segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

ENTORPECIDO - Flávio


Entorpecido

Quando você está distante
Tudo pára nada segue adiante
Vago como um confuso viajante
Nos labirintos do inferno de Dante.
As cores desbotam e esmaecem
As sombras surgem e escurecem
Meu mundo perde todo o sentido
Sinto-me totalmente perdido
A noite oculta as estrelas e o luar
O vento se esconde sem querer soprar
As marés não acariciam a areia
Silêncio no canto da sereia.
A terra fica sem seu eixo e deixa de girar
Não há para onde ir, não há porque ficar
Não me sinto daqui nem de nenhum lugar
Sem seu ar eu não consigo respirar.
Tenho sede da sua boca e fome dos seus beijos
Escravo voluntário dos meus desejos
Espero passivo e imóvel você voltar
Só assim minha vida irá recomeçar.
Flávio


Meu último Amor,

Eu gostaria de ter escrito esses versos para você, mas os poetas escrevem o que vai no coração de todas as pessoas apaixonadas e esse poeta escreveu literalmente o que eu sinto por você.
E digo mais:-meu remédio é você.
Sem você não sou de nenhum lugar.
Quando você chega,minha alma se expande em amor e colore todas as coisas.
Amo seu riso farto.
Amo seu ciúme.
Amo até quando você me mostra meus erros.
É impossível não te amar...
E não entendo como você advinha quando eu estou precisando de você.
Quando estou perdida,sempre encontro seus olhos me apoiando e dizendo sim ou não.
Quando você chega,o sol brilha mesmo que a chuva esteja caindo.
Sei que quando eu te chamo você vem,pois sabe que eu necessito sua presença.

Maria Lúcia.

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...