passar ....
.
E que as coisas que realmente importam,
se eternizam em nossos corações e sempre
voltam, e nos levam ao ponto de partida.
.
Para viver tudo novamente!
.
Betânia Uchôa
.
Publicado no Recanto das Letras em 08/07/2009
Código do texto: T1689414
.

ENCONTRO E DESPEDIDA-Betânia Uchoa.


Trem que faz o percurso S.João Del Rei a Tiradentes.

**Betânia:

Encontro e despedida
.
O tempo que separa,
também aproxima,
é sempre chegada
é sempre partida.
.
Uma viagem de trem,
entre e sai na estação,
o ata e desata de vagões
dizendo sim e dizendo não.
.
O burburinho das massas,
o adeus no portão,
o barulho da risada,
o brilho das lágrimas.
.
Um amor que nasce,
o encontrar dos corações,
o soluço que acaba,
com uma grande paixão.
.
É sempre o encontro,
É sempre chegada,
o brilho mais vivo,
e o melhor acontece.
.
É sempre partida,
na tempestiva saída,
do fim de um encontro,
palavras de adeus.
.
Betânia Uchôa
.
Publicado no Recanto das Letras em 03/09/2009
Código do texto: T1791046
.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

ARTE DE AMAR -Manuel Bandeira.


ARTE DE AMAR

Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus - ou fora do mundo.

As almas são incomunicáveis.

Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.

Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

Manuel Bandeira

E AGORA JOSE? -Carlos Drumond de Andrade.



JOSÉ

E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, você?
você que é sem nome,
que zomba dos outros,
você que faz versos,
que ama protesta,
e agora, José?

Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?

E agora, José?
Sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,

seu terno de vidro, sua incoerência,
seu ódio - e agora?

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?

Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse…
Mas você não morre,
você é duro, José!

Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja a galope,
você marcha, José!
José, pra onde?

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A MULHER IDEAL EM MINHA OPINIÃO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


A mulher ideal em minha opinião
É aquela que é carinhosa,sem ser submissa,
Pois a mulher submissa é inferior.
É aquela que se cuida,não para os outros verem,
Mas se cuida porque ela se ama e se sente bem consigo mesma.
A mulher ideal é aquela que aceita o sucesso do homem,
Pois ela sabe que ela também é bem sucedida.
A mulher ideal é aquela que se sente bem com seu homem
E não fala mal dele ou o envergonha na frente de outras pessoas.
A mulher ideal é aquela que não se anula,
Pois soube escolher seu homem.
A mulher ideal é aquela que tem amigas,
Trabalha porque gosta,
Ou cuida só da casa porque quer,
Pois não se deixou manipular
E tem opinião formada!
A mulher ideal é aquela que estuda,trabalha,
Cuida de tudo, porque gosta de se agradar
E não se preocupa com o que os outros vão dizer.
A mulher ideal é muito mulher,
Pois mata um leão por dia, mas não perde sua doçura.
A mulher ideal é aquela que erra,mas procura acertar com seus erros.
Enfim,a mulher ideal é aquela que sabe a hora certa de partir ou ficar,
Pois a mulher ideal confia em si mesma
E se está com um homem é porque ele é o ideal
E,portanto não vê em outra mulher um perigo,
Pois sabe que não é mal-amada!
Estou fazendo esse comentário,porque hoje vi dois programas na televisão,
Um da Márcia e o outro no SBT e esses programas focalizavam uma mulher de 59 anos e um rapaz de 29.Esse rapaz,ficou devendo á ela e essa mulher conseguiu que o auditório desse ganho de causa á ela.
Ele disse o que bem quis e até a aconselhou a procurar ajuda médica,já que ele tem outra mulher e não pretende mais voltar ao relacionamento antigo.
Ele é um canalha,pois quando foi assinar o documento de acordo,a beijou no rosto e ela,sorriu,não porque ganhou,mas porque ele a beijou.Acredito que ele vai conseguir que ela perdoe a dívida,pois ela ainda está muito ligada á ele.
O outro programa apresentou mulheres de presidiários,que em nome do amor,fazem mil sacrifícios por eles.
Muitos homens quando saem do presidio continuam no crime e até levam suas companheiras para o crime.
Há alguns anos,uma novela abordou o tema de mulheres que amam demais e que esquecem a sua própria vida,vivendo a do outro.
Apanham,algumas batem também e tornam a vida dos filhos e a sua mesma um inferno,mas não se separam .Ficam alí firmes!
Vale a pena?

