quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

AMOR ATRAVÉS DO TEMPO - Betânia Uchôa


Amor através do tempo


Se a vida me trouxe algum conhecimento
E se pude usufruir de um amor com conteúdo
É difícil dizer que de amor eu sei tudo,
Apenas que algumas coisas me trouxeram entendimento


Não saberei dizer se foi uma ciência
Penso mil vezes que foi um ensinamento
Desses que te deixam em total alheamento
Ou poderia ser apenas simples paciência


Quisera eu ter apenas ouvido
Ou apenas uma morte só, ter morrido.
Mas mil mortes vieram com infinita dor


Mas eu sei que a vida nos trás de volta
Nos fortalece, nos protege e solta
E sempre recomeçamos a viver outro amor

Betânia Uchôa

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

O BEIJO - Antonio Kleber


O BEIJO

Guardo teu beijo, terno beijo, na memória.
No Outono cinza, a despedida, último adeus,
como se foras sem deixar-me uma esperança
de reviver o teu carinho e os lábios teus!

Amargurando o teu partir, restou-me o beijo.
Sonho desfeito, nem as folhas esqueceram,
no farfalhar, de relembra-lo nas canções,
brincando algures junto às brisas Outonais!

As estações se sucederam desde então!
Alma contrista, olhar perdido no horizonte,
dei-me à letargia dos impulsos lascivosos!

Trago a utopia de uma espera que me aturde!
Cedo o destino e a vida; ao tempo, entrego a morte,
mas na esperança de beijar-te uma outra vez!

[Autoria: Antonio Kleber]

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

CORAÇÃO MADURO - Jorge Luiz Vargas


Coração maduro
Jorge Luiz Vargas

Bem-vinda ao meu coração
Sabia que você estava pra chegar
Por isso deixei a porta aberta
Pra você poder entrar

Entre e não repare
Se está tudo fora do lugar
Acabei de acordar
Passei a noite em claro
Pedindo a Lua pra te encontrar

Aqui é um pouco apertado
Coração maduro
Tem muita coisa para guardar
Mas saiba que você tem seu lugar
E quero toda minha vida te amar

Vem, pode entrar
Eu muito aprendi
E sei de você cuidar
Entre e feche a porta
Só estava esperando
Você chegar

NOITE FRIA - Jorge Luiz Vargas


Noite Fria
Jorge Luiz Vargas

Pensei muito e só lembrava você
Na noite escura e fria
Parecia que você estava ali comigo
Mas eram sonhos, desejos e fantasias

No azul negro do céu, só estrelas
Uma cadente cruzou meu olhar
Fiz logo um pedido e um desejo
Torcendo pra se realizar

A lua, cheia, sempre companheira
Ficava lá, só me vendo pensar em você
Olhando ela, o que mais fiz foi sonhar
E sonhei com você a noite inteira

Sonhei em te ver chegar
Me dizendo que voltou pra ficar
Que ao meu lado você teria
Todos os motivos para se alegrar

Sonhei me vendo chegar
Te pedindo pra voltar
Que ainda não tinha chegado a hora
Da nossa história terminar

Mas a noite se foi
As estrelas se apagaram
A lua de mim nem se despediu
E eu ali
Me despedindo da madrugada
Na manhã gelada
O sol ainda frio
E eu olhando o vazio
Que você deixou em mim

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

TE TRAI COM O VENTO - Betânia Uchoa


Te trai com o vento


Te trai com o vento
Que fez festa em meus cabelos
Enquanto sua ausência era sentida,
Ele me consolava.

Te trai com o vento
Que ouvia meus choros e anseios
Enquanto teu corpo estava longe
A quilômentros dali.

Te trai com o vento
Que fez carícia na minha pele
Acariciava meu rosto
E brincava com meus desejos
Enquanto aguardava tua volta.

Te trai com o vento
Que brincava com a paisagem
Enquanto eu andava
Para chamar minha atenção,
Murmurava em meu ouvido,
Uma doce canção.

Te trai com o vento
Que me acompanhava o passo
Junto com a minha solidão
Enquanto eu chorava sua perda
Naquela estação.

