quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Poesia!



Do Amor que Passa


Receba, nesta flor, minha proposta

que, parecendo tímida, é insistente:

Das ternas fantasias que mais gosta,

anseio partilhar, discretamente...

Mais que sorriso, espero por resposta,

aquele suspirar que, então, pressente

cada arrepio, quando alguém lhe encosta,

na morna flor do corpo, um beijo ardente...

Mas, além da paixão, não queira laços,

nem saudade ou remorso deste ensejo;

esqueça a flor, os versos, os abraços...

E aceite assim, sem juras, este amor

que apenas dura, intenso qual desejo,

enquanto passa, frágil como flor.



Bartolomeu Correia de Mello

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...