OPINIÃO -Maria Lúcia Inocêncio Camargo.



Para realmente amar uma mulher,você deve aceitá-la como ela é.
Não deve querer mudar a cor dos seus cabelos
Não deve impedi-la de usar batom ,
Ou mandar que ela use ou escolher a côr.
Deixe-a ser ela mesma!
Não deve reclamar que ela é gorda demais,
Magra demais,baixa demais,alta demais.
Não deve se importar se ela cortou o cabelo ou se o deixou crescer,
Ou se ela o pinta ou o deixa branco, afinal o cabelo é dela.
Se ela mudar,não será ela mesma
E você a deixará.
Para amar uma mulher é preciso estar disponível para ela,
Sem deixar os amigos,o futebol, a cervejinha,o trabalho,
Pois afinal vocês não estão em uma prisão ...
Para amar uma mulher é necessário não ter pressa de chegar ao fim,
Pois o tempo entre uma mulher e o homem é bem diferente
Para amar uma mulher,é necessário após o ato,
Ficar deitado,acordado,
Abraçando-a,aconchegando-a no seu peito
Ou então ouvindo sua respiração,
Com os olhos fechados ou abertos,
Olhando o vazio,lembrando a volúpia!
Para amar realmente uma mulher,
Você deve falar carinhosamente
Com ela, até mesmo no dia a dia,
Quando outras pessoas estão presentes,
Ou quando estão sózinhos em sua casa!
Para amar uma mulher é necessário respeito,
Não medo ou indiferença!
A mulher sente quando o homem é verdadeiro!
E se você for assim,terá uma mulher apaixonada,
Carinhosa,amável,que realmente fica com você
Por amor e não por costume ou por falta de outro provedor!
Se algum dia você realmente amou uma mulher,
Você é um homem de verdade!
E ela jamais o esquecerá.

HAVE YOU EVER REALLY LOVED A WOMAN- Bryan Adams

Para realmente amar uma mulher, para compreendê-la,
Você precisa conhecê-la profundamente por dentro,
Ouvir cada pensamento, ver cada sonho,
E dar-lhe asas quando ela quiser voar.
Então, quando você se achar repousando
Desamparado nos braços dela,
Você saberá que realmente ama uma mulher...

Quando você ama uma mulher,
Você lhe diz que ela realmente é desejada.
Quando você ama uma mulher,
Você lhe diz que ela é a única
Pois ela precisa de alguém para dizer-lhe
Que vai durar para sempre.
Então diga-me: você realmente,
Realmente, realmente já amou uma mulher?

Para realmente amar uma mulher,
Deixe-a segurar você,
Até que você saiba como ela precisa ser tocada.
Você precisa respirá-la, realmente saboreá-la
Até que você possa sentí-la em seu sangue.
E quando você puder ver
Suas crianças que ainda não nasceram dentro dos olhos dela,
Você saberá que realmente ama uma mulher

Você precisa dar-lhe um pouco de confiança
Segurá-la bem apertado,
Um pouco de ternura, precisa tratá-la bem.
Ela estará perto de você, cuidando bem de você,
Você realmente precisa amar uma mulher...

Então, quando você se achar repousando
Desamparado nos braços dela,
Você saberá que realmente ama uma mulher...
Então diga-me: você realmente,
Realmente, realmente já amou uma mulher?
Então diga-me: você realmente,
Realmente, realmente já amou uma mulher?

