sábado, 1 de novembro de 2008

Depressão


Eu sofro de depressão como algumas pessoas no mundo, e isso me traz muitos problemas.Acredito que eu sofra desse mal desde pequena, pois eu tinha dificuldade em fazer amizades, chorava á toa, me sentia muito triste e ás vezes muito alegre.

Mas na minha época, como hoje em dia, as pessoas acreditam que o médico psiquiatra é só para "loucos".Ainda há muito preconceito.Conheço algumas pessoas que tremem só em pensar em fazer um tratamento psicologico ou psiquiatrico.

O grande problema que eu sinto é a instabilidade emocional que me acomete.

Ás vezes acredito que vou superar um problema, outras penso que vou morrer de tanta tristeza. Isso não é culpa de ninguém, é um problema meu.

Outro dia sapeando pela tv paga, deparei-me com um filme que me chamou a atenção, chama-se "Geração Prozac".

Esse filme foi baseado no livro escrito por Elizabeth Wurtzl , autobiográfico.

Começa com ela estudante de jornalismo na Universidade de Harvard , seus problemas existenciais , seus envolvimentos com drogas, sua vida sexual desregrada , suas várias tentativas de suicidios. Ela começa um tratamento psiquiatrico e a médica receita um anti-depressivo , para ajudá-la.

Alguns sintomas das pessoas que tem depressão e que são estudados pelos médicos são:
-Pessimismo
-Dificuldade de tomar decisões
-Dificuldade para começar a fazer suas tarefas
-Irritabilidade ou impaciência
-Inquietação
-Achar que não vale a pena viver; desejo de morrer
-Chorar à-toa
-Dificuldade para chorar
-Sensação de que nunca vai melhorar, desesperança...
-Dificuldade de terminar as coisas que começou
-Sentimento de pena de si mesmo
-Persistência de pensamentos negativos
-Queixas freqüentes
-Sentimentos de culpa injustificáveis
-Boca ressecada, constipação, perda de peso e apetite, insônia, perda do desejo sexual.

No link acima, você poderá ter outras informações sobre o assunto.

A depressão acomete até crianças e é terrivel, pois com minha experiência, vejo o quão dificil é sair dela.

Pessoas que tem ou tiveram câncer, devem ter acompanhamento psicológico e ás vezes até psiquiatrico, pois essa doença mexe muito com o doente.

Hoje, os médicos estudam as consequencias que a depressão pode causar.

Eu sou leiga no assunto, mas creio que o que é de fácil superação para uns é muito dificil para outros e é aí que está a diferença.

Faço terapia há doze anos, como muitas pessoas fazem e falam. Ex:-Wood Allen.

Mas até mesmo dentro da familia sou discriminada , pois as pessoas ainda tem a idéia de que quem faz terapia é "rico", é coisa de quem não tem o que fazer.

Eu deveria ter começado muito tempo antes, mas por medo do que iria me acontecer em meu trabalho, medo do que iriam dizer, medo de não ser promovida, usei outras alternativas como homeopatia, que me ajudou bastante, mas não foi suficiente.

Quando me aposentei, comecei a fazer terapia e faço até hoje.

Essa doença, trouxe-me outros problemas, pois os filhos sofrem , o marido, os subordinados...

É muito dificil lidar com uma pessoa que tem altos e baixos de humor e instabilidade emocional como eu tenho.

E como negativo atrai negativo e positivo atrai positivo, sempre atraí pessoas instáveis emocionalmente para minha vida e sofri muito.

Graças á Deus, não fumo , não bebo ,e nunca tentei me matar, mas somatizo essa depressão em mim mesma e por isso tive várias doenças que não precisaria ter.

Tumores, manchas pretas pelo corpo, dor de garganta, intestino constipado, perda de voz, dor de ouvido, dor de cabeça, pólipo no útero, pólipo no intestino.

Acredito, tenho certeza, que por causa da depressão.

Hoje, estou tentando me estabilizar, mas sei que preciso do psiquiatra e da terapeuta .

Voltei a trabalhar, presto voluntariado, faço exercicios físicos, como hidroginastica , dança de salão,caminhadas...Tudo isso para me recuperar.

Acredito que a depressão pode ir embora mas pode voltar também e eu não quero que ela fique .

Essa é a segunda vez que tenho . Na primeira, foi muito pior, pois eu não tinha vontade de andar, comer, sair, tomar banho, me pentear...Eu não quero essa vida de novo para mim.

Prefiro ser chamada de "louca" e viver do que ser considerada "normal" e morrer.

A ciência está muito avançada hoje e devemos confiar nela e nos médicos e terapeutas que nos atendem.

Maria Lúcia Inocencio Camargo.




Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...