segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Canção da Nuvem que Passa.


CANÇÃO DA NUVEM QUE PASSA


A nuvem que passa,
não existe

entre o cérebro
e a certeza.

É dor por nada,

solidão superlativa,

entre a sarjeta

e o castelo de cartas.

É porrada certa,

arroxeando a alma,

entre o nexo

e o incomunicável.

Não são infinitos

os gritos da dor,

mas intercalam-se

até o infinito.

E entre essa finitude

e a porta, que não se abre,

resta uma fresta

chamada vida inteira.



Iverson Carneiro


====================================================================


Amei essa poesia ! Muito profunda!

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...