Have You Ever Really Loved A Woman?
Bryan Adams
To really love a woman, to understand her
You've got to know her deep inside
Hear every thought, see every dream
And give her wings when she wants to fly
Then when you find yourself lying
Helpless in her arms
You know you really love a woman

CHORUS:
When you love a woman
You tell her that she's really wanted
When you love a woman
You tell her that she's the one
'Cause she needs somebody to tell her
That it's gonna last forever
So tell me, have you ever really
Really, really ever loved a woman?.

To really love a woman, let her hold you
'Til you know how she needs to be touched
You've got to breathe her, really taste her
'Til you can feel her in your blood
And when you can see your unborn children in her eyes
You know you really love a woman.

CHORUS:
When you love a woman
You tell her that she's really wanted
When you love a woman
You tell her that she's the one
'Cause she needs somebody
To tell her that you'll always be together
So tell me have you ever really
Really, really ever loved a woman?

You've got to give her some faith
Hold her tight, a little tenderness
You've got to treat her right
She will be there for you, taking good, care of you
You really gotta love your woman, yeah.

And when you find yourself lying helpless in her arms
You know you really love a woman.

CHORUS:
When you love a woman,
You tell her that she's really wanted.
When you love a woman,
You tell her that she's the one.
She needs somebody
To tell her that it's gonna last forever.
So tell me, have you ever really
Really, really ever loved a woman? yeah
Just tell me, have you ever really
Really, really ever loved a woman?
Oh! Just tell me, have you ever really
Really, really love a woman.

domingo, 6 de setembro de 2009

AMIGO - Roberto e Erasmo Carlos



Amigo

Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Composição: Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Você meu amigo de fé meu irmão camarada, amigo de tantos caminhos
de tantas jornadas
Cabeça de homem mas o coração de menino, aquele que está do meu lado
em qualquer caminhada
Me lembro de todas as lutas meu bom companheiro, você tantas vezes provou
que é um grande guerreiro
O seu coração é uma casa de portas abertas, amigo você é o
mais certo das horas incertas
As vezes em certos momentos difíceis da vida, em que precisamos
de alguém para ajudar na saída
A sua palavra de força de fé e de carinho, me dá a certeza de que eu nunca
estive sozinho
Você meu amigo de fé meu irmão camarada, sorriso e abraço festivo da minha chegada
Você que me diz as verdades com frases abertas, amigo você é o mais
certo das horas incertas
Não preciso nem dizer, tudo isso que eu lhe digo, mas é muito bom saber,
que você é meu amigo
Não preciso nem dizer, tudo isso que eu lhe digo, mas é muito bom saber
que eu tenho um grande amigo.

Para o meu melhor amigo,que nunca me deixa e sempre me atende:-VOCÊ!

DE TANTO AMOR - Roberto Carlos e Erasmo Carlos (1971)


Ah! Eu vim aqui amor
Só pra me despedir
E as últimas palavras
Desse nosso amor
Você vai ter que ouvir
Me perdi de tanto amor
Ah! Eu enlouqueci
Ninguém podia amar assim
E eu amei e devo confessar
Aí foi que eu errei

Vou te olhar mais uma vez
Na hora de dizer adeus
Vou chorar mais uma vez
Quando olhar nos olhos seus
Nos olhos seus

A saudade vai chegar
E por favor meu bem
Me deixe pelo menos só te ver passar
Eu nada vou dizer
Perdoa se eu chorar

Vou chorar mais uma vez
Quando olhar nos olhos seus
Nos olhos seus

A saudade vai chegar
E por favor meu bem
Me deixe pelo menos só te ver passar
Eu nada vou dizer
Perdoa se eu chorar

