terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Fendas da Terra - Sueli Amália Poetisa das Marés.


Esta poesia eu a fiz em homenagem ao Poeta gaúcho maravilhoso, de voz imperdível, e meu amigo pessoal - Júlio.

Poetisa das Marés

FENDAS DA TERRA

Sueli Amália, Poetisa das Marés

...E ressuscitamos das fendas da terra
porque nosso amor de amantes implacáveis
não nos conteve nas profundezas...
é intenso demais, avassalador demais,
abissal demais pra ficar adormecido
e esquecido entre pedras insanas,
regadas pelas lágrimas inúteis
de amores perdidos que se foram.
Nosso amor é vivo, voraz,
vulcânico e vem pra ficar,
orvalhando pétalas de rosas
que se abrem todas as manhãs,
cheias de esperança.

Da Poetisa das Marés (resposta à memorável Flor do Asfalto, do Poeta gaúcho Júlio Cesar Fialho Pires).

Nenhum comentário:

Uma mulher apaixonada pela vida!

Minha foto

Trabalhei no serviço público e quando me aposentei passei a fazer trabalhos manuais, poesias, artes plásticas e artesanato.Tenho um pequeno ateliê e sou muito ocupada Adoro viajar e fazer cursos.Sou blogueira com muito orgulho.Amo ajudar a cuidar dos meus netos.
Meu desejo é divulgar meu trabalho e conhecer pessoas.

Minha lista de blogs

Arquivo do blog

Loading...