domingo, 1 de fevereiro de 2009

DESENCONTRO - Maria Lúcia Inocêncio Camargo.




Volta depressa amor,
A ser tão alegre como sempre foi.
Sua tristeza está me deixando triste.
Sua alegria me contagia tanto.
Gosto de ver o seu riso escancarado
Mas você está tão triste!

Seu cabelo está tão molhado
quanto o seu olhar calado.
E essa tristeza que não passa.
Volta a ficar alegre, vai!

Duas vezes nos desencontramos,
Você estava indo e eu vindo
Nessa vida louca que arrumei.

Sei que você telefonou,
Sei que você me buscou,
Porque você me falou.
Mas, você não me achou!
E quando achou, eu parti!

Foi apenas um desencontro.
E é muito bom ser assim,
Pois a saudade que fica,
Faz você lembrar de mim.
Te amo, muito, meu homem-menino
E amei o que você me disse,
Pois pela primeira vez,
Sentí que você me ama!
E adorei o que ouví!
As esperas são plenas,
De esperança!

Um comentário:

Isabel Camargo Pontes - Doce memória disse...

Obrigado por sua visita e comentário. Gostei de de seu Blog, é difícil sair dele tal a variedade de assuntos que encontramos. Parabéns!

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...