VOCÊ NÃO SABE E NUNCA VAI SABER- Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Você não sabe e nunca vai saber,
(A não ser que você me diga),
O quanto você mudou a minha vida.
Você não sabe que me destravou,
Que com você posso ser eu mesma,
Sem medo de nada!
Você não sabe que minha depressão acabou,
Que hoje sou muito mais feliz que ontem,
Que com você posso ser sincera,
Posso ser eu mesma,sem medo algum.
Que o passado já ficou distante,
Que hoje sou muito mais adolescente,
Mas com a experiência dos meus 60 anos.
Que você tem a aprovação dos meus filhos,
Não que isso seja primordial em minha vida,
Mas tendo-os como cúmplices,tudo fica mais fácil!
Tudo está como deveria ser!Sempre!
E tudo isso devo á você,
Apesar de você me dizer,
Que tudo que acontece,eu quis!
Não sei porquê, a confiança!
Aconteceu!
E isso na nossa idade é muito lindo!
Que eu fico olhando você passar pela minha janela
Indo embora para a sua morada!
Fico vendo você até você sumir,
Com suas passadas largas!
Você vai e não olha para trás.
Atravessa a rua e vai cuidar da sua vida!
E você é muito elegante com as suas roupas,
Com as cores discretas e combinadas que usa.
E quando você desaparece da minha visão,
Eu corro e ligo a televisão,
Calculo meia-hora ,ligo o "sleep "e durmo
O sono dos anjos,o sono dos justos!
E mesmo que você só volte depois de algum tempo,
Eu não reclamo e não fico triste,
Pois você me preenche completamente!
Mas não estou apaixonada!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

PREFEITOS DE CINCO MUNICIPIOS LANÇAM MOVIMENTO EM DEFESA DAS CACHOEIRAS



Prefeitos de cinco municípios lançam movimento em defesa das cachoeiras
Uma mobilização em defesa das cachoeiras da bacia do Rio do Peixe, ameaçadas pelo projeto de implantação de barragens de Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs), foi lançada no último dia 21 de agosto pelos prefeitos dos municípios de Socorro, Pedra Bela, pelo lado paulista e Bueno Brandão, Munhoz, Senador Amaral, que pertencem a Minas Gerais. O movimento, denominado Frente Ampla do Sul de Minas e Leste Paulista em Prol do Projeto Cachoeiras Vivas, também é integrado por empresários da área turística e instituições ambientalistas e pretende criar uma mobilização em âmbito nacional, envolvendo associações de turismo, entidades não-governamentais e parlamentares, para barrar a implantação das CGHs em estâncias turísticas.

Durante a reunião em que se definiu a criação da frente, realizada no Parque dos Sonhos, foi apresentado um extenso relatório, elaborado por entidades ligadas à defesa do meio ambiente, que apontou os impactos da possível implantação das Centrais Geradoras Hidrelétricas – CGHs. Estima-se inicialmente que serão cinco usinas – três em território mineiro, no município de Bueno Brandão e duas do lado paulista, ambas em Socorro. O estudo apresentado revelou que esses projetos demandariam a construção de pequenas barragens que varreriam do mapa várias cachoeiras. Com isso, além dos efeitos negativos para o meio ambiente, as usinas afetariam drasticamente as atividades turísticas dos municípios, especialmente as relacionadas com a água.

O prefeito de Bueno Brandão Jair Asbar, indicado para presidir a Frente manifestou se contrário ao projeto das CGHs e sugeriu uma aliança das estâncias turísticas de Minas e São Paulo para lutar por uma legislação federal que impeça essas empreendimentos em cidades de interesse turístico. O prefeito Herculano Baião, da cidade mineira de Senador Amaral, foi ainda mais enfático e disse que é preciso “fechar a porteira e proteger o nosso bem mais precioso”. Herculano relatou ainda já vem promovendo ações de educação ambiental e de proteção dos mananciais no seu município.

A prefeita de Socorro Marisa de Souza Pinto Fontana também se manifestou contrária à implantação das usinas, postura que, inclusive, ela já havia manifestado às entidades ambientalistas do município. “Além das consequências negativas para turismo e meio ambiente, esses usinas podem trazer escassez de água até para os produtores rurais que se utilizam do rio para irrigação”, ponderou a prefeita Marisa.

