sexta-feira, 22 de julho de 2011

CANSEI DE SER POETA - Jorge Luiz Vargas


CANSEI DE SER POETA
Jorge Luiz Vargas

Quantas dores eu toquei sem perceber. Quantas almas fiz chorar sem querer. Quantos risos e alegrias eu tirei, com versos que no papel deixei.
Quantas histórias suas eu contei. Quantas minhas pra você eu declamei. Quantas flores a gente viu brotar. Quantas rosas vimos desfolhar.
Quanto amor a gente já viveu... Os meus todos enfeitei. Quantas dores a gente já sentiu... As minhas em poesia eu guardei.
Ser poeta às vezes não é bom. A gente sente mais do que os outros. Fantasia tudo o que se sente, para doer menos no coração da gente.
Se o choro se confunde com alegria. Se a tristeza se enlaça em fantasia. Se em tudo vimos perfume e cor, não importando se é dor ou amor.
Quantas lágrimas de mim brotaram. Quantas flores com elas eu reguei. Quantas dores do meu coração fiz poesia. Quanto amor que eu vivi virou magia. E você ao me ler, se contagia.
Cansei de ser poeta!... Queria apenas ser você!

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...