Te trai com o vento
Que embalava meu corpo
Suavizando meu pranto
Secando minhas lágrimas sentidas
Me trazendo fantasias.

Te trai com o vento
E ele varreu minhas mágoas
E só não conseguiu:
Varrer sua presença dentro de mim.

Betânia Uchôa
Universo in versos
http://betaniauchoa.blogspot.com

TESOUROS - Betania Uchoa



Tesouros

O mar te guardou nas ondas
ele, como eu, não te esqueceu,

e a cada época se mostra
em aparições que você ignora,

O mar te guardou para mim
ele viu o sofrimento meu,

e como eu, sentiu a ausência
causada, e trouxe pela brisa,

O mar te trouxe da memória,
trazida pela mudança dos ventos.

O mar me enfeitiçou, me deixou
a tua espera e voltou...vento...brisa...

teu rosto, nas ondas....do mar

GOSTOSO DEMAIS -Dominguinhos e Nando Cordel



Gostoso Demais

Maria Bethânia

Composição: Nando Cordel / Dominguinhos

Tô com saudade de tu, meu desejo
Tô com saudade do beijo e do mel
Do teu olhar carinhoso
Do teu abraço gostoso
De passear no teu céu

É tão difícil ficar sem você
O teu amor é gostoso demais
Teu cheiro me dá prazer
Quando estou com você
Estou nos braços da paz

Pensamento viaja
E vai buscar meu bem-querer
Não posso ser feliz, assim
Tem dó de mim
O que é que eu posso fazer

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

ONDE ESTÁS? - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Onde estás?
Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Onde estás?
Porque teu riso não escuto mais?
Onde estás?
Porque não sinto mais teu abraço?
Onde estás?
Porque não ouço mais tuas histórias?
Onde estás?
Cadê teus sonhos?
Onde estás?
E a cada dia fico mais vazia...
Onde estás?

domingo, 9 de janeiro de 2011

BUSQUE-ME - Betânia Uchôa


Busque-me

Quando o desespero pela minha partida
te consumir,
levando-o a pura exaustão.
Busque-me,
Nas palavras de consolo, quando se sentia
vazio de si mesmo.
Busque-me,
nas risadas espalhadas
pelos cantos da casa.
Busque-me,
nos passeios a mão dadas
Naquelas visitas desnecessárias,
só para te ter ao meu lado...
Busque-me,
nas músicas cantaroladas,
sentados na varanda.
Busque-me,
nas noites de lua cheia,
que nos envolve pela sua beleza.
Busque-me,
no perfume que ficou nas
roupas de cama...
Naquela bagunça organizada,
que tanto reclamava.
Busque-me,
nos cartões postais
das viagens sem a tua presença.
Dos jantares, dos olhares..
Busque-me,
nas suas lembranças,
No teu passado,
o meu passado
e agora,
com mais presença.
Busque-me,
nas minhas lágrimas
que ainda não secaram.

Betânia Uchôa

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

LOBA -Betânia Uchoa


Loba

Se me vejo loba em meio a tantas feras
Em silencioso bando, na mata florida,
Parece que aconteceu em outras eras,
De um tempo em que brigava pela vida...

Foi um período, uma vida dolorida,
Que se renovava nas doces primaveras,
Que modificavam as paisagens severas,
Um ontem buscado na mente esquecida!

Meu olhar de loba, passeia pensativa,
E todos notam minha envergadura altiva,
O brilho de minhas presas de puro marfim...

E sendo loba, eu brinco, corro, sou calma,
Ninguém vê o que vai dentro da alma!
Ninguém vê a fera, que existe em mim!


Betânia Uchôa

POEMA DA DESPEDIDA - Jorge Luiz Vargas

domingo, 2 de janeiro de 2011

PROCURO VOCÊ - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


PROCURO VOCÊ
Maria Lucia Inocêncio Camargo

Procuro você nas risadas,
Procuro você no dia a dia
Procuro você nas fisionomias...
Procuro você nas estrelas,
Procuro você no mar,
Procuro você no ar
E sei que não vou esquecer
Pois o encontro nas melodias!

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...