A Frente Ampla do Sul de Minas e Leste Paulista tem com presidente Jair Asbar, prefeito de Bueno Brandão/MG; a vice-presidente é Marisa de Souza Pinto Fontana, prefeita de Socorro/SP; para segundo vice-presidente foi escolhido Herculano Baião, prefeito de Senado Amara/MG. São ainda como membros do grupo José Ronaldo Leme, prefeito de Pedra Bela/SP e Dorival Amâncio Fróes, prefeito de Munhoz/MG.

NADA É EM VÃO - Flavio Cardoso Reis


NADA É EM VÃO

Amores não são perdidos,
Nem tão pouco esquecidos,
Muitos se mantém aquecidos
Na faísca que uma hora foi chama.

Gritos que não são ouvidos,
São apenas murmúrios,
No calor de corpos nus,
Gemidos se transformam em urros,
No ardor de mentes insanas.

Pensamentos não são em vão
São desejos emitidos,
Assistidos por nossa mente,
Motivações de sentimentos carentes
Reações de uma alma que clama!

Poesias não são rabiscos,
São expressões que não são gritos,
Pensamentos que foram ditos,
Escrito por um poeta que ama.

Flávio Cardoso Reis

SOS RIO DO PEIXE,CORREDEIRAS,CACHOEIRAS DA CIDADE DE SOCORRO e ADJACÊNCIAS.


Onde vão parar nossas cachoeiras, rios, corredeiras???
Já vimos tantas cachoeiras serão inundadas por hidreletricas, PCHs e CGHs. Onde iremos parar?

Enquanto lutamos pelas cachoeiras de Socorro/SP, Munhoz/MG e Bueno Brandão/MG, tantos outros travam batalhas em locais escondidos no Brasil todo, como pudemos atestar em Aiuruoca.

Por que será que nossos governantes não usam os recursos que estão investindo nas Hidreletricas (Micro, Mini, Pequenas, Medias ou Grandes) para:
1) Repotencializar/Otimizar as hidreletricas já existentes e que já geraram impactos ambientais (desta forma conseguiriamos produzir mais energia com as mesmas hidrelétricas);
2) Investir em energia solar, especialmente para o aquecimento de água? (quanto de energia seria economizado se todas as casas, clubes e empresas tivessem energia solar para seus chuveiros, torneiras e piscinas?)
3) Investir em energia solar para iluminação? (isso parece já ser possivel hoje)
4) Criar programas e leis para incentivar a economia de energia elétrica?
5) Investir em programas educativos para diminuir o consumo de energia eletrica e o desperdicio?
6) Criar leis que obriguem todos os equipamentos serem mais eficientes e fiscalizar para que essas leis sejam cumpridas (até hoje não entendo porque os novos equipamentos eletronicos ficam em modo de espera - luz vermelha/azul acesa quando eu o desligo, obrigando-me a ter que tira-los da tomada para não gastar energia).

Não sou especialista nem técnico em energia, mas sei que essas entre tantas outras estratégias de diminuição no consumo de energia são totalmente possíveis, basta que nossos governantes tenham vontade de fazer isso.

Uma vez destruidas nossas cachoeiras, não haverá compensação ambiental que as faça retornar!

Lutemos para salvar nossas cachoeiras e rios pois, a soma das lutas fará com que nossos governantes repensem suas politicas energeticas e principalmente seus valores!

Abraços a todos

F. Peretto
CONCORDO QUE PRECISAMOS LUTAR
Maria Lúcia Inocêncio Camargo

Meus amigos,precisamos lutar pelo que é nosso!Conheci há muitos anos atrás as Sete Quedas que foram destruidas!Quanta beleza e animais foram ceifados em nome do progresso e em nome da ganância.Lugar lindo!Que nunca mais foi o mesmo com a construção da Usina de Itaipu.
Hoje é o Rio do Peixe,amanhã será a Floresta Amazônica e o mundo não será nunca mais igual.
Com essas mudanças ,o clima da Terra mudará.Cidades serão banidas do mapa,desertos se formarão.
Deixemos que a própria natureza tenha seu percurso.
O homem não tem o direito de destruir a natureza dessa maneira.
Em alguns lugares do Brasil ainda temos água para dar e vender mas em outros países a água é escassa.
Podemos ainda nos banharmos em rios e mar, até quando?
No nordeste brasileiro,o homem luta por um pouco de água.As plantações estão ressequidas e os animais morrem por falta do precioso líquido!
Não podemos deixar isso acontecer!
Cada um de nós tem o dever de impedir que nossa água acabe.

