domingo, 4 de setembro de 2011

CUIDADO - Jenário de Fátima.


CUIDADO


Amor nenhum sobrevive ao descaso,
Nem ao desprezo ou esquecimento.
Mesmo que às vezes com enorme atraso,
A morte chega num processo lento.


Amor é tal plantinha de um vaso,
Que necessita de água, sol e vento.
E descuida lá ali num chão tão raso
É fazer disso um aniquilamento.


Vir de o amor cuidar, pra que floresça...
Crie volume, se agigante, cresça,
É tão somente aquilo que se importa.


Pra que depois não venhas chorar mágoas
Ao perceber que olhos brotam águas
Mas não renasce a semente morta.


Jenario de Fátima.

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...