quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Mamãe - Maria Lúcia Inocêncio Camargo


Mamãe,



Sou muito feliz por ter partilhado cinqüenta anos de minha vida com você, porém confesso que foi muito pouco.
Tantas perguntas que ficaram sem resposta, pois a morte chega sem avisar.
Eu sempre me lembro de você batendo máquina á noite, pois durante o dia você tinha vários afazeres.
Lembro de você esfregando as roupas, areando as panelas, puxando água em um balde.
Não tínhamos água encanada.
Lembro muito bem de você fazendo o almoço de domingo para a família toda e mais os parentes que nos visitavam.
Você pegava o feijão na cerca, as verduras no quintal, as frutas no pé, o pato ou a galinha no quintal e fazia memoráveis almoços. Coisas simples como macarronada,nhoque,salada,um frango ou pato assado ou os dois mas que nem o melhor cozinheiro do mundo trará aquele sabor de volta.
Lembro muito bem das suas toalhinhas rendadas que enfeitavam os armários como era o costume. Vejo nitidamente você recortando o papel com a tesoura e ele se transformando em moças segurando uma as mãos da outra ou passarinhos voando.
Você também tricotava e costurava como ninguém!
Nossas roupas eram feitas de vestidos ou saias da tia Luzia ou das cortinas de veludo da patroa dela. A tia Margarida também trazia os retalhos da fábrica de tecelagem onde ela trabalhava.
Quando fomos para Santos, papai foi promovido e a vida ficou melhor financeiramente.
Tenho muito orgulho de vocês meus pais, pois foram maravilhosos.
Você era daquelas pessoas que entravam em um lugar com tal majestade que ninguém ficava indiferente á você.
Mamãe você tinha majestade, dignidade, humildade era uma pessoa sem igual.
Mamãe, nunca pensei em agradecer á Deus você ter partido, mas hoje vejo que Ele foi maravilhoso com você.
As coisas que eu vejo e que partem meu coração você não viu. Morreu triste mas se tivesse vivido até hoje ficaria muito mais.Você não merecia isso por isso se foi.
Não esqueço a pergunta que você me fez no hospital:- “O que essa mulher veio fazer aqui?” e penso as bobagens que ela falou nos seus últimos minutos de vida.
Mas mamãe, você pediu tanto á Virgem Maria pela vida dela que recebeu o milagre da cura.
Por essas coisas mamãe, não tenho coragem de pedir á Deus nada, pois não sei o que me espera. Ele sabe!Então só agradeço.
Obrigada, mamãe por ter passado tantos ensinamentos á seus filhos.
Feliz aniversário!
Sua filha que não te esquece nunca.


Maria Lúcia.

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...