CONTRA A GRIPE INFLUENZA-H1N1



Dica do Dr. Márcio Bontempo.

Saquinho com cânfora.
Durante a gripe espanhola no começo do século passado, milhões de pessoas morreram, mas aqueles que lidavam com os doentes raramente contraiam o vírus. É que havia uma orientação para que o pessoal de serviço, médicos, enfermeiros, etc. usasse um saquinho de gaze com pedras de cânfora pendurados no pescoço. As emanações voláteis da cânfora esterilizam o ar em sua volte e protegem as mucosas. Então, aconselha-se a fazer o mesmo. Basta adquirir a cânfora na farmácia comum (algumas pedrinhas bastam), confeccionar uma bolsinha de gaze e pendurar no pescoço, podendo inclusive manter por dentro do vestiário, sem necessidade de deixar à mostra (se bem que o ideal é manter do lado de fora). Deve ser usado constantemente durante o contato com as pessoas. É uma boa dica para quem lida com pessoas ou trabalha em ambiente de aglomeração, etc.

Vamos usar!!!

Obs. Vi no programa Sem Censura (ele disse 3 pedras).

FALTA DE INSPIRAÇÃO -



FALTA DE INSPIRAÇÃO!

Sem inspiração,
Poeta sem chão
A procura de uma musa
Através da imaginação.

Já citei a lua,
E também o arco-íris,
Antigos amores,
E várias meretrizes...

Viajei ao mundo de utopia,
Citei fadas e rainhas
Escrevi momentos trágicos,
E muitos momentos mágicos!
Ambos, fantasias...

Duelos entre adversários,
Para um a sorte,
Para o outro a morte!
Contos imaginários,
De um poeta sem sorte!

Flávio Cardoso Reis

PS:- Caro Flávio, poeta sem inspiração,se a falta de inspiração produz versos tão lindos,imagine você inspirado.
Um abraço.
Maria Lúcia.

O SORRISO DE MARIANA - José Rocha


O sorriso de Mariana

Vamos sair, Mariana,
E apanhar cometas no campo,
Fazer desenhos na noite,
Constelações de não ter fim.
E brincar de estrela e de céu,
Recolher sonhos no chão,
Ver que o mundo é mais bonito
Quando a lua vai dormir.
Vamos sair, Mariana,
E chutar pedras na estrada,
Correr, brincar de namorados.
Fecha os olhos. Diz que sim.
Vê que lindos os quasares
Que o anjo esqueceu no varal!
Não te lembram as avencas
Que eu reguei antes de vir?
Vamos sair, Mariana,
Ainda é dia no Japão,
De manhã em Aldebarã
E há tanta luz no teu jardim!
Vê como brilham tua boca,
Tua língua e teu batom.
São cometas, luzes, reflexos,
Motivos para te despir.

José Rocha

Do livro "A lua do meio-dia"C

CORRENTES PARTIDAS - Betânia Uchoa


"Correntes Partidas"

Em cima de minhas lágrimas
Minha história se passou,
Não antes da mocidade,
Por que a infância se preservou,
E das muitas lembranças,
Um sorriso bastou.

A infância já se passou.
A minha mocidade, do brilho
Agora se perdeu...e a mulher,
Em correntes se prendeu...

O primeiro amor chegou.
Era primavera, verão...
Era uma flor em meu coração.
Me lancei nesta ilusão,
Pensando só na paixão...

E quando acordei,
Da insanidade vivida,
Vi o amor passar,
Como em uma corrida.
Onde o ganhador,
Chega primeiro na avenida.

Perdi minha alto estima,
Uma amiga verdadeira,
Parceira para qualquer viagem.
Hoje, sou vítima de minha insanidade...

Presa fácil das palavras,
Da voz mansa que antes amava.
Hoje estou em correntes,
Minhas dores nunca cicatrizam.
Onde está o meu amor?
O final de minha história vivida?

Para me soltar dessas amarras.
libertando minha alma sofredora,
choro a tristeza, choro a fraqueza,
choro o receio, choro a incerteza...

Tudo chorado, meu eu revelado..
Eu tenha força, certeza...
E quebre as correntes,
Nadando, livre, feliz...
Neste rio de lágrimas,
com as correntes partidas.

Betânia Uchôa

Publicado no Recanto das Letras em 04/08/2009
Código do texto: T1736011

Amigos, fiz este poema para uma amiga especial e muito querida. Compartilho com prazer.
Ótimo Final de semana.
Beijos e fiquem bem.

Betânia Uchôa

DUETO - AMOR PELO SERTÃO


DUETO “AMOR PELO SERTÃO” DE AMARO PEREIRA E GUERREIRO DA LUZ-Edu Sol


AMOR PELO SERTÃO

Como é lindo o amor do sertanejo pelo sertão
Chega devagarzinho, para sempre se instalar.
Fica cravado e só Deus pode tirar.
Faz morada perpétua no coração!

Supera a seca, a fome e a pobreza
Diante dos obstáculos é uma fortaleza!
É o amor que não existe traição
Supera até as intempéries da natureza!

Quem nasce lá no sertão
Aprende a conviver com a seca daquele chão
Quando a chuva benfazeja sobre a terra se derrama,
Corre o sertanejo e prepara o chão para a plantação.

A colheita ele se dedica com muita determinação,
Pois ele se prepara para a seca da próxima estação.
Durante esse período, plantar, não poderá mais não!
Pois de seca a terra racha matando gado e a plantação!

Quando a seca o surpreende destruindo toda vegetação
Levando também a morte a toda criação.
O sertanejo não se desespera
Usa de todos os recursos para superar a devastação!

Bebe de todas as sobras de água que encontra pelo chão
Ou armazenou durante a boa estação.
Ah! Palma, se não fossem as suas folhas!
Todo o gado ficaria morto, estirado pelo chão!

Sertanejo homem valente
Que a adversidade não teme não!
Com a falta da água e até do seu pão
Luta bravamente pelo amor ao seu sertão!

SONHAR - Thie


Sonhar..

Quando eu era guria pequena
Fantasiei meu príncipe encantado
Era alto moreno e com barba..
Sabia que logo o reconheceria entre tantos

Não era segredo..
Todos meus amigos sabiam
E como se divertiam..
Era o motivo de tantas brincadeiras

- Olha ali!! Vem chegando o amor da Tieh
Um mendigo sujo e maltrapilho, mas barbudo he he
Pobre criatura de um destino cruel
Sim sujo, por fora.. Mas e a sua essência?

Gargalhadas desafiadoras se perdiam
_ Ahh eu achei ele lindo vaiiii!!
E mais gargalhadas inoscentes..
Assim se divertem os amigos, isso é amor

É.. vão se passando os dias, todos enfeitados de sonhos
E o príncipe da guria sonhadora?
Quem sabe um dia né? Ele aparece montado
Naquele sonho dourado (ou é cavalo? Ahh sei lá rs)

E avista a Tieh de loooonge
Entrega uma caixinha pequena
Que dentro tem algo pulsando.. um lindo coração
Que ela um dia sonhou.. fim
Ahhh esqueci de dizer o nome do príncipe
O nome dele é.. Segredo que a Tieh guarda
Mas ela o chama de AMORRRR..

TÎËH Ø£SËÑ

DANÇANDO NO AR - Betânia Uchoa


Dançando no ar

O balé dá um salto
E vai ao chão rodopiando fino
Voltas e voltas, uma história, um destino.

Um giro longo, com destreza
No cenário, palco de todos os dias
Fazendo cada salto, um transbordar de alegrias.

Que fiquem pasmo com a beleza,
Dessa dança, bailarinas primorosas
Que encantam como a beleza das rosas.

