sexta-feira, 22 de julho de 2011

BOLERO DE NÓS - Jorge Luiz Vargas


BOLERO DE NÓS - Jorge Luiz Vargas

Pensei em você, sonhei com você
Chorei ao te ver olhando pra mim
Foi choro sentido do amor tão pedido
Doeu tanto em mim

Sou céu sem estrelas, luar sem poeta
Sou sombra sem luz, de mim nada resta
Sou jardim sem flor, passarinho sem asas
Sou noite sem lua, sou rosa sem cor

Eu era você, noite enluarada
E agora na vida eu não sou mais nada
Sou céu sem estrelas, luar sem poeta

Sou sombra sem luz, em mim nada presta
Num canto qualquer é só o que resta
Querendo viver, morreu o poeta .

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...