O balé dá um salto...
Acontece, em nós um calafrio...
De ver um salto tão alto, a vida passar por um fio!

É um espetáculo daqueles,
De nos fazer encantados...
E até um pouco emocionados!

Betânia Uchoa

NO ESCURO DO MEU QUARTO e PROPOSTA.



No Escuro do meu Quarto..


Meus pensamentos ecoam no silêncio da noite
As vezes sem motivação..
Já perdida em dúvidas.. perguntas sem respostas
O sono me foge.. mais uma noite sem descanso

Seria tão mais fácil.. a certeza dos sonhos realizados
O perfume da alegria sobre a pele..
Aquele brilho nos olhos que só o amor trás
A vontade de correr e brincar feito criança..

No escuro do meu quarto..
É onde tudo acontece.. onde o amor floresce
A esperança só cresce
E também esmorece

Vou sonhando que nada é impossível
Entre dúvidas e certezas.. nesse escuro
Tudo parece ser real.. no imaginário sem fim
Vou alimentando aquele me mantém viva no mundo

Quero a alegria da criança saciada de amor
Dos beijos correspondidos
Daquele doce sabor que na sua boca encontrei
E das palavras de amor.. meu único alimento

Me encontro só.. perdida em pensamentos
No escuro do meu quarto..
Tudo acontece num lampejo de segundos
Assim adormeço pensando em Ti..

TÎËH Ø£SËÑ

A Resposta.. Eu Proponho..

Por amor.. eu cuidaria de ti
Pela manhã.. o meu mais belo sorriso
Uma frase de amor acompanhada de Bom Dia
E um beijo apaixonado no meu príncipe encantado..

Durante o dia uma espera interminável
Para abraçar o meu amado..
E levá-lo a um banho perfumado
Pois já está preparada uma refeição a luz de velas

Esse banho eu vou te dar..
E relaxa entre espumas.. desse dia cansativo
Mais um dia de labuta, e uma noite de ternura
Nosso encontro pro descanso.. ui que descanso?

Nosso jantar é p’ra contar como foi o nosso dia..
Mas num passe de magia.. nossos olhares se encontram
E meu amado me carrega nos seus braços fortes
Para o nosso ninho de amor..

Uma noite entre lençóis de seda num quarto iluminado
Eu vejo seu lindo corpo reagir ao meu perfume
E aos beijos nos tocamos, é quando meu guri
Nos envolve com paixão no meu corpo preparado..

Nossos corpos já cansados
Nos preparamos p’ra dormir
Saciados adormecemos nesse sono energizante..
Isso gera segurança.. quando se é amado.

TÎËH Ø£SËÑ

EU QUERO UM AMOR -Maia


___EU QUERO UM AMOR__


Eu quero um amor que saiba traduzir o meu olhar...
Não precisa entende-lo...Apenas o compreenda...
Eu quero um amor que possa me encantar, e a minha
tristeza enganar...
Eu quero um amor que com volúpia possa me abraçar
Eu quero um amor, que me provoque o inevitável beijo...
Que me faça sentir que o chão fuja dos meus pés...

Eu quero um amor que ainda é um mistério...
Eu quero um amor que sua voz seja capaz
de me tirar do serio...
Eu quero amor que possa tecer em seu corpo
os meus desejos...
Eu quero amor que seja bom pra mim...

Eu quero um amor que repouse em,
meus braços como a folha sobre as águas...
Eu quero um amor não para cumprir regras da sociedade.
Mas quero um amor que me cause liberdade...
Eu quero um amor, não por medo da solidão...
Eu quero um amor que me invada o coração...

Eu quero um amor não precisa ter cor, raça, religião.
Porque os corações,podem habitar corpos, de diferentes
cores e formas, mas são únicos no sentir...
Eu quero um amor que habite meu coração
De todos os enigmas você é a solução...
Só não sei onde você está,mas se minhas palavras
a você um dia chegar venha meu coração habitar...

Fernanda Maia